insignificante
Thursday, July 31, 2014
 
Vale o que vale, a UNESCO classificou mais umas dezenas de locais como património universal.
O conceito é elástico e a classificação dá mais visibilidade e implica maior responsabilidade na perservação... veremos...
este mostra que houve espécies na Europa que hoje só existem noutros continentes e que eram caçadas para comida...
e estes lobinhos, porque não é só o património "construído" que deve ser perservado, estes estão num dos espaços naturais que a UNESCO protege...


Labels: ,

 
  HARDtalk Speaks to Israeli historian, Ilan Pappe

Labels: ,

 
Wednesday, July 30, 2014
 
Não ignoro o valor e as maldades deste:
que é do século XVI. Já então a mapeação era um elemento fundacional das mitologias, embora a nação acaba-se nas terras comarcais.
Este é um documento histórico, que gerou as fronteiras portuguesas.

Labels:

 
 

Nada como o melhor jornal do mundo, o El Pais, para explicar timtim por timtim as tramóias do Bes.
Simples e limpinho:

a)

Durante el día la acción del BES rompió su pozo histórico: 0,347 euros. En abril, la acción cotizaba a 1,322 euros. El banco ha perdido el 74% de su valor en cuatro meses.

E

b)

los antiguos ejecutivos del banco, Ricardo Salgado y Amílcar Morais Pires, habían montado una estructura para financiar al Grupo Espírito Santo (GES) con el dinero de los clientes del banco a través de un sociedad en Suiza.
E ainda
c)
Son ramalazos que van descubriéndose cada día y que dañan a la estabilidad del BES. Durante todo el día de ayer, inspectores fiscales registraron la sede de RioForte, holding de las empresas no financieras del Grupo Espírito Santo, en el marco de las operación Monte Branco para desmontar una red internacional de blanqueo de capitales.

Não percebo porque razão ainda não há mais arguidos… bandidos há muitos, muitos. Penso que é a família toda!
E eu há muito tempo que tirei de lá o meu dinheirinho todo, e apresentei duas queixas ao Banco de Portugal. A resposta foi que as malandrices do BES não eram assunto do B.P. Notável, notável!

Labels: ,

 
Monday, July 28, 2014
 
Leio várias artigos que fazem referência ao facto do Hamas ter ganho as eleições na faixa de Gaza e usam esse argumento para o justificarem.
Desde logo acho abjecta a actual campanha militar israelita, e ainda por cima absolutamente contraproducente e falha de objectivos que não seja a terra queimada.
Mas julgo que é um erro não analisar o que se passa neste território palestino, e os procedimentos do Hamas, que não têm nada de democrático.
A democracia não é só o voto na urna, desde logo há a questão de quem vota, e neste caso temos que excluir mais de metade do céu, as mulheres não votam na território de Gaza, as mulheres não têm qualquer, qualquer direito, nem sequer o de aparecer em qualquer manifestação ao na televisão.
Não existem para estes ayatollas. Não existe tão pouco oposição ou a mínima liberdade de opinião, essa é logo condenada à morte (há mais morte devidas ao próprio Hamas que as desta guerra, absurda!).
Não se pode encontrar uma solução para a situação Israel/Palestina sem o reconhecimento do direito, que resulta de uma decisão de toda a comunidade internacional de Israel à existência e à sua protecção como Estado independente, o que o Hamas não faz, sendo que são gente sem qualquer moral, desde romper as suas próprias tréguas até usarem crianças como protecção para as suas rampas de mísseis.
Em Israel, também temos o piorio no poder, a extrema direita  (essa sim votada por um colégio eleitoral democrático!) mais nacionalista, defensora de uma ideia mitológica ao arrepio dos mandatos internacionais e de um processo de paz verdadeiro, que continua com a colonização e a discriminação das populações árabes.
Nada é simples.
Todos os processos requerem vontades e capacidades, Esta guerra não tem fim à vista. Não há nem uma nem outra, de nenhum dos lados. O Hamas prefere que o massacre continue e se intensifique, em nome de uma ideologia messiânica, Israel continuará esta guerra, por assim distrai o seu povo dos verdadeiros problemas, entre os quais também está a captação do Estado pelo pensamento religioso.
P.S.
É inqualificável bombardear escolas e hospitais! E como classificar quem guarda e usa escolas e hospitais, sabendo todas as consequências, quem guarda e usa escolas e hospitais como armazém e base de lançamento de rockets?
A desumanidade é total!

Labels: ,

 
Sunday, July 27, 2014
 
Notável.
Mais uma notícia, um,a verdadeira bomba, que passa ao lado da nossa comunicação:
http://www.nytimes.com/interactive/2014/07/27/opinion/sunday/high-time-marijuana-legalization.html?_r=1
O New York Times, em editorial, defende a legalização da Maria!
Mas continuamos com uma comunicação social vegetal, tal como a nossa política, a brincar aos ferrinhos...

Labels: ,

 
 
E mais um, de mão de mestre:
http://elpais.com/elpais/2014/07/25/opinion/1406299068_677148.html
sobre os que amamos.

Labels:

 
 
Alterações Climáticas...
eles estão à rasca!

Labels:

 
 
Larápios, ladrõezecos, vigaristas, bandidos, chulos, piratas:
http://economia.elpais.com/economia/2014/07/25/actualidad/1406303848_216380.html
são gente de escarro, sem qualquer moral, sem qualidade, mas são Espiríto Santo, Salgado ou outra coisa qualquer!

Labels: , ,

 
Saturday, July 26, 2014
 
Razões várias, sobretudo indisponibilidades várias, têm-me afastado de concertos de Jazz.
Hoje assisti a um inolvidável, com há muito não ouvia, ainda me soa a voz de Gregory Porter e os sons, excepcionais, dos seus 4 músicos.
O Jardim do Marquês de Oeiras esta cheio que nem um ovo. Houve gente feliz.
Ganda nóia!

Labels:

 
 
Jantei e participei com ele num simpático colóquio, em Aveiro, há 4 anos.
É um grande senhor, de grandissima categoria e estatuto.
Hoje numa entrevista de enorme qualidade dá-nos o seu tempo:
http://www.ionline.pt/artigos/portugal/entrevista-adriano-moreira-sou-contra-neoliberalismo-repressivo-vivemos/pag/-1
Adriano Moreira é uma referência para o bom pensamento.
Num dia em que outro grande pensador nos dá, também, uma entrevista notável.
Vargas Llosa hoje no Público.
Um dia de boas leituras.
Comprei por 15 euros (na Amazon está a 70!), novo este:
uma delícia.

Labels: ,

 
Friday, July 25, 2014
 
Não resisto a colocar, ainda em rascunho, o boneco:


o livro estará nas bancas ainda em Setembro!

Labels: ,

 
Wednesday, July 23, 2014
 
Estava a Casa da Imprensa a rebentar pelas costuras, mais de 200 pessoas:
os discursos, paroles, paroles, paroles foram bem estribados e estruturados, no final não havia condições para debate, que se terá que fazer em torno de uma mesa redonda e salvo Luís Moita que fez uma intervenção interessante, foram os patetas do costume que fizeram a sua afirmação.
Falei com o meu velho camarada José Reis e também com o Rogério Moreira, que conheço de outras lutas... e coloquei algumas questões que se terão que discutir neste quadro de juntar iniciativas e projectos de afirmação.
Desde logo há, para muitos destes que veêm do PCP e do BE, que "matar" o pai.
Só é possível políticas à esquerda em Portugal contra, excluindo o PCP e o seu, hoje, satélite o BE, que desempenham o mesmo papel do MRPP, nunca serão governo e no caso do MRPP nunca o Garcia Pereira será deputado!!! e sobretudo enquanto tiverem os 10% nunca haverá outro governo senão o da direita, desta direita!
A necessidade de alguma coisa, passa também por essa ruptura fundamental, que crie um espaço onde se possa encontrar diálogo.
Mas, vamos, vamos vendo...paroles leva-as...

Labels:

 
Tuesday, July 22, 2014
 
" A Metamorfose das Paisagens, Comédias do Minho 2004-2013" é o título de um magnífico livro que as Comédias nos ofertam pelos seus 10 anos.
esta a fotografia da capa, de um dos seus espectáculos.
Fui ver o "Uivo" e fiquei cativado, como já o tinha sido pelo dvd "Contra-Bando".
Estamos perante um projecto socio-cultural que se pensa, se sabe pensar, este livro além de um repositório dos 10 anos é enriquecido pelo pensamento sobre o teatro e o pensamento de diversos autores, que com imensa qualidade analisam os factos e o seu enquadramento e nesses o papel das Comédias.
De Miguel Honrado, com quem me cruzei nos tempos da Expo, cito, para bom entendedor
"as artes performativas terão que reinventar paradigmas de relacionamento com os seus públicos, bem como pontes de dialogo com áreas emergentes da criação, como as indústrias criativas, sujeitas a diferentes lógicas de produção e de relacionamento com o mercado."
O teatro é uma parte da vida. O teatro é a própria vida em movimento.

Labels: ,

 
 

Passando relativamente desapercebida e ignorada pela generalidade do povo deu-se uma alteração significativa na estrutura das festas em Barrancos.
Nada que não se visse vir.
Há 12 anos quando eleito municipal propus; vencido com a ridícula e sem nexo, oposição do P.S. local; que a comissão, a Câmara, os eleitos locais, as associações e a população se organizassem para discutir o futuro das festas, que o então executivo tinha lançado nas ruas da amargura,
O que motivou, entre outras razões, a única, até hoje, moção de censura apresentada na Assembleia Municipal, que até levou à compra de deputados eleitos pelo então Presidente da Câmara, sr. Nelson Berjano.
Pois nunca se discutiu a reformulação das nossas festas, a sua re-organização no quadro da legalização de um dos elementos nestas fulcrais, a corrida e a morte do toiro na Praça do povo e o seu posterior consumo, que marcam as festas.
Nesse novo quadro e também tendo em conta as alterações da modernidade e nomeadamente o surgir de novos eixos de festejos, os bares privados, assim como as modificações sociológicas e económicas no povo que levam ao alterar da estrutura e necessidade dos festejos na Praça, e desde logo dos eventos no Quintalão, tudo isso deveria ser discutido, também no quadro da total paganização dos festejos, onde a procissão tem uma mera função “totémica”.

Cada ano tem sido, também devido ás características demográficas, mais difícil encontrar gente para a Comissão, que ainda transmite algum do passado para o futuro, e esta tem cada vez menos funções, no quadro de uma distribuição das funções da festa.
Os toiros e os toureiros são de um sector, o tabuado é de outro, os bailes são de outro, só sobra a procissão e o peditório, uma vez que o leilão já morreu, seja o do peditório seja, obviamente agora, o do bufete. Sobra alguma organização, seja comerem uns jantares pelo futuro do povo, seja organizarem o recinto da corrida.
A Comissão, sem que com tal tenha responsabilidade de facto, foi sendo esvaziada de todas as suas competências, paulatinamente, e sem que houvesse qualquer acção do povo.


Este ano, má gestão do processo das festas (e a anterior comissão ainda não apresentou contas e ainda há processos por falta de pagamentos de anteriores comissões) ao longo do ano, por deficiências várias a ninguém em concreto imputáveis, a comissão concessionou mais uma ( a única que restava?) parte das festas a empresários locais de bares.
O Baile será organizado por dois bares, quaisquer deles, do maior mérito.
Se esse, mais esse alívio, da Comissão não me merece oposição em si, já me merece a maior oposição o procedimento e a forma como tudo isto foi feito.
Nas vésperas da Festa, não permitindo quaisquer alternativas a este passo, e no segredo dos deuses (ainda que me seja referida uma reunião secreta com a C.M.B.), nas costas do povo, qual Brutus.
De um só golpe a Comissão acabou com várias partes do ritual das festas.
O carácter do Baile (embora possa admitir até melhoras, que não são difíceis no mesmo) e uma das partes remanescentes do carácter religioso das Festas. Com esta atitude o Peditório acabou.
E se eu pessoalmente, que contribuio em média com 2% do montante apurado no peditório, não irei estar em Barrancos, no dia 15, julgo que muita gente irá fechar a porta a estes comissários. É que não é claro para quem irá o dinheiro, agora! Não é claro para que serve o dinheiro dado.
Julgo,  nem vejo como, que não haverá mais Comissões.
Julgo que na falta desta, que até penso desejável, a laicização das festas de Agosto deverá ser total, e deverá a C.M.B. discutir um novo modelo para as nossas festas, uma vez que face à demissão da Comissão das suas funções e competências é o único órgão que representa o município e a sua continuidade.
Embora julgue que a igreja, se assim o entender, poderá a ter a sua cerimónia no dia 28, a separação do  civil do religioso é inevitável no quadro da separação de competências.
Mais uma vez acho que, agora os órgãos municipais, a C.M.B., a A.M.B. e até a J.F.B., deverão, com todas as associações locais, com o empresariado, com os eleitos e com a população que o entender, desde logo após as festas deste ano, organizar uma reunião, constituir um grupo de reflexão e proposta que até ao fim deste ano apresente uma nova grelha para as nossas festas de Agosto.
Sem Comissão, separada da igreja, com enquadramento nas novas realidades e meios.
Mas esta é uma reflexão privada!...

Labels: ,

 
Monday, July 21, 2014
 
Uma vez constítuido o Capital reproduz-se sózinho mais rápido que a produção.
O passado como que devora o futuro.
É a partir desta evidência que T.P. nos conduz ao longo de séculos pela lógica da acumulação capitalista, do capital das rendas ao das acções, passando pelo património e a sua rentabilização fundiária, contando-nos bocadinhos de história ( o imposto sobre o sal, que também existiu na Europa!), à lógica da formatação do poder legioslativo com base no sistema de impostos.
O papel das guerras no quadro do sistema de acumulação de capital e regularização momentânea, mas rapidamente essa seguem e a análise do austericídio, assim como a inovadora proposta do imposto progressivo, que me parece uma re-centragem democrática do capitalismo.
Ao longo destas 970 páginas somos transportados pela sabedoria resultante de investigação sobre dados imensos e uma formulação limpída do actual sistema e das suas perversões.
Infelizmente este livro tem passado ao lado em Portugal...

Labels: ,

 
Sunday, July 20, 2014
 
Estou a acabar # Le Capital au XXIe siècle #, as suas 1000 páginas, de Thomas Piketty, que abordarei mais em pormenor. É uma obra de grande folego, densa e cheia de informação e reflexão sobre o sistema finaceiro e as suas traficâncias, mas também sobre a economia real e o seu enquadramento.
Para aliviar um pouco a pressão desta leitura difícil leio:

uma excelente BD. Clássica, com um enredo aliciante e um desenho envolvente, sobre as manigâncias que fizeram os barões do sistema bancário, aqui os Rothschild, uns bandidos, mas que poderiam ser outros quaisquer.
Um dia entre "capitais"...

Labels: ,

 
Friday, July 18, 2014
 
Amanhã, salvo impedimento imprevísivel, aqui estarei:
cavalos e flamenco, ay, ay, ay...!...

Labels: ,

 
Thursday, July 17, 2014
 
Tem-me chegado solicitações para me pronunciar sobre o ex tinto Bloco da Esquerda:
que já aqui dei por morto e enterrado há muito. Agora é só vermes a comerem o cadáver, independentemente de um ou outro, personagem, ter alguma qualidade/utilidade.
É vergonhoso o trosko.estalinismo dos guardiões do caixão, (que vêm a pouca relevância que ainda teriam, que ainda lá estaria, afastar-se) mas o BE quando não deu o salto (aqui falado) condenou-se a ser um PCzinho e para isso está melhor o granito, que não se move.
Analisar a realidade, pensar a transformação, imaginar as possibilidades dessa não cabem no pensamento religioso desses velhos, muito velhos ismos, que continuaram por lá todos.


Labels:

 
 
Não é preciso repetir a minha opinião sobre a generalidade dos deputados, nem sobre os partidos políticos.
Também aqui,neste blog, podem ler a opinião que tenho sobre o P.C.P.
Pois ontem esses srs confirmaram a sua falta de qualidade e o seu baixar de sabemos o quê a estruturas pseudo influentes e que fazem muito barulho na sociedade, os grupos protectores dos animais.
Sou um apreciador de todos os animais, no quadro da sua função, e gosto de animais domésticos:
embora desde logo a legislação que faria seria para os limitar a pessoas com condições e licenças particulares para os mesmos e a sua limitação.
Pois ontem os srs acima decidiram criminalizar os maus tratos aos ditos.
Legislação inútil, mais congestionamento nos tribunais e como os bichos não falam mais processos para o lixo.
Bem esteve o P.C.P. e saudo o meu velho e estimado António Filipe que tentou dar razão aos sábios argumentos jurídicos, perante o bolsar animalista dos restantes deputados. Um sistema de contra-ordenações é muito, muito mais eficaz e dissuasório, já para não falar da questão da equiparação das associações animalistas (inútil pois já estão infiltrados nas organizações de ambiente) destas a O.N.G.A.S.
Mas a cedência, sem análise, sem lógica, nem qualquer eficácia dos Partidos ( honra no caso ao P.C.P.) ao lobby destas associações vai levar a mais parra, nenhuma uva, e os animais vão continuar, impunemente a ser maltratados.
Paulada nestes deputados é que era preciso!

Labels: ,

 
Wednesday, July 16, 2014
 
Estou nos acabamentos de 3 livros, 2 já estão impressos neste momento, e além disso a organização de artigos vários e programas tem-me consumido totalmente.
Também a organização de contas ( e colocar quase a 0 conta de uma empresa de que sou sócio no BES!).
Não tenho tido, como se diz em gíria, tempo para me coçar.
Tenho todavia participado numas tertúlias sobre o sistema bancário.
Não há, salvo o Anarquista de Pessoa, banqueiros bonzinhos.
São, além dos 30% de psicopatas (segundo estudos universitários!) na generalidade (ou seja até os que não são psicopatas, sendo que os outros tem graus menores dessa!) uns bandidos, uns crápulas e uns degenerados. Todos, todos ou quase todos.
Cada dia são dados à luz mais trapaças, mais roubalheiras, mais vigarices e aldrabices.
Infelizmente, esses 0,001 têm espalhada uma rede tentacular de amiguismos ( de gajos na folha de pagamentos) de "familiares" que ocupam todos ou quase todos os espaços, desde logo quase todos os média estão nas mãos da sua capagagem, sejam angolanos, sejam angolanos ( a quase totalidade da nossa impressa escrita está nas mãos angolanas, ligadas a essa corja).
E outros, muitos outros estão presos por cordéis, quais marionetes.
Não vale a pena dizer mais nada desta gente. Houvera uma justiça justa e desde logo célere e eficaz, e este país estaria mais respirável, mas também aqui há muito para dizer...

Labels: ,

 
Tuesday, July 15, 2014
 
Foi a minha primeira impressão.
Ou melhor foi a primeira vez que acompanhei numa tipografia a impressão de um dos meus livros.
As cores tornam mais complexo o processo. Os pontos de mira, a selecção, a gama das cores, os acertos, um sem fim de questões que vão sendo resolvidas, hoje com sistemas complexos e delicados, mas que poupam uma trabalheira.
Aqui o resultado final:
foi uma canseira útil!

Labels:

 
Sunday, July 13, 2014
 
Há um outro lado da realidade.
O futebol é uma enorme mafia, como se viu, mais uma vez.
E aqui:
http://www.walkfree.org/love-football-hate-slavery/?utm_source=taf&utm_medium=email&utm_content=love-football-hate-slavery
Deêm o vosso apoio, para ajudar a acabar com isto!

Labels:

 
 
Ontem estive num jantar de anos, de um velho camarada dos Amigos da Terra, Mário Cruz, nos idos 70 e inicio dos 80. Estava a namorada, Alexandra, também companheira desses tempos, a irmã, a ilustre olisipógrafa Marina Tavares Dias.
Conhecia poucos mais, mas tive uma interessante conversa com uma arquitecta brasileira que ficou ao meu lado. Era manifestamente apoiante do Partido dos Trabalhadores, não gostou quando o referi como um antro de corrupção e moscambilhas e critiquei o governo do Lula, e desde logo o da Dilma. Acho que até ficou ofendida quando lhe disse que o melhor Presidente do Brasil foi o Collor de Melo e os seus ministros a nata, de "la nate de la créme", afastado por uma golpaça do sector militar/industrial que manipularam genialmente os média e a opinião pública.
Mas adiante... depois falámos de viagens e a noite foi social.
Hoje leio no El Pais, mais um excelente artigo de Vargas Llosa:
http://elpais.com/elpais/2014/07/11/opinion/1405089994_921237.html
parece que esteve a ouvir a conversa...
O Brasil vai por mau caminho...

Labels: , ,

 
Saturday, July 12, 2014
 
É uma iniciativa meritória de todos os pontos de vista, levada a cabo por uma Câmara Municipal cheia de dinamismo.
O Mercado Medieval de Óbidos é um espaço de convívio, de troca de ideias e de comércio. De entretimento.
A minha 1ª:
e a 2ª:


Labels:

 
 
Um parecido com este iluminou a minha infância e adolescência, hoje está na Gulbenkian.
Este encontrei-o num excelente livro sobre Paulo Pereira.
Aqui fica para um registo e como memória:

Labels:

 
Friday, July 11, 2014
 
Eles não têm nada para fazer, e saem da escola de polícia sem qualquer formação!
Noutro dia um polícia, com uma grave doença, obesidade compulsiva, parecia este cartoon:
abordou-me.
O meu carro estava estacionado numa rua desafecta ao trânsito, onde portanto a passagem de peões estava deasactivada. Verdade seja dita que não tinha tido a coragem de passar uma multa, tinha deixado, todavia, um aviso no pára brisa.
Mas, talvez por o calor interagir com a doença e para mostrar ao colega, estagiário, que era ele quem mandava, pediu-me, sem me ter cumprimentado, com é de lei e de boa educação, os documentos da viatura, a carta de condução (erradamente, porque não estava a conduzir, mas passa) e obrigou-me a tirar o seguro da pasta, porque não "tinha que ir ver o selo".
Mas depois é que começou o bonito... então não é que o sr. agente, que tinha o meu documento de identificação na mão, me pediu o Bilhete de Identidade... e aí a coisa fia mais fino.
É que o sr. agente não sabe que:
  2 - Os mesmos agentes só podem exigir a identificação depois de exibirem prova da sua qualidade e de terem comunicado ao identificando os seus direitos e, de forma objectiva, as circunstâncias concretas que fundam a obrigação de identificação e os vários meios por que se pode identificar.
3 - A omissão do dever de comunicação a que se refere o número anterior determina a nulidade da ordem de identificação. 
e mais ainda, do artigo seguinte:

  3 - Na impossibilidade de apresentação dos documentos referidos nas alíneas a) e b) do número anterior, pode ser apresentado documento original, ou cópia autenticada, que contenha o nome completo, a assinatura e a fotografia do titular.
é claro que a ignorância da lei... ( o estagiário ainda teve a lata de dizer que o porte do BI era obrigatório, no Código da Estrada,,,) 

Nota:
Apresentei queixa à Direcção Nacional da P.S.P., lamentando que polícias, manifestamente, doentes estejam ao serviço e sobretudo a deficiente formação dos agentes. Trarei aqui a resposta...

Labels: ,

 
Thursday, July 10, 2014
 
Outro livro a caminho da tipografia, este mês são dois. Dois em processo de revisão, também para saírem em Setembro/Outubro, e ainda outro em andamento, para se juntar aos outros na edição.
Não tenho tido cabeça para mais nada.
Leiu mais 50 páginas do Piketty e a revista Arte, com uma chamada de Frida Kahlo à primeira página.
Amanhã mais umas revisões...

Labels: ,

 
Tuesday, July 08, 2014
 
Hoje vi um bom jogo de futebol, ou melhor uma boa equipa, bons jogadores, bem organizados tacticamente, com correcção no campo e sem medos. E outra sem estrutura, com jogadores medianos, sem orientação tactica, sem direcção, desvairada.
E, embora a 2ª tivesse praticamente comprado o caneco, a jogar asssim seria preciso um milagre.
Foi goleada 7 a 1, merecidamente e ainda podia ter sido por mais.
A Dilma pode começar a fazer as malas, o tal Scolari já as deve ter feitas, e só lhe recomendo que deixe de ser treinador e passe a locutor, que tem mais jeito.
E, sendo que estou longe de ser um apoiante da selecção alemã, neste momento e face ao que vi da Holanda (pobre, pobrezinha, salvo dois ou três jogadores) e da Argentina (só com um génio em campo e dez piões de brega) julgo que dificilmente lhe escapará o caneco.
Foi um bom jogo, como há muito não se via, e ficará certamente para memória futura.

Labels:

 
 
Quem há alguns anos diria:
E aqui:
o desenvolvimente de energias suaves, articulado com novos paradigmas económicos e na produção/uso energético poderá ainda dar-nos alguma esperança.


Labels: ,

 
Monday, July 07, 2014
 
Morreu o D.D.
O efeito dos raios gama nas Margaridas, na morte de Delgado Domingos

O título desse excelente, e esquecido filme de Paul Newman, parece apropriado para escrever sobre José Joaquim Delgado Domingos, o D.D., como carinhosamente o conhecíamos.
A sua palavra, o seu conhecimento, e também o seu feitio de antes quebrar que torcer, faziam crescer ideias, emoções e contestações ao que não era certo.
Conhecemos o D.D. nos anos 70. Nessa altura projectava-se uma central nuclear, para o que depois viríamos a saber era uma falha sísmica, uma nuclear para Ferral, lá para Peniche.
O actual presidente da Câmara, aluno do Técnico, a Gazeta das Caldas, alguns, poucos que éramos, ecologistas, contra o pensamento dominante (ainda vivíamos no esplendor de uma revolução técnica e científica sem alma) encontraram o Prof. Delgado Domingos (e alguns outros) e com ele tecemos uma oposição, desenhámos uma alternativa a essa estrutura que como diz a canção “podia ser mortal”.

Recordamos D.D., o Delgado Domingos, entre a população a contestar e embaraçar os “especialistas” da então electricidade de Portugal, que em papel couché louvava as centrais. Recordamos os seus artigos implacáveis, nos poucos jornais que publicavam, e os seus livros que encheram a nossa oposição “Inteligência ou Subserviência Nacional", 2 Volumes, Porto, Edições Afrontamento, 1978.
J.J. Delgado Domingos voltou a Ferrel, quando se comemorou o 30º aniversário desta luta, mas desde essa altura, seja no Técnico onde iniciou gerações à lógica da Termodinâmica e nos falava longamente da Entropia e da lógica desta no quadro da economia e sociedade, seja na acção cívica e critica a um modelo gasto de desenvolvimento, energívoro e delapidador de recursos esteve sempre presente.
Nos Planos Energéticos Nacionais, onde se chegou a prever 13 centrais nucleares para Portugal foi sempre uma voz esclarecida e esclarecedora. A sua voz e conhecimento calaram alguns ministros da Indústria!
Empenhado civicamente foi cabeça de lista nas eleições europeias, nos anos 90, no que na altura era um partido ecologista, o MPT, e sem populismos, com um programa europeísta e de intransigência democrática deixou registo. A Terra hoje já não é o que é e os populismos contra os quais sempre se bateu dominam, hoje.
Nos últimos anos continuou a sua luta de sempre, aliando as renováveis e a eficiência energética ao seu empenho permanente (ainda iria connosco algumas vezes a Almaraz, manifestar-se pelo encerramento destas unidades nucleares!). Desenvolveu um sistema de monitorização da velocidade do vento, para prever as localizações e oportunidade de desenvolvimento de aerogeradores e assumiu a Presidência da Agencia de Energia Lisboa E-Nova, onde com uma dinâmica equipa procurou implementar alguns sistemas de eficiência na cidade e recuperação da “entropia”.
Morreu agora aos 79 anos, um dos raios  que iluminava as nossas Margaridas.
Os raios de luz continuarão sempre a dar-nos a melhor energia.



Labels:

 
Saturday, July 05, 2014
 
Embora seja minha convicção que o Mundial de futebol tem vencedor antecipado, como já aqui referi, tenho deitado o rabo de olho a alguns jogos. Genericamente têm sido abaixo de cão. Maus, muito maus e péssimos. Só os guarda-redes se têm destacado, vários muito bons e o James da Colombia, equipa que também não passou da mediania.
O Brasil tem uma selecção que pratica um futebol miserável (como as do Scolari, em geral), a Argentina tem um génio fora de forma e uma equipa esforçada que joga com ele, a Alemanha também não é para memória futura, mas tem o tal espírito teutónico, e a Holanda melhor esquecer rapidamente, que de laranja não tem pinga.
Um Mundial, cheio de casos, de erros grosseiros dos árbitros e violências de jogadores e de fitas, que não traz nada de novo ao futebol e que do qual só restará o vencedor, sem orgulho nem motivo para recordação.
e entretanto o mundo... parece que parou...

Labels:

 
 
Era um personagem Ramón del Valle-Inclán, escritor, polemista e "marihuanero".
Nele descubro uma hipótese de origem desta, do nome desta, diferente da junção dos nomes próprios, simplificação dos States...
Em náhuatl, língua nativa mexicana, a palavra " malihuana", marijuana , resulta da composição de  "mallin", que quer dizer prisioneiro, "hua" que significa propriedade e a terminação "ana" que quer dizer tomar ou agarrar.
Planta cuja energia toma conta do indivíduo...e o aprisiona...
Pois...

Labels:

 
 
Sou um coleccionador de mochos, em miniatura, e de paisagens, em registo de memória, e hoje encontrei este belo texto de Muñoz Molina que salvo ser sobre Úbeda subescrevo na totalidade:
mais uma paisagem.

Labels:

 
Friday, July 04, 2014
 
Um estudo de uma prestigiada universidade inglesa identifica como sendo psicopatas 30% dos altos quadros do sistema financeiro (bancos, bolsa, seguros, capitais de risco, etc).
Psicopatia é:
a designação atribuída para um indivíduo portador de uma desordem de personalidade, caracterizada em parte por um comportamento antissocial, diminuição da capacidade de empatia/remorso e baixo controle comportamental ou, por outro, pela pertença de uma atitude de dominância desmedida.
Basta olharmos para os nossos Duartes Lima, Salgados, Ulrichs, Rendeiros e quejandos, vê-se-lhes nas carinhas, os traços de psicpatia. São, além de burlões portadores de uma deficiência grave.
Mas não devemos ter pena deles, antes pelo contrário devemos denuncioà-los e exigir julgamento e a inevitável prisa. Um tempo, um tempo razoável só lhes faria bem (vejam o novo Isaltino!) para redimir os seus crimes e eventualmente para algum tratamento desta disfuncionalidade/ psicopatia.
Claro que à saída devem ser inibidos de qualquer actividade onde possam dar curso aos seus instintos patológicos.
Agora perguntam os jornais se devemos confiar nos nossos banqueiros? Pois nem todos são psicopatas, alguns são só ladrões(como o caso do Jardim e do outro), mas de facto, cada vez mais a corrupção, a falta de príncipios e as vigarices, os crimes de colarinho branco são em maior quantidade. Uma limpeza, total, do balneário seria a unica solução, mas essa gente está por todo o lado com os seus tentáculos e laços familiares, ocupam os poderes, os tribunais, os jornais, são donos disso tudo.
Mas nós ainda podemos dar voz à realidade!
No livro do Piketty " Le Capital", que continuo a ler, com base em inúmeros dados e estatísticas é documentado com os 1% ou os 0,1% dos mais ricos continuam a enriquecer cada vez mais, levando a classe média a uma progressiva pauperização, falha o livro por não enquadrar de onde e como vem essa situação.
Mas talvez não fosse preciso. Um capitalismo selvagem, sem leis nem regras, sem responsabilidade nem ética tomou conta da humanidade, disfarçado de neo-liberalismo, mas não é novo nem liberal, é velho e conservador e proteccionista dos valores da capital.
Tema para grandes conversas...



Labels: , ,

 
 
Foi o melhor da corrida, os toiros, bem apresentados e poderosos.
Os cavaleiros estiveram bem, António Ribeiro Telles não sabe estar mal e foi o melhor,
as pegas todas à primeira, excepto a 5ª desafortunada, foram valentes.
Bom ambiente.

Labels:

 
Tuesday, July 01, 2014
 

                                       Porco Preto

Decreto-Lei n.º 95/2014
de 24 de junho
Nos últimos anos, tem vindo a registar -se uma procura crescente, por parte dos consumidores, de produtos de «porco preto». A referida procura deve-se essencialmente às características específicas da raça dos animais em causa e do seu maneio.
Verifica-se, contudo, que a referência a «porco preto» é utilizada no mercado nacional de forma indiscriminada na carne fresca, nos preparados de carne e nos produtos à base de carne, não correspondendo, na maior parte dos casos, às características subjacentes àquela expressão. 
Do mesmo modo, no sector da restauração, constata-se igualmente a utilização, por vezes abusiva, da referência «porco preto».
A referência ‘porco preto’ vai passar a obedecer a regras para acabar com a utilização abusiva desta designação nos produtos de carne e nos restaurantes.

Só poderão usar esta designação, os porcos de raça alentejana registados no Livro Genealógico Português de Suínos ou animais resultantes do cruzamento de raças de suínos inscritos nos livros genealógicos, bem como as carnes produzidas destes animais. 
Os animais terão de permanecer, antes do abate, pelo menos dois meses em explorações de pecuária extensiva ou intensiva ao ar livre.
A venda de produtos de “porco preto” que não cumprem os requisitos será penalizada com uma multa que pode ir até aos 25.000 euros. 

De uma notícia e do preambulo do decreto lei mencionado.
São boas notícias para os gastrónomos e para os ganadeiros, dois sectores que ganham com esta clarificação, perdem os intermediários parasitas e os oportunistas da restauração.
Um bom passo para o mundo rural e os que o comemos.



Labels:

 
 
Para a agenda:

Labels: ,

 
civetta.buho@gmail.com

ARCHIVES
06/01/2003 - 07/01/2003 / 07/01/2003 - 08/01/2003 / 08/01/2003 - 09/01/2003 / 09/01/2003 - 10/01/2003 / 10/01/2003 - 11/01/2003 / 11/01/2003 - 12/01/2003 / 12/01/2003 - 01/01/2004 / 01/01/2004 - 02/01/2004 / 02/01/2004 - 03/01/2004 / 03/01/2004 - 04/01/2004 / 04/01/2004 - 05/01/2004 / 05/01/2004 - 06/01/2004 / 06/01/2004 - 07/01/2004 / 07/01/2004 - 08/01/2004 / 08/01/2004 - 09/01/2004 / 09/01/2004 - 10/01/2004 / 10/01/2004 - 11/01/2004 / 11/01/2004 - 12/01/2004 / 12/01/2004 - 01/01/2005 / 01/01/2005 - 02/01/2005 / 02/01/2005 - 03/01/2005 / 03/01/2005 - 04/01/2005 / 04/01/2005 - 05/01/2005 / 05/01/2005 - 06/01/2005 / 06/01/2005 - 07/01/2005 / 07/01/2005 - 08/01/2005 / 08/01/2005 - 09/01/2005 / 09/01/2005 - 10/01/2005 / 10/01/2005 - 11/01/2005 / 11/01/2005 - 12/01/2005 / 12/01/2005 - 01/01/2006 / 01/01/2006 - 02/01/2006 / 02/01/2006 - 03/01/2006 / 03/01/2006 - 04/01/2006 / 04/01/2006 - 05/01/2006 / 05/01/2006 - 06/01/2006 / 06/01/2006 - 07/01/2006 / 07/01/2006 - 08/01/2006 / 08/01/2006 - 09/01/2006 / 09/01/2006 - 10/01/2006 / 10/01/2006 - 11/01/2006 / 11/01/2006 - 12/01/2006 / 12/01/2006 - 01/01/2007 / 01/01/2007 - 02/01/2007 / 02/01/2007 - 03/01/2007 / 03/01/2007 - 04/01/2007 / 04/01/2007 - 05/01/2007 / 05/01/2007 - 06/01/2007 / 06/01/2007 - 07/01/2007 / 07/01/2007 - 08/01/2007 / 08/01/2007 - 09/01/2007 / 09/01/2007 - 10/01/2007 / 10/01/2007 - 11/01/2007 / 11/01/2007 - 12/01/2007 / 12/01/2007 - 01/01/2008 / 01/01/2008 - 02/01/2008 / 02/01/2008 - 03/01/2008 / 03/01/2008 - 04/01/2008 / 04/01/2008 - 05/01/2008 / 05/01/2008 - 06/01/2008 / 06/01/2008 - 07/01/2008 / 07/01/2008 - 08/01/2008 / 08/01/2008 - 09/01/2008 / 09/01/2008 - 10/01/2008 / 10/01/2008 - 11/01/2008 / 11/01/2008 - 12/01/2008 / 12/01/2008 - 01/01/2009 / 01/01/2009 - 02/01/2009 / 02/01/2009 - 03/01/2009 / 03/01/2009 - 04/01/2009 / 04/01/2009 - 05/01/2009 / 05/01/2009 - 06/01/2009 / 06/01/2009 - 07/01/2009 / 07/01/2009 - 08/01/2009 / 08/01/2009 - 09/01/2009 / 09/01/2009 - 10/01/2009 / 10/01/2009 - 11/01/2009 / 11/01/2009 - 12/01/2009 / 12/01/2009 - 01/01/2010 / 01/01/2010 - 02/01/2010 / 02/01/2010 - 03/01/2010 / 03/01/2010 - 04/01/2010 / 04/01/2010 - 05/01/2010 / 05/01/2010 - 06/01/2010 / 06/01/2010 - 07/01/2010 / 07/01/2010 - 08/01/2010 / 08/01/2010 - 09/01/2010 / 09/01/2010 - 10/01/2010 / 10/01/2010 - 11/01/2010 / 11/01/2010 - 12/01/2010 / 12/01/2010 - 01/01/2011 / 01/01/2011 - 02/01/2011 / 02/01/2011 - 03/01/2011 / 03/01/2011 - 04/01/2011 / 04/01/2011 - 05/01/2011 / 05/01/2011 - 06/01/2011 / 06/01/2011 - 07/01/2011 / 07/01/2011 - 08/01/2011 / 08/01/2011 - 09/01/2011 / 09/01/2011 - 10/01/2011 / 10/01/2011 - 11/01/2011 / 11/01/2011 - 12/01/2011 / 12/01/2011 - 01/01/2012 / 01/01/2012 - 02/01/2012 / 02/01/2012 - 03/01/2012 / 03/01/2012 - 04/01/2012 / 04/01/2012 - 05/01/2012 / 05/01/2012 - 06/01/2012 / 06/01/2012 - 07/01/2012 / 07/01/2012 - 08/01/2012 / 08/01/2012 - 09/01/2012 / 09/01/2012 - 10/01/2012 / 10/01/2012 - 11/01/2012 / 11/01/2012 - 12/01/2012 / 12/01/2012 - 01/01/2013 / 01/01/2013 - 02/01/2013 / 02/01/2013 - 03/01/2013 / 03/01/2013 - 04/01/2013 / 04/01/2013 - 05/01/2013 / 05/01/2013 - 06/01/2013 / 06/01/2013 - 07/01/2013 / 07/01/2013 - 08/01/2013 / 08/01/2013 - 09/01/2013 / 09/01/2013 - 10/01/2013 / 10/01/2013 - 11/01/2013 / 11/01/2013 - 12/01/2013 / 12/01/2013 - 01/01/2014 / 01/01/2014 - 02/01/2014 / 02/01/2014 - 03/01/2014 / 03/01/2014 - 04/01/2014 / 04/01/2014 - 05/01/2014 / 05/01/2014 - 06/01/2014 / 06/01/2014 - 07/01/2014 / 07/01/2014 - 08/01/2014 / 08/01/2014 - 09/01/2014 / 09/01/2014 - 10/01/2014 / 10/01/2014 - 11/01/2014 / 11/01/2014 - 12/01/2014 / 12/01/2014 - 01/01/2015 / 01/01/2015 - 02/01/2015 / 02/01/2015 - 03/01/2015 / 03/01/2015 - 04/01/2015 / 04/01/2015 - 05/01/2015 / 05/01/2015 - 06/01/2015 / 06/01/2015 - 07/01/2015 / 07/01/2015 - 08/01/2015 / 08/01/2015 - 09/01/2015 / 09/01/2015 - 10/01/2015 / 10/01/2015 - 11/01/2015 / 11/01/2015 - 12/01/2015 / 12/01/2015 - 01/01/2016 / 01/01/2016 - 02/01/2016 / 02/01/2016 - 03/01/2016 / 03/01/2016 - 04/01/2016 / 04/01/2016 - 05/01/2016 / 05/01/2016 - 06/01/2016 / 06/01/2016 - 07/01/2016 / 07/01/2016 - 08/01/2016 / 08/01/2016 - 09/01/2016 / 09/01/2016 - 10/01/2016 / 10/01/2016 - 11/01/2016 / 11/01/2016 - 12/01/2016 / 12/01/2016 - 01/01/2017 / 01/01/2017 - 02/01/2017 / 02/01/2017 - 03/01/2017 / 03/01/2017 - 04/01/2017 / 04/01/2017 - 05/01/2017 / 05/01/2017 - 06/01/2017 / 06/01/2017 - 07/01/2017 / 07/01/2017 - 08/01/2017 / 08/01/2017 - 09/01/2017 / 09/01/2017 - 10/01/2017 /


Powered by Blogger