insignificante
Saturday, November 30, 2013
 
Leio o livro, recolha de artigos de Fernando Savater:
na véspera de um dos dias mais mitificados da nossa história.
História que como nos diz F.S. "pretende estabelecer a verdade do que aconteceu, já a memória histórica influi na verdade do que é. A primeira modifica-se com novos dados, a segunda depende de interesses estratégicos."
Nem mais, um momento sem outro relevo que não a contradição entre sectores da economia e um brote de ciumeira (a defenestração macha e cobarde) é amanhã feriado nacional, felizmente agora abolido.
A memória histórica, a sua construção para justificar nação (nessa altura ainda falávamos a mesma língua, com variantes dialectais) e tínhamos uma mesma história (com variantes regionais) e eramos uma mesma península, essa memória de divergência é construída após 1640, e passa pelo absolutismo e pela Inquisição, que só reconhece o fanático na Ibéria, e já no século XIX encontra os inventores da mitologia (o tal Viriato e quejandos, como a Padeira, o Infante, e outra iconografia) em personagens ilustres, verdade seja dita.
Hoje seria necessário separar a memória histórica nacional da verdadeira história.
Infelizmente esta já está muito corrompida pelo tempo e pelo modo como esse tempo forma as mentalidades.


Labels: ,

 
 
Será tema abordado em próximo livro, meu.
O uso da cortiça, aqui, numa simpática exposição nos Jerónimos:

Labels:

 
Wednesday, November 27, 2013
 
Temos um fascínio pelos números redondos, e a passagem do centenário d nascimento de Albert Camus tem sido fértil em estudos, recolhas e reedições.
Em boa hora esta do Le Monde, excelente, sobre um dos nossos maiores!

Labels:

 
 
É, certamente, uma das ruas mais famosas, do universo do romance e do cartoon.
Dropsie Avenue, uma fabulosa história que é também a de Nova York e da América, pela mão de um dos maiores criadores de "novelas gráficas".
Will Eisner é uma referência incontornável:

Labels: ,

 
 
O trapo poderia ter sido este:
acho que era muito mais "moderno".
O trapo não vale nada. Nos Estados Unidos já houve julgamentos por queimar o dito. Não deu nada, como é obvio porque esse é um direito!fundamental.
Nos países islamicos mata-se pelo trapo!
Por cá uma piada sobre esse provoca um sobressalto de patrioteirismo balofo.
O trapo não vale nada, nem o hino. São meros símbolos, provisórios, mas muito provisórios de uma identidade.
Essa não depende de trapo nenhum. Eu uso-o para limpar o chão.

Labels:

 
Tuesday, November 26, 2013
 
Ainda com as costas "enrascadas" e com uma bruta de uma constipação, e sem garganta, fiz hoje o comentário semanal na Radio Montemuro.
Sobre o acordo entre o mundo (salvo os falcões da extrema direita israelita) e o Irão, para prevenir uma guerra nuclear e o desencontro de Varsóvia e uma desmontagem do pseudo acordo sobre o clima.
Leio, totalmente em sintonia, este magnifico album, de alta qualidade desenho/prosa:
sobre o que fazemos neste mundo. Por ele atravessam histórias desde os neardentais até ao super-homem.
Telefonemas, questões funcionais, o ano civil está a chegar ao fim.


Labels: ,

 
Sunday, November 24, 2013
 
Envia-me Viriato Soromenho Marques um texto seu (bem estruturado e reflectido) sobre a Europa:
#Are We on the Way to Creating a European Behemoth?
A Portuguese Perspective#, que enviarei a quem interessado.
Tenho que dizer que tenho cada vez mais pensamento em comum com ele, e neste documento salvo algumas discrepâncias em relação a algumas interpretações históricas, que não afectam a globalidade, tenho total identificação com as conclusões.
O ponto 3 faz de há muito parte do meu core business...

3. A true federal solution needs to be supported by common citizens, who are the effective source of legitimate power, according to the democratic and republican values that are enshrined in the political culture of every European country. It’s time to start a three to five years process of reviewing the Treaties, shifting towards a true European Constitution. Individual Europeans will be at the centre of the process, both as citizens of their national polity and as citizens of the new political European architecture, with a two-chamber parliament as well as a government, checked by popular and legal scrutiny.
Mas infelizmente não está para amanhã!

Labels:

 
 

O Tempo deu sentido
à luz.
O Tempo deu continuidade
à matéria.
O Tempo permitiu a vida.
O Tempo permitiu a morte.
As chamas consomem-se no lume, que aquece a casa e a alma.
Os fumos afegãos enchem a casa de aromas e entrelaçam-se com o cheiro do café nicaguarano.
Finjo que leio umas bandas desenhadas enquanto o espírito vagueia disperso.
Lá fora o frio de Novembro anuncia o inverno.
O clima esse continuará imprevisível, tanto mais quando a humanidade, a economia e os nacionalismos o conduzem ao estertor, dessa.
O Tempo continua eterno.
Ontem o padre Gregorius falou do tempo, do Tempo que organiza a passagem que é a do espírito pela carne, na longuíssima e bonita cerimónia pela prima Eloisa.
O ritual é igual a outros rituais. A vida fica na eternidade do Tempo de passa.

Uma gaivota/ um segundo antes de levantar voo/ enfrenta o mar

Labels:

 
Friday, November 22, 2013
 
O cartaz é notável.
Por essa altura talvez me esteja a instalar por lá, se for o local escolhido para a escrita...

Labels:

 
  O rompimento nuclear de Fukushima e o confinamento do Hemisfério Norte


e o silêncio... continua...

Labels:

 
Wednesday, November 20, 2013
 
Hoje foi dia de "tortura".
Fisioterapia e dentista. O corpo e o espírito estão melhor...
e Também uma excelente e inspiradora leitura:
de um ex presidente da Colômbia mais um requisitório contra o proibicionismo!

Labels:

 
Tuesday, November 19, 2013
 
Julgo que é no Breviário do Mediterrâneo de Predrag Matvejevitch de há um capítulo sobre nós.
é uma palavra curiosa.
Nó singular, nós plural o que quer dizer outro também, para fazer os mesmos.
Fazer e desfazer nós... uma aventura onde ficam os mesmos, nos caminhos...

Labels:

 
Monday, November 18, 2013
 
Andei durante um período da minha vida em busca de vulcões.
Vulcões passados, vulcões perdidos, vulcões extintos, vulcões activos, já estive em dois, a ver sair as fumarolas e sentir o calor da Terra.
Em Cabo Verde, no Fogo, e na Sícilia, no Etna.
Que agora aí está, magnífico...
os vulcões, e recordo também o dos Capelinhos e o magnífico museus que lá o explica, tem com o fogo que deles pode emanar, ou emanou, uma magia que nos leva a outros tempos, a outras terras, onde a continuidade se pautua pelos momentos de respiração...desta.

Labels:

 
 
Um filme cheio de referências a outros filmes, de Peckinpah a Scorsese, passando pelos clássicos, e piscando o olho à "nouvelle vague".
Um De Niro canastrão, mas notável, outros actores a construirem culto no entorno de la Malavita.
Um momento de distracção num sufoco de situações...

Labels:

 
 
A vida é um conto (tale) cheia de sons e fúrias mas não significa nada, é um dos dialogos que recordo de Shakespeare, julgo que do Hamlet, e hoje, após duas horas a ler os jornais online, de Portugal, Espanha, França e Inglaterra, que ontem li os italianos, ao ler as opiniões inúmeras, alguns artigos e passear por muita, muita lama, a lama dos dias dirão, mas sobretudo a da espuma desses, parei para reflectir, tratei de dois ou três assuntos mais profissionais, que se tem que tratar parado, e voltei a seguir o pensamento.
Vivemos de facto tempos ocos. Do lado de lá não há nada, ao contrário (não é fantástico esse pensamento religioso de uma das grandes potências do século XX?) do que os alemães pensavam nos anos 30/40 que a terra estava assente na parte... de dentro do um ovo e do lado de fora... havia... água. Um delírio! enfim.
Pois vivemos tempos ocos e fora desses tenho que vos dizer não há nada.
Leio há algum tempo o Isaac Azimov # El Universo#
já aqui referido. O espaço infinito, o tempo infinito, eventualmente perturbado por uma faísca, o big bang que deu origem a outra coisa, além do espaço e do tempo que existem para sempre, alargando-se para o espaço e no tempo.
Li durante as duas horas habituais os jornais, o tempo continuou no espaço. Infinito. Não deu por nada.

Labels: , ,

 
Sunday, November 17, 2013
 
Numa altura em que os nacionalismos parece quererem de novo mostrar serviço, nada como a história para os desmascarar.
Aqui:http://www.wdl.org/pt/item/1169/#regions=europe&time_periods=1800-1849&countries=PT
um mapa de 1810...
aqui reproduzido em escala reduzida.

Labels:

 
 
Faz-me lembrar-me de algum Kafka ou Poe.
Não deslustra este livrinho de contos de Mário de Carvalho, sobretudo no humor irónico e "safado".
num Domingo, quando o frio parece ter chegado.

Labels:

 
 
Ainda com o som de Waldemar Bastos vou almoçar uma moamba de galinha, com molho de amendoim e um excelente funge.
E tenho que enviar algumas dezenas de esclarecimentos, a muitos amigos expectantes, que acho um disparate, e só encontro émulo para o Rui Tavares no Manuel Monteiro, os dois com o mesmo fim a total e completa irrelevância cívica!, esta ideia descabelada, personalista e populista de um partido, no meio da esquerda (qual? e onde? e para quê?), mais um partido (como o outro da esquerda do Bloco este da direita do mesmo e os dois totalmente irrelevantes!, como o Bloco, aliás!) numa área onde não há qualquer cheiro de necessidade.
Mal empregada papoila...
que melhor uso tem nas suas qualidades refinadas...
Este partido, inútil e sem o mínimo espaço político, não deve fazer esquecer que há necessidade de desbloquear a a nossa política com novos instrumentos de re-centralidade política e que tenham estrutura, princípios e uma visão clara de como e em que sentdo transformar a governação.
Desde logo um partido/não-partido que ocupe um espaço central, promovendo o debate entre sectores de governabilidade e juntando mais valias.
Uma economia justa, umas finanças funcionais e uma sociedade envolvida, num quadro da descripação do discurso político central, enquadrando este numa lógica liberal, social e federalista, que reconheça que os problemas actuais tem uma dimensão em que uma das soluções, a solução positiva é mais europa, num quadro de sistematizar os nossos compromissos, é re-enquadrá-los numa economia europeia (por exemplo a mutualização das economias).
Encontrar gente disponível, que sem criar novas estruturas seja capaz de construir um discurso inovador e que possa lançar bases para novas cidadanias e formas de participação no sistema, desbloqueando-o ( e desde logo colocando-se disponível para empurrar os actuais partidos de governo para formas de superar as jotas crescidas em que se converteram).
Penso que hoje nos deparamos, talvez, com a última hipótese de encontrar uma forma, uma estrutura ou articulação que influencie a política e sociedade onde se gera o voto branco e a retirada da democracia, e essa não é na esquerda, mas sim no corpo central da nossa política onde os partidos de governo ( porque há outros que nunca, nunca o serão!) deixaram sem referências a sociedade e o voto desta.
É nesse espaço de transparência, e antes que apareça para mal dos nossos pecados algum Grilo, que se tem que intervir. Com fórmulas novas, novos discursos, e meios de comunicação.
Será que ainda é possível??? 

Labels:

 
Saturday, November 16, 2013
 
Em saldos encontro este livro de contos, de um dos meus Italo Calvino.
Com um sentido de humor fantástico, enredando a estória e muitas vezes deixando-nos nela, com finais previsíveis para quem o conhece, é um gosto...


Labels:

 
 
Tenho que há sectores onde a privatização é neutra ou inclusivé benéfica em termos económicos e sociais, para além dos resultados financeiros, a energia, os resíduos, os sectores ligados ao tratamento de águas (impropriamente referido com privatização das águas) desde que se acautele a regulamentação e o controle pelo Estados das entidades reguladoras, com poder sancionatório efectivo.
Ora há outras que acho um abuso e que inclusivé são um golpe na identidade nacional (sendo eu um anti-nacionalista julgo que há sectores onde esta tem que ver com cultura, memória e identidade que não se pode perder).
Os CTT é um desses.
Hoje enviaram-me uma petição. Independentemente do argumentário ser o de uma esquerda velha  subscrevi-o.Há alturas em que se deve juntar forças.

Labels:

 
 
Descobri Camus no final da adolescência "L'Etranger".
Marcou-me e acompanhou períodos mais negros porque passei.
Só, já, nos anos 90 descobri/li outros, muitos outros dos seus livros, artigos, posições.
É dos meus. E aqui, um notável artigo:
http://cultura.elpais.com/cultura/2013/11/12/actualidad/1384281170_860032.html
de outros dos meus.
Ilustrado com esta foto notável:

Labels:

 
Friday, November 15, 2013
 
Hoje fui almoçar a um local único, a Adega das Gravatas,
um magnifico rancho:
um local com estórias.
Velhos amigos, longas conversas, já tinha fechado quando acabámos.
O novo partido, não o do Rui Tavares inútil e sem espaço nem ideologia, processos judiciais em curso, livros e outros temas foram matéria.
O tempo prossegue a vida.

Labels:

 
Thursday, November 14, 2013
 
Um documentário de grande qualidade sobre os aspectos patrimoniais e naturais do Tejo, só faltando a degradação ambiental e perigos que o espreitam:

Labels:

 
Wednesday, November 13, 2013
 
A partir de hoje a Tauromaquia
faz parte do património histórico e cultural de Espanha, conforme publicado no Boletim Oficial do Estado, ley 18/2013, de que cito do Preambulo:
(...)
La fiesta de los toros y los espectáculos taurinos populares son algo vivo y dinámico, sujetos a constante evolución, sin que se puedan hacer conjeturas sobre de qué manera se adaptarán a las sensibilidades cambiantes de nuestros tiempos u otros venideros.
Esto dependerá de que se mantenga la afición popular y de que la misma sea capaz de renovarse en las nuevas generaciones de aficionados que son los que, en su caso, deberán mantener, actualizar y conservar la fiesta de los toros. Pero en todo caso, será desde la libertad de la sociedad a optar y desde la propia libertad que significa la cultura, no cercenando el acceso a ésta.
(...)
Arriba España!

Labels: ,

 
 
Desenhar corpos e a imaginação destes tem fascínio, independentemente da, no caso, qualidade dos scenarios.
estes hors-series da, actualmente, melhor revista de BD francófona são de partir a moca...

Labels:

 
 
Com os livros em processo de edição e a vida restringida a problemas burocráticos e de gestão tive tempo para pôr em dia uma pilha de revistas e outros documentos que se acumulavam.
Desde logo a excelente:
que contêm excelentes artigos e espessa reflexão sobre a Europa, num momento crucial para esta.
Reforcei o meu federalismo, mesmo ao ler artigos críticos deste.
Também excelente informação sobre a "nação", nomeadamente o artigo de Pedro Magalhães que foi por ele apresentado no sábado.

Mas também li o número do Le Point dedicado ao Axtérix, interessante para saber como se constrói a realidade a partir de mitologização e o excelente fanzine BD Jornal, sobre as novidades e o que se passa na BD nacional.
E li os documentos do José Ruy, sobre "Aristides Sousa Mendes" e com a colaboração de Amadeu Ferreira (pena que a revisão cientifica não tenha impedido uma embrulhada sobre a origem do Mirandés, que é obviamente o latim) "Stória dua Lhéngua I dun Pobo" que se lê a ouvir os Galadum...
Lido também o excelente Descubrir El Arte,  que nos traz o que se passa, nas artes, por Espanha...
Li ainda a revista Books, com um dossier de qualidade "Les racines de l'islamisme" além de toda a panóplia sobre o que está a sair.

Labels: ,

 
 
Numa altura em que se assiste ao esclerosamento organizativo, ideológico e social do BE, que retrocede aos tempos da UDP (não me admiraria que o deputado do BE nas proximas eleições fosse como independente nas listas do PCP) é surrealista ler um artigo, do, por vezes brilhante mas desde logo não hoje, Francisco Louçã... sobre as primárias... nos partidos.
Certamente por estas prescindirem de controleiros e de lógicas estalino/troskistas e por permitirem que todos tomem posição (até contra os chefes "controlados", tipo actores de teatro), utilizando os argumentos mais demagógicos, falsos e rascas, muito rascas, em vez de se pronunciar sobre o fim do BE ou sobre o pensamento nulo deste na estratégia e alternativa. em vez de reconhecer os erros e dar abertura para a mudança ( que julgo impossível!) deste, pois o Francisco, assumindo o seu poder de cátedra e predicando aos peixes, já desaparecidos, brama contra as primárias.
Talvez por saber que os Verdes, os Socialistas, os Liberais e em breve todo o espectro político, que quer salvar a participação e a democracia política optam por novos metodos e formas de equacionar a representação.
Mas o BE e o PCP são ungidos, não precisam de democracia....

Labels: ,

 
Tuesday, November 12, 2013
 
Distraído o país com os limites aos cães e gatos é capaz de passar despercebida a bestialidade, não há outra palavra, a bestialidade deste documento:

Diário da República, 2.ª série — N.º 218 — 11 de novembro de 2013
PARTE C
MINISTÉRIO DA AGRICULTURA E DO MAR
Direção-Geral de Alimentação e Veterinária
Despacho n.º 14535-A/2013
 que autoriza, ou melhor proibe e espeta uma faca no coração da nossa ruralidade, o abate pelo "povo" de gado doméstico.
No seu burocratês de antologia, socorrendo-se da presporrência habitual de quem não conhece o campo e o gado, e de animais só os cães e gatos que tem em casa temos um tratado sobre o como, quando, em que condições e talvez até a benção do espírito se pode continuar a vida no campo e nas nossas aldeias.
Esta gente só com um cachaporro na tola.
E não há quem ponha cobro a isto????

Labels:

 
Monday, November 11, 2013
 
Ai se eles pudessem... já lhe haveriam tirado esse bocado...

Labels:

 
 
Waldemar Bastos é um músico notável.
Com ele partilhei grandes amizades e o tempo destas que ficou...


Labels:

 
 
Aqui voa...
http://edition.cnn.com/2013/11/07/opinion/pandora-nuclear-gunter-kamps/index.html
e este que dá indicações de excelentes documentos:
http://www.ccnr.org/blog_decline_of_nuclear_2012.pdf

aqui voltou a terra...

Labels: ,

 
Sunday, November 10, 2013
 
Eu que estou nos brancos, trago aqui para reflexão a última sondagem:
que merece atenção. Desde logo porque o CDS desaparece completamente e o BE continua no caminho da UPD, em vias de se tornar uno.
O PS não decola e o PSD, apesar de tudo, vai-se aguentando, mas com 10% menos que o PS...
Se surpresa o PCP recupera o voto inútil no BE, inútil por inútil mais vale votar nos maiores...
E também não é referi, pelo menos aqui qual é  a perspectiva da abstenção que já nem se desloca ao acto.
Ou seja neste cenário prefigura-se um governo PS/PSD e não há réstea de alternativa.

E sendo que tenho, há algum tempo proposto uma participação cívica para as eleições europeias, que se assumisse como partido, em articulação internacional com a ALDE, mas provisória e a extinguir em qualquer caso após o acto, tenho que vir aqui esclarecer que nada o relaciona com o claramente inútil partido do Tavares, que ocupa um espaço (do dialogo entre esquerdas que não se falam e que têm objectivos diametralmente oposto!!!) que não existe e tem uma lógica de fulanização.
Esta minha proposta, na linha do pensamento radical e liberal situa-se no espaço da centralidade política (entre os dois grandes) na economia e na esquerda dos direitos civis.


Labels: ,

 
 
Hoje vi as 4 horas e um quarto (em duas partes)  do documentário de Marcel Ophuls:
http://www.revistacinetica.com.br/chagrin.htm
Curioso. E nos dias de hoje pouco comprensível a polémica que gerou na altura.
Nada no filme é escandaloso, aliás antes pelo contrário.
Hoje, passados 40 anos é trivial e temos obras muito mais vigorosas.
Mas é um documento importante e estabeleceu no início dos anos 70 um marco.

Labels:

 
 

Erros da troika (I)...
Portugal, como a Grécia aliás, é uma economia marginal aos circuitos internacionais onde o mini/micro e a economia de proximidade é a base de sustentação da eco-nomia.
A austeridade, a continuar em 2014 vai aniquilar completamente o que não matou já, as hipóteses de manutenção do tecido produtivo e e as hipóteses de crescimento (que na verdade são nulas... o,3% não é nada!), aumentar o défice externo e agravar a dívida pública.
Isto é simples bom senso.
De borla e sem custos.
erros meus, má fortuna, ou ilusão... nem tudo o que parece é!

Labels:

 
 
Mostra o desnorte e o vazio da sociedade portuguesa a idolatria (em breve estará nas tshirts com o Che, tão bom com ele..) e o revivalismo de Cunhal que a pretexto dos 100 se vai desenvolvendo.
Se bem que por aqui e ali vão surgindo alguns dados isentos, e honra ao Pacheco Pereira, embora mostre também algum complexo de édipo, e alguma desmistificação do personagem
É claro que, como para os santos, se tem que misturar realidades mágicas a ficções heróicas para chegar ao panteão. Só lhe faltam milagres, mas recordo de ainda em vida já era adorado em casa de trabalhadores rurais, com foto na mesa de cabeceira, sabe-se lá para quê...
Os romances da sua vida heróica estão por aí a ilustrar a hagiografia, inventados ou não, o seu génio, era um atista com interesse, um romancista médio e um estudioso aplicado, nada senão suficiente, o que já merece relevo, mas que para os fins da santidade é posto no nirvana. É agora re-inventada uma relação familiar para o fazer de bom pai de família. Passo. Era um personagem frio e duro. Chega.
Fez as maiores filhas da putice para chegar ao domínio do PCP, passando pela falsidade e todo o tipo de manobrismo, e também foi conivente com a denúncia e total falta de princípios (episódio do Fogaça e do Martins Rodrigues), fiel ao pior estalinismo apaga, apagou mesmo personagens da história, e também da vida, e com esse, os seus métodos, as suas práticas, os seus crimes horrendos foi colaborador sem alma.
Defendeu os piores crimes contra a humanidade por tacticismo e espírito de facção/religioso, por acreditar na redenção da humanidade depois do expurgo do pecado original, esse maldito capitalismo, pertencendo à elite que vivia imersa em luxos (beneficiava de todas as prebendas da nomenclatura do politburo!).
Além de defender todos os passos dos seus "interesses" (do pacto germano-soviético, aos gulags, ao esmagamento das rebeliões operárias polacas e hungaras, depois checas e novamente polacas, e por todo o lado defender a morte e humilhação de toda a oposição) fez de agente do comitern em inúmeros locais ao serviço da pior mafia comunista.
Em Portugal, bom em Portugal depois do 25 de Abril o registo é todo conhecido, por isso ainda mais incompreensível é este fervor de toda a burguesia chic  (até as revistas de caras e cús!) pelo Homem, um verdadeiro Santo, que se calha ainda irá ser canonizado, também por este Papa, sendo que já se fazem dele imagens.
Se tivesse chegado ao poder grande parte dos seus agora "admiradores" teriam visto pouca luz.
Mas vivemos tempos de grande desnorte onde até a ilusão de S. Cunhal "agarra" os incautos e une os fiéis, no peditório...

Labels: ,

 
Saturday, November 09, 2013
 
Hoje estive no:
onde revi muitos velhos amigos, reencontrei habituais e ouvi alta qualidade de exposições.
Falarei sobre este oportunamente...

Labels:

 
Friday, November 08, 2013
 
Degelo, impressionant...
http://www.pt.cision.com/cp2013/ClippingDetails.aspx?id=6b5c8a49-4a08-407e-9e69-0e16fcfe65ef&analises=1
e não passa...

Labels:

 
 
A Golegã estava cheia de conhecidos e amigos. E este:
e também esta:
uma terra que durante a Feira volta a existir...

Labels:

 
Thursday, November 07, 2013
 
Ainda as misérias do enorme, enorme disparate que enche o Alentejo:
http://www.lpn.pt/Backoffice/UserFiles/menu_lpn/CI/2013/CI%20abate%20%C3%A1rvores%20no%20Alqueva.pdf
não há tristeza tão grande, porra!

Labels:

 
 
A Maria ganhou mais 5 referendums (todos) realizados nos U.S.A.
muito em breve a situação, de ainda ilegalidade da mesma será letra morta, por todos os U.S.A.
Aqui:http://www.commondreams.org/headline/2013/11/06

Labels:

 
Wednesday, November 06, 2013
 
Só moderadamente leio ficção científica, embora tenha muito Julio Verne nas minhas memórias e presentes, e devo ter lido, sobretudo contos de alguns dos referentes desta, Bradbury, Wells e também Azimov.
Encontrei na Universitas este livrinho fabuloso de certamente um dos maiores:
vou já no 9º capítulo, cerca de metade, e já fiz uma revisão da minha matéria, num livro de leitura envolvente.
O tempo... choca com o tempo... no espaço...
até que se condense em matéria...


Labels: ,

 
 
Uma paragem, na memória do mundo, na eternidade que atravessa o tempo, pensando na Lua que não pensa em nada, pese a confusão que a linguagem leva ao pensamento...
Um olhar que não vê o fundo será um olhar? A consciência de nada ainda será consciência?
A linguagem é uma perversão e só no tempo nos podemos aborrecer...
Tudo isto são construções/desconstruções de um simpático livro, hoje num intervalo do tempo...
como um Magritte...

Labels: ,

 
 
Morreu o Ricardo Machaqueiro:http://antropocoiso.blogspot.pt/2013/11/ricardo-machaqueiro-19582013.html.
Cruzámo-nos várias vezes e tenho dele gratas recordações.
Recordo particularmente uma noite, ainda ele era (não sei se terá deixado) do P.C.P., na véspera da eleição de Mário Soares contra Freitas do Amaral, eleição que poderia ter mudado para muito pior e ainda hoje não se sabe o quê!, o destino da democracia.
Recordo que nos cruzámos com um cunhada de F.A. , comunista ou apoiante, e eu que tinha participado em sessões de esclarecimento do MASP e defendido que tanto um como o outro poderiam ganhar e isso era democracia já me estava a ver se Soares perde-se... a entrar na clandestinidade.
Bom a noite durou até de manhã, que o Ricardo queria ir votar antes de ver a cama, com receio de não acordar.
Ainda recordo também o último jantar em que ocorremos onde o Ricardo expôs matérias divertidas, surrealistas, feias, porcas e más ( e não sei se a tara de Octávio Pato também é matéria da tese dele, que levou muitas UECAS...), e as aventuras da Zita Vales, e também da outra Zita, umas dignas outra não tanto, no imbróglio que era a tal UEC até que foi dissolvida, isto é cortaram-lhe a cabeça que os estudos não ligam com comunismo, e integrada com a arruaça da da ferrugem na JCP.
O Ricardo era um contador de histórias e de memórias, além de um homem de alta cultura e empatia.
Vamos passando.
Ao Ricardo fica a gratidão pela vida e estórias que também ajudou.

Labels:

 
 
2 livros já publicados outros 2 no prelo e o lançamento previsto para 11 de Dezembro, coloquem na agenda o fim da tarde.
A conclusão, vírgulas e espaços, correcções de última hora, novas vírgulas é um trabalho insano.
Também os últimos rabichos, agora para o Ebook são muito cansativos. A lombalgia continua assanhada, e apanha-me um pouco o corpo todo...
Não tenho montado, mas estarei na:
por estes dias, também para tirar uma última foto para o Ebook em Constância.
E logo de manhã a crise a teimar, contra todas as inúteis predições e prospecttivas dos nossos incompreesíveis governantes a... não sair da maior, da maior, da enorme ... recessão!
Temos que ter muita estaleca!

Labels: ,

 
Sunday, November 03, 2013
 
O artigo, mudando os nomes, parece ser sobre as tristezas nacionais.
A vileza e o "assessorismo" que abundam...


Labels:

 
 
Sou um apreciador de biografias e esta cinematográfica de Marcel Ophuls # Un Voyageur# é absolutamente notável. Pela quantidade de informação e personagens que nele confluiem, pela qualidade da estrutura filmica e também dos personagens.
Levou-me a comprar o DVD http://www.wsws.org/francais/hiscul/2001/sept01/16aout01_m0phuls.shtml, e a seguir com mais atenção esta família.
Um ganho do DOC.
Que concluiu com um filme que não atingiu as expectativas # Manuscripts don't burn # de Mohammad Rasoulof, que é de qualquer forma um herói. O filme, feito em condições precárias, apresenta problemas de montagem e duração e sequências fora de contexto.
É uma denúncia, julgo que inútil, do regime dos Ayatolahs, e de todos os totalitarismos, mas não adianta nada e no Irão não terá qualquer impacto, presente.
Lamentável foi a duração da cerimonia de entrega dos prémios ( o Seabra devia ter percebido isso!) que levou a que a minha lombalgia estivesse 4 horas e meia sentada (2, 5 do palavreado!).
Bom hoje ainda há Ney. Para o ano mais e que se continue.

Labels:

 
Saturday, November 02, 2013
 
Hoje houve Doc a sério e de alta qualidade, em geral.
Primeiro uma montagem interessantíssima #The Revolution Will Not Be Televised, It Will Be Twitted#, sobretudo o 1º doc sobre a Turquia e as novas formas de comunicação. Os brasileiros eram mais "amadores" e sem montagem adequada (onde estão as cabeças?').
Excepcional eram os documentos seguintes sobretudo o sobre a mutilação genital feminina, notável, e o sobre o casamento homosexual (que me recordou uns espécimes sem carácter, que conheci em Matosinhos, e sem dignidade). Excelente e com humor desmascarava todo o discurso homóbico que, com esses, é partilhado por toda a "reacção" fascistóide e fundamentalista francesa.
Uma noite em cheio.

Labels:

 
Friday, November 01, 2013
 
Numa das autarquias mais corruptas do nosso país, onde qualquer operação #mãos limpas# ficaria com elas logo cheias de bosta, em cima desta construi-se outra:

é a Porcalhota sem tirar nem pôr.
Nesta, este ano particularmente mediocre, realiza-se o festival:
da B.D. onde se encontram memórias e sonhos.
Aqui o mais fabuloso dos animais alguma vez criados:
e aqui um dos nossos melhores ilustradores:




Labels: ,

 
civetta.buho@gmail.com

ARCHIVES
06/01/2003 - 07/01/2003 / 07/01/2003 - 08/01/2003 / 08/01/2003 - 09/01/2003 / 09/01/2003 - 10/01/2003 / 10/01/2003 - 11/01/2003 / 11/01/2003 - 12/01/2003 / 12/01/2003 - 01/01/2004 / 01/01/2004 - 02/01/2004 / 02/01/2004 - 03/01/2004 / 03/01/2004 - 04/01/2004 / 04/01/2004 - 05/01/2004 / 05/01/2004 - 06/01/2004 / 06/01/2004 - 07/01/2004 / 07/01/2004 - 08/01/2004 / 08/01/2004 - 09/01/2004 / 09/01/2004 - 10/01/2004 / 10/01/2004 - 11/01/2004 / 11/01/2004 - 12/01/2004 / 12/01/2004 - 01/01/2005 / 01/01/2005 - 02/01/2005 / 02/01/2005 - 03/01/2005 / 03/01/2005 - 04/01/2005 / 04/01/2005 - 05/01/2005 / 05/01/2005 - 06/01/2005 / 06/01/2005 - 07/01/2005 / 07/01/2005 - 08/01/2005 / 08/01/2005 - 09/01/2005 / 09/01/2005 - 10/01/2005 / 10/01/2005 - 11/01/2005 / 11/01/2005 - 12/01/2005 / 12/01/2005 - 01/01/2006 / 01/01/2006 - 02/01/2006 / 02/01/2006 - 03/01/2006 / 03/01/2006 - 04/01/2006 / 04/01/2006 - 05/01/2006 / 05/01/2006 - 06/01/2006 / 06/01/2006 - 07/01/2006 / 07/01/2006 - 08/01/2006 / 08/01/2006 - 09/01/2006 / 09/01/2006 - 10/01/2006 / 10/01/2006 - 11/01/2006 / 11/01/2006 - 12/01/2006 / 12/01/2006 - 01/01/2007 / 01/01/2007 - 02/01/2007 / 02/01/2007 - 03/01/2007 / 03/01/2007 - 04/01/2007 / 04/01/2007 - 05/01/2007 / 05/01/2007 - 06/01/2007 / 06/01/2007 - 07/01/2007 / 07/01/2007 - 08/01/2007 / 08/01/2007 - 09/01/2007 / 09/01/2007 - 10/01/2007 / 10/01/2007 - 11/01/2007 / 11/01/2007 - 12/01/2007 / 12/01/2007 - 01/01/2008 / 01/01/2008 - 02/01/2008 / 02/01/2008 - 03/01/2008 / 03/01/2008 - 04/01/2008 / 04/01/2008 - 05/01/2008 / 05/01/2008 - 06/01/2008 / 06/01/2008 - 07/01/2008 / 07/01/2008 - 08/01/2008 / 08/01/2008 - 09/01/2008 / 09/01/2008 - 10/01/2008 / 10/01/2008 - 11/01/2008 / 11/01/2008 - 12/01/2008 / 12/01/2008 - 01/01/2009 / 01/01/2009 - 02/01/2009 / 02/01/2009 - 03/01/2009 / 03/01/2009 - 04/01/2009 / 04/01/2009 - 05/01/2009 / 05/01/2009 - 06/01/2009 / 06/01/2009 - 07/01/2009 / 07/01/2009 - 08/01/2009 / 08/01/2009 - 09/01/2009 / 09/01/2009 - 10/01/2009 / 10/01/2009 - 11/01/2009 / 11/01/2009 - 12/01/2009 / 12/01/2009 - 01/01/2010 / 01/01/2010 - 02/01/2010 / 02/01/2010 - 03/01/2010 / 03/01/2010 - 04/01/2010 / 04/01/2010 - 05/01/2010 / 05/01/2010 - 06/01/2010 / 06/01/2010 - 07/01/2010 / 07/01/2010 - 08/01/2010 / 08/01/2010 - 09/01/2010 / 09/01/2010 - 10/01/2010 / 10/01/2010 - 11/01/2010 / 11/01/2010 - 12/01/2010 / 12/01/2010 - 01/01/2011 / 01/01/2011 - 02/01/2011 / 02/01/2011 - 03/01/2011 / 03/01/2011 - 04/01/2011 / 04/01/2011 - 05/01/2011 / 05/01/2011 - 06/01/2011 / 06/01/2011 - 07/01/2011 / 07/01/2011 - 08/01/2011 / 08/01/2011 - 09/01/2011 / 09/01/2011 - 10/01/2011 / 10/01/2011 - 11/01/2011 / 11/01/2011 - 12/01/2011 / 12/01/2011 - 01/01/2012 / 01/01/2012 - 02/01/2012 / 02/01/2012 - 03/01/2012 / 03/01/2012 - 04/01/2012 / 04/01/2012 - 05/01/2012 / 05/01/2012 - 06/01/2012 / 06/01/2012 - 07/01/2012 / 07/01/2012 - 08/01/2012 / 08/01/2012 - 09/01/2012 / 09/01/2012 - 10/01/2012 / 10/01/2012 - 11/01/2012 / 11/01/2012 - 12/01/2012 / 12/01/2012 - 01/01/2013 / 01/01/2013 - 02/01/2013 / 02/01/2013 - 03/01/2013 / 03/01/2013 - 04/01/2013 / 04/01/2013 - 05/01/2013 / 05/01/2013 - 06/01/2013 / 06/01/2013 - 07/01/2013 / 07/01/2013 - 08/01/2013 / 08/01/2013 - 09/01/2013 / 09/01/2013 - 10/01/2013 / 10/01/2013 - 11/01/2013 / 11/01/2013 - 12/01/2013 / 12/01/2013 - 01/01/2014 / 01/01/2014 - 02/01/2014 / 02/01/2014 - 03/01/2014 / 03/01/2014 - 04/01/2014 / 04/01/2014 - 05/01/2014 / 05/01/2014 - 06/01/2014 / 06/01/2014 - 07/01/2014 / 07/01/2014 - 08/01/2014 / 08/01/2014 - 09/01/2014 / 09/01/2014 - 10/01/2014 / 10/01/2014 - 11/01/2014 / 11/01/2014 - 12/01/2014 / 12/01/2014 - 01/01/2015 / 01/01/2015 - 02/01/2015 / 02/01/2015 - 03/01/2015 / 03/01/2015 - 04/01/2015 / 04/01/2015 - 05/01/2015 / 05/01/2015 - 06/01/2015 / 06/01/2015 - 07/01/2015 / 07/01/2015 - 08/01/2015 / 08/01/2015 - 09/01/2015 / 09/01/2015 - 10/01/2015 / 10/01/2015 - 11/01/2015 / 11/01/2015 - 12/01/2015 / 12/01/2015 - 01/01/2016 / 01/01/2016 - 02/01/2016 / 02/01/2016 - 03/01/2016 / 03/01/2016 - 04/01/2016 / 04/01/2016 - 05/01/2016 / 05/01/2016 - 06/01/2016 / 06/01/2016 - 07/01/2016 / 07/01/2016 - 08/01/2016 / 08/01/2016 - 09/01/2016 / 09/01/2016 - 10/01/2016 / 10/01/2016 - 11/01/2016 / 11/01/2016 - 12/01/2016 / 12/01/2016 - 01/01/2017 / 01/01/2017 - 02/01/2017 / 02/01/2017 - 03/01/2017 / 03/01/2017 - 04/01/2017 / 04/01/2017 - 05/01/2017 / 05/01/2017 - 06/01/2017 / 06/01/2017 - 07/01/2017 / 07/01/2017 - 08/01/2017 /


Powered by Blogger