insignificante
Monday, October 31, 2011
 


Carregar sobre o boneco para aumentar.

Todos os dias me chegam à secretária (isto é ao email) novos dados sobre Fukushima e sobre a moribunda industria nuclear.
Hoje posto aqui um boneco sobre a contaminação na hora, que foi muito, muito superior à que foi anunciada e provocou, provocará um número indeterminado de casos.
Nada disto é divulgado, pelas noticias que perdem horas com casos de polícia e sobre, envolvendo gente sem qualquer categoria.

Labels: ,

 
 
Sin pistolas no son nadie!

Este estribilho ecoou muitas vezes pelas ruas de Espanha e do pais basco e navarra.
Dirigido aos pistoleiros sem ideologia nem escrúpulos do bando de assassinos da ETA mostrou que a sociedade não se verga face a uma seita de encapuçados que representa o pior, o pior mesmo que há na sociedade humana.

Ontem no El Pais vários notáveis artigos mostram que não pode haver qualquer cedência, a mínima transigência para com essa canalhada e que o cumprir da lei, a defesa do direito são imprescindíveis ser mantidos face a essa escória social.
Como já aqui escrevi a lógica nacionalista, herdeira do pensamento religioso do padre Sabino, é o contrário do pensamento liberal e da defesa do Estado de direito.
Continuo sem perceber como é que alguma esquerda, e inclusive os pseudo-internacionalistas trosquistas, continuam a manifestar (a mínima) simpatia por este esterco político e moral.
Não há discurso nacionalista que não esteja articulado com o pior chauvinismo e xenofobia, Não há discurso nacionalista que não seja marcado pela intolerância e o fanatismo. Não há discurso nacionalista que não seja o gérmen da besta.
Hoje fiquei arrepiado com o carácter e a identidade deste bando, ainda mais, muito mais.

Labels:

 
Sunday, October 30, 2011
 

Yair Dalal na Gulbenkian.
Uma grande pedra de emoções e prazeres, no arrastar pela música e o tempo que esta carrega, pelos sons e os cheiros que deles emanam e nos atingem a capacidade de ligação, e re-ligação dos neurónios.
Um tempo sem tempo que se continua na nota, na voz, na magia do "oud", ou nos outros instrumentos, também sagrados.
Duas horas de pura extase, num tempo em que tudo parece não ter principio nem fim.
http://www.youtube.com/watch?v=eBfyv_Cfsds
Shalom!

Labels:

 
Saturday, October 29, 2011
 

Hoje vi no docLisboa um documento de referência obrigatório:
Cane Toads: The Conquest, de Mark Lewis, um autêntico filme de terror, real.
A conquista da Austrália pelo sapo-boi, praga disseminada insensatamente em alternativa a pesticidas mas que proliferou sem predadores e como faca quente em manteiga (a lembrar o triste episódio dos gatos lançados em para-quedas na Indonésia...) e que hoje é uma praga incontrolável que se está a espandir pela Austrália e a alterar a estrutura da flora e fauna local, a prejudicar as populações e as comunidades humanas e a proliferar, proliferar, proliferar.
Aparecem no filme alguns cómicos, mas nenhum ao nível de um "ecologista" mete nojo, que procura proteger esta espécie invasora, e destruidora da biodiversidade local.
Um filme que, no 3D, ganha uma dimensão envolvente e propiciadora de pensamento sobre os factos...

Labels:

 
 
Hoje é o dia de uma das maiores idiotices em muitos paises, mas felizmente já não na Russia.
A mudança da hora, segundo estudos em que se baseia a não mudança na Rússia e que são extensivos a todos os outros países, não traz vantagens nenhumas do ponto de vista da produtividade ou energético, antes pelo contrário afasta-nos da hora solar e provoca problemas e distúrbios cardiacos, no metabolismo alimentar e psicológico, e problemas de adaptação com serias repercussões na ctividade social e no trabalho.
Uma invenção ligada a pseudo, e nunca comprovados ganhos de electricidade, com impactos significativos também no crescimento das crianças, que diz querer proteger.
Em Portugal conseguimos, alías foi uma das causas da derrota de Cavaco Silva (por interposto Nogueira), evitar duas horas de afastamento da hora solar (aliás quase três!) mas continuamos atrás desta ilusão e agora mais afastados da Rússia.
Haja luz.
PS
Que fique claro que esta mudança coloca-nos onde deveriamos estar sempre, em termos "horários", mais próximos do GMT (Hora Média de Greenwich)

Labels:

 
Wednesday, October 26, 2011
 
O DOC Lisboa este ano está com menos obras de registo. Até hoje já vi 5 documentários portugueses, todos eles com muitas falhas, todos eles a precisarem de produção e outro olhar.
Hoje todavia o DOC já se valeu. Claro com dois consagrados e filmes de referência.
O fabuloso 1º episódio do #Agnès de ci de là Varda# da dita é uma ternura ao cinema e à vida deste, neste, mas também à politica e às artes, a pintura, o design, a escultura, a arquitectura, e o passado e o presente feito por uma mulher exemplar na vida e no cinema que é esta 24 X por segundo.
E o #Sodankyla Forever- a memória da 1ª experiencia cinéfila# de Peter von Bagh é outra delícia, uma viagem pela memória de realizadores em busca do seu primeiro contacto com essa pele, essa palpitação, esse entranhar que é a imagem a rodar/roçar em movimento.
De muitos, muitas estórias, muitas emoções e reflexões num filme sereno e mágico na palavra.

Labels:

 
 


Quando, no âmbito da discussão sobre novo aeroporto de Lisboa no executivo da C.M.L. (felizmente mais esse elefante branco foi afastado do nosso pesadelo) referi para além de todas as considerações sobre as alterações do trafego aereo, a questão de um aeroporto para as lowcost no Montijo, um melhor aproveitamento da Portela com a extensão a Figo Maduro, um novo paradigma emergente no transporte aereo, que vem de longe, bloqueado por questões de guerras e bloqueios ao seu desenvolvimento tecnológico, quando referi que em breve o trafego aereo, também por dificuldades seja de combustível seja por necessidade de o petróleo usado dever ser taxado no CO2, teria que mudar e essa mudança teria que olhar lá para traz e ver no antigo o futuro, vi alguns olhares - lá está o lunático!!!.
Pois os dirigiveis estão, de facto, de volta e em força.
Novos desenvolvimentos tecnológicos, novas formas e aproveitamentos energéticos estão à beira de criar novas emergências e dispensar quaisquer novos aeroportos.
Tema a seguir,em força.
Lunático? Eu?

Labels: ,

 
 

Hoje, no jornal Público, chamo a atenção para artigo sobre os desafios da água.
Muito interessante!
Que não resisto ilustrar com mais uma excelente foto de Raimundo Quintal.
A árvore das pipocas... que também é água.

Labels:

 
Monday, October 24, 2011
 
Silvio Berlusconi humilhado na opera de Roma (o encore é contra ele!):
http://www.youtube.com/embed/G_gmtO6JnRs
este é o verdadeiro VERDI e o direito à indignação no ventre da besta!

Labels:

 
 




Hoje, não é a 1ª vez, um texto em espanhol, sobre o grave incidente na central nuclear espanhola de Almaraz.
Já tinha denunciado o facto, os problemas desta gama de reactores PWR, B da Westhinghouse, e a gravidade de uma parada no sitema de refrigeração. Já tinha também referido na Radio Montemuro que o secretismo que rodeia toda esta panoplia da nuclear é contrário a transparência e democracia e oculta custos e consequências.
Agora o meu amigo Paco Castejon, a pedido fornecerei o contacto, envia-me o Comunicado de Ecologistas en Accion que aqui vai.
Assinalo outro dado relevante do mesmo.
(...)
Nueva parada no programada en Almaraz

Se ha producido una nueva parada no programada en Almaraz (Cáceres),
la segunda en lo que va de año. Y la sexta que tiene lugar en una
central nuclear española. A pesar de la parquedad de la información
del CSN, se trata de un suceso que ha afectado a una pieza vital para
la seguridad de la planta. Y eso a pesar de Almaraz superó de forma
preliminar las pruebas de estrés, como el resto de las nucleares
españolas.

La parada de Almaraz se debió a un aumento de temperatura en el
cojinete de una de las bombas de refrigeración principales de la
central. Este aumento de temperatura se debe casi con toda seguridad,
a un aumento del rozamiento, que podría dar lugar en última instancia
a un fallo de la bomaba y a una pérdida notable de capacidad de
refrigeración de la central. Hay que recordar que el accidente de
Fukushimja se debió justamente a una pérdida total de la
refrigeración.

A pesar de la parquedad del comunicado del CSN, se puede entrever que
estamos ante un sucesos grave, cuyas causas últimas se desconocen o no
se han difundido. Este suceso viene a sumarse a los 60 sucesos
notificables que se han producido hasta ahora, con dos prealertas de
emergencia en Ascó y Cofrentes. Sin embargo las nucleares españolas
"aprueban con nota" las pruebas de stress-test a las que se han
sometido, hechas a su medida. La suma de sucesos, paradas y prealertas
hacen poco creíble el resultado avanzado sobre estas pruebas. Y en
particular, este suceso de Almaraz, justo en el sistema principal de
refrigeración arroja serias dudas sobre la solvencia de estas pruebas.

Cabe también prestar atención a la oscuridad de la comunicación del
CSN: Un fallo, indeterminado por las comunicaciones del CSN, ha
provocado un aumento de temperatura - tampoco se especifica su
magnitud - en el cojinete inferior de una de las bombas principales,
fundamentales para mantener la central fuera de peligro, como se ha
dicho y se ha podido comprobar en el accidente de Fukushima. La
parquedad de las informaciones induce a desconfianza, por el
funcionamiento seguro de las centrales nucleares españolas. En este
caso sería fundamental conocer el fallo que ha provocado el aumento de
temperatura, a cuánto ha ascendido este aumento y el momento de la
parada, pues en esta nota tampoco se marca la hora del suceso: ¿cuanto
tiempo se toleró la subida de temperatura hasta que el sistema
eléctrico estuvo en condiciones de sustituir los 1.000 MW del reactor
II de Almaraz?.
La parada de la central ha provocado a su vez la parada del bombeo
hidraulico, que es la forma en que se almacena la energía eléctrica en
el sistema eléctrico español. Como era el caso en ese momento, el
bombeo es imprescindible cuando la eólica está funcionando a alta
potencia, para acumular la energía y descargarla cuando la demanda es
más alta.
Una vez más se comprueba la incompatibilidad del desarrollo de las
renovables con la existencia de centrales nucleares.
En general, por
su nula flexibilidad, impiden la entrada de las renovables cuando
coinciden situaciones de meteorología favorable, haciendo parar los
aerogeneradores.
Para Ecologistas en Acción, es fundamental una cultura de seguridad
más seria por parte de los titulares de las centrales, y una
transparencia mayor en las informaciones del CSN, para que la
población pueda sentirse más tranquila, mientras se produce el
deseable cierre de estas centrales, peligrosas y que generan unos
residuos que deberán ser controlados durante miles de años. Este
suceso se suma al que se produjo en la central nuclear de Ascó
(Tarragona), tras la aprobación del informe preliminar en las pruebas
de estrés, y muestra la debilidad de éstas. En Ascó se pusieron de
manifiesto los problemas deñ anclaje sísmico de una de las bombas del
primario, lo que pone en duda ls apreciaciones sobre sismicidad que se
produjeron en dichas pruebas.

Labels: ,

 
Sunday, October 23, 2011
 
Vai por mau, muito mau caminho a revolta líbia.
Desde logo o assassinato barbaro de Kadhaffi. E hoje a confirmarem-se as piores suspeitas o anúncio que o novo regime (sem sequer ter passado por eleições!) vai ser regido pela "sharia", a caduca e retrogada imposição de textos datados e com determinações execrandas baseado em leituras do Islão como orientação da sociedade e do direito.
A Líbia continuará a viver num pesadelo, saíu de um para mergulhar noutro.
Nada do que se vê, lê ou ouve sobre o novo regime dá um mínimo de garantias de defesa de direitos fundamentais, e desde logo os direitos de expressão e das mulheres a serem cidadãos.
Vai por mau, muito mau caminho a revolução líbia.

Labels:

 
 

O tempo passa e conserva-se, como se viu ontem no "Apeadeiro" e depois no Old Vic, e nesse por esse passam, passaram muitas memórias, sentimentos, graças e desgraças, com ou sem ela desde que não sejam anedotas, que essas tenho bloqueios a limitar-me na compreensão.
Foi uma noite cheia de tempo e da falta deste, que para tanta gente a memória não dá vencimento, mesmo com a História toda.
No final resta o perfume do antigo, do que ficou e continua a ser lastro do presente e para o futuro. Com as mesmas, ou outras?, ideias.
Editei os textos da radicalidade, escritos há mais de 30 anos e limpinhos e actuais como se fossem escritos ontem. Deles também a memória e desmemória a marcar a vida e nós que a fazemos e justificamos.
Bjs e abrs para todos e todas, do Sonoopy.

Labels: ,

 
Saturday, October 22, 2011
 
Hoje estive no Cartaxo, em mais uma reunião da ProTejo, para estudar o plano hidrológico do mesmo, na sede da Eco-Cartaxo.
Foi uma reunião simpática e produtiva.
Antes estive, mais uma vez, e com nova recomendação a comer um magnifico costeletão de bravo na #Hora da Buxa# que aqui deixo registado, fica ao lado do mercado.

Labels:

 
Friday, October 21, 2011
 


O cartaz está lindo. Recebi o convite tarde demais, não se pode ir a todas.
Viva la Virgen de Rocio, viva!
 
Thursday, October 20, 2011
 



Irá voltar a aparecer, por aqui...

Labels: ,

 
 
Hoje, com uma declaração esfarrapada, o grupo de assassinos da ETA (quase 900 assassinados!) declarou que suspendia a luta(?) armada, ou seja que não continuaria a matar, ameaçar, e violentar a cidadania basca (a palavra na boca dos encapuçados fede!).
São notícias, que há que esperar para ver porque parece que dizem isso na expectativa que lhes deêm uma medalha, ou libertem os assassinos.
Esta situação é das que continuam a merecer reflexão e produção de pensamento, não claro desde logo a questão da bandidagem da ETA, mas a questão da irracionalidade do nacionalismo e do pensamento religioso e feudalizante que lhe está associado.

O nacionalismo basco é uma criação do padre Sabino em defesa das estruturas feudais, os foros, contra o surgimento da burguesia cosmopolita e do capitalismo industrial em Espanha e sobretudo na região basca, que tinha e, desde logo, merecem o meu apoio tradições socio-culturais e inclusivé fenomenos linguisticos importantes, a manter e preservar.
Hoje no quadro de um mundo global, e numa Europa política e federal, não faz qualquer sentido, mas não faz mesmo qualquer sentido, qualquer defesa do nacionalismo político, que cumpre as funções e o espaço político mais reaccionário e anti-progresso social.
Elaborarei sobre este tema, que é do meu grande interesse pessoal, cultural e político, tendo passado três noites detido no governo civil de Pamplona por defender, no pós-franquismo os direitos culturais e sociais dos bascos!

Labels:

 
 
Lamento, e desde logo acho que é muito mau para um regime que se proponha respeitar os direitos humanos, o assassínio, barbaro e irresponsável de Muamar Kadhaffi, personagem aqui, e muitas vezes, referido sem a mínima simpatia.
Vídeos divulgados mostram que foi capturado vivo e foi criminosamente morto, talvez porque muitos dos novos dirigentes ficariam atrapalhados com um julgamento imparcial dele no Tribunal de Haia.
Chocante e lamentável. A revolução líbia pelo caminho do esgoto.
Aqui vê-se que foi feito prisioneiro vivo, as imagens são duras:
http://www.youtube.com/watch?v=NVIkck02qao&feature=player_embedded&skipcontrinter=1

Labels:

 
 
O ministro da Saúde e numerário da Opus Dei, Paulo Macedo, tem sido responsável por uma das mais impiedosas (que vem da palavra ímpio!) acções sociais (falta de caridade!) que pode caracterizar um titular de uma sensível pasta social.
Terá o Inferno à sua espera! Palavra do Senhor!
As questões dos transplantes (obscena e chocante e que demonstra um desprezo pela vida dos que não tem dinheiro para ir ao hospital da obra em Pamplona!), a “proibição” dos contraceptivos (e não proibe a IVG só porque 60% dos português já a aprovaram,,,), além dos cortes descabelados que colocam o nosso (deficiente, mto deficiente) SNS á beira da morte.
Em vez de fiscalizar as PPPs nesta área, implementar a desburocratização e politicas de proximidade, no quadro de reforma de proximidade do SNS, continua a fazer tudo errado.
Deve ser do espartilho que lhe faz subir o debaixo para cima ou da cama de pregos. Ou talvez das auto-chibatadas que se inflinge.
Não é certamente por ter, alguma vez e já não estaria “assim”, fumado alguma ganza (o que o 1º ministro fez e é pelo menos mais arrejado!).

Pois são por um lado o erro lamentável da extinção do IDT, que tem, pese todas as criticas que faço às determinações politicas a que tem que obedecer, um trabalho notável, reconhecido internacionalmente, numa que apesar da limitações, é considerada das mais avançadas politicas europeias sobre as drogas e toxicodependência.
Não percebe nada deste tema, como aliás na saúde só sabe contar o pataco, e é demonstrativo da maior ignorância e insensibilidade cívica, além de um recuo aos avanços políticos e civilizacionais as declarações que hoje dele retiro do Publico.

E, por outro, ainda disse ele que a nossa politica sobre a passa é “laxista socialmente”. Pois talvez ele gostasse de voltar aos tempos da ditadura e da feroz repressão politica e punir com prisão todos (talvez mais de 1 milhão!) os portugueses que regular ou irregularmente fumam uma broca, ou snifam uma linha.
Em vez de se preocupar com o consumo de psico-trópicos devia era olhar para o problema da obesidade (e começar por si mesmo!), para o consumo de açúcar, desde logo nos refrigerantes, e para as doenças sociais que resultam de consumir TV e sobretudo as inanidades nela dominantes.
E fumar uns charros, ia ver que lhe passavam as dores no corpinho, martrizado...

Labels: ,

 
Wednesday, October 19, 2011
 
Pode interessar:
http://www.oinstalador.pt/noticias/n_0151.html

Labels:

 
Tuesday, October 18, 2011
 
Propostas políticas para a crise é o que não passa pelas cabeças indignadas, e todavia são essas que faltam, no quadro do sistema democrático, que claro tem que ser mudado (mas não para ficar como uns querem agora e outros queriam antes como Cuba ou a China!) e com lógica e adequada metodologia.
Vejo pessoas que considero seja apreciarem a turbamunda manipulada pelos piores esquerdismos e chinesices seja fazerem propostas que só nos conduziriam a tornarmo-nos gregos, o que só me desgosta.
E de facto a racionalidade vai-se diluindo quando, ainda por cima, vemos a maior inepcia e incapacidade de gestão dos actuais governantes que até agora só fizeram de capatazes irados de serviço à troika, sem uma ideia, uma proposta, qualquer inovação.
E ainda, quantas vezes já o disse aqui, não chegou o BPN (que devia ter sido deixado falir à vontade pelo miserável governo de Socrates, e assim nos daria o Natal), porque quando chegar esse vale profundo (já não é um buraco) vamos ver...
A única proposta séria que vislumbro, além da pequena resistência passiva que consiste em bloquear a máquina da administração e imobilizar o governo, é Europa, mais, mais EUROPA.
Acabar, acabar mesmo com o que resta de soberania nacional e caminhar decididamente para um governo, democrático e Europeu, que gestione as finanças num quadro global e uniformize políticas fiscais e preços (ontem fui a Espanha e entre comida, gasolina e cigarrilhos, e ainda farmácia ganhei cerca de 150 euros, comparado com o mesmo comprado em Portugal!).
Um governo europeu que tenha voz internacional e na economia global, que promova o Estado Social e as garantias cidadãs.
Isso é que é a proposta de saída da crise. A daqueles trabalhadores indignados ou desempregados em busca activa de trabalho que se indignam dias a seguir em acampadas e outras brincadeiras lúdico-sexuais não tem contéudo, política nem qualquer, qualquer mesmo esperança.

Labels:

 
Sunday, October 16, 2011
 
Em Israel é o próprio Estado que supervisiona a produção (plantações de cannabis sativa) de marijuana, destinada, em principio aos 6.000 (seis mil!) pacientes que lhe dão uso médico.
Uma notícia que não pode deixar de ser referida num quadro global pela legalização da Maria e de todas as drogas, e a sua fiscalização e controle.

Labels:

 
Saturday, October 15, 2011
 
Estamos numa situação complexa, em que não é possível intervir, fazer sem ter consciencia que estamos sobre o vazio. Este ano, há muito que a terra esgotou o seu capital produtivo e estamos a viver, funcionar com créditos futuros, com degradação e bens que não existem, realmente.
Embora, como estamos distraídos com a outra crise, esta esteja a passar despecebida esta é a base que também sustenta aquela, ou seja estamos num vazio sobre um vazio.
Quando o sistema financeiro, já em ruptura, se aperceber que nada da actual economia tem pilares de sustentação e a crise ambiental se articular com a crise económico/social não haverá paradigmas capazes de criar qualquer alternativa.

Hoje por todo o mundo, em muitos casos como em Portugal com manipulações por discursos político/partidários sem qualquer valia e capacidade (e algumas das palavras de odem mostravam a demência e/ou velha política),houve cortejos, procissões quase religiosas como se houvesse um salvador, e estou certo lá estará escondido o Salazar ou o Staline, sem propostas exequiveis, com discursos populistas e de chacha lá os ouvimos em mais uma gesta inutil, que reproduzirão e reproduzirão.
Muitos mais milhares estiveram nas praias onde o ozono está particularmente perigoso e certamente lhes terá feito tanto mal à cachimónia quanto sem sentido foram as passeatas.
Há que inventar formas de luta adequadas aos novos tempos (a contagem dos passeantes ou dos banhistas é efeito da velha polis do numero sem efeito, ou zero!), temos que deizar de ir à praia porque os cancers de pele e cataratas são potenciadas neste período e deixar de andar nestas inutilidades.
Alternativas jardins e passeios no campo, intervenção no digital e com a palavra viva de boca a orelha e a boca.
Só dessa forma e usando os canais de invenção se pode criar, em novos espaços de dialogo (este blog tem neste momento uma média de 50 visitas diárias!) e criação de conflito outras urgencias, debates sobre o real.
Continuam a poluir-me além disso inuteis petições e demagogicos documentos na net, que do meu ponto de vista só servem o objectivo, desiderato também de parte dos marchistas ou marxistas da ditadura, real e do proletariado ou como quiserem que seja servida, e essa começa quando se diz que este situação que vivemos é igual... ao fascimo.
Temos que devolver esses textos, criticá-los, abrir os olhos aos incautos que se enredam nessa redes de baboseiras.
O mundo, a situação não está fácil. A racionalidade também não.

Labels:

 
 

Alpiarça, no excelente PORTAL DA VILA, restaurante e espaço multi-cultural que ocupa antiga quinta no centro da terra, onde se come uma apaladada carne de bravo, com ou sem qualifica, que isso é área de negócio e preciosismo gourmet.
Uma reunião confrádica (Confraria do Toiro Bravo), com condigno repasto em seguida, que apesar da crise (que motiva irracionalidades como a do PCP dizer que estamos como no fascismo, e acrescento como no comunismo...) o tempo da empatia desenvolve-se nestes momentos, e segue.
Foi uma noite cativante num espaço que a gabação não desmerece.

Hoje bem cedo em frente à TV vi a meia final do mundial de rugby que determinou, certamente o finalista vencido e o 4º classificado, foi um jogo emotivo mas pobre, muito pobre, onde se viu a França em desespero para ganhar apesar de jogar 3/4 do jogo em superioridade numérica.O jogo tem uma percentagem de sorte...

Pela tarde a continuação da organização de Festival...

Labels:

 
Thursday, October 13, 2011
 
Hoje a organização do Festival continuou de vento em popa.
Para distrair o espirito li um classico #O homem que plantava árvores# de Jean Giono, delicosa historieta, de um notável humanista, que conta como o fazer não tem que ter outro sentido senão a vida e sua continuidade.
Adequado ao início de Novembro, que se aproxima, li um interessante livrinho do meu ex-colega de liceu hoje colega em Centro de Estudos José Manuel Fernandes (longe vai o tempo em que lhe enviei 100 paus para ele comprar Hirudoid para a dor de cotovelo) # Liberdade e Informação#, livro leve que levanta algumas das questões que enfrentam os média hoje, não sendo dispicienda o direito de expressão e liberdade de pensamento que lhe estão associadas.
Um dia de calma, depois da trepidação dos anteriores.

Labels:

 
Wednesday, October 12, 2011
 

Está a entrar na fase final de organização (recolha de apoios e preparação dos debates) a extensão a Portugal do 1º Festival de filmes sobre Energia Nuclear.
Está também em fase final de organização a conferência/ seminário sobre Direitos Civis e a Europa, que com diversos expoentes se vai relizar no dia 17 de Novembro com vista a promover um pensamento liberal sobre direitos humanos num quadro geral.
Fiz 900 Kms nos últimos dois dias para visitar empreendimentos energéticos inovadores (no caso da geotermia em Estarreja) e clássicos (no caso da mini-hídrica em Baião) e chego e sou surprendido, no regresso, com um rasca, rasquissimo programa, (a fazer esquecer o tempo em que o Bernardino ainda era dele consultor) chamado BiosEsfera, hoje gerido por gente acefala ou que pelo menos não percebe que fez um programa ao serviço dos piores inimigos do ambiente e de demagogos sem eira nem beira.

Lamentável e inacreditávelmente assumido como facto por uma menina com ar imberbe as informações, manipulações grosseiras e falsidades sobre o sistema de preços, apresentadas por um senhor abaixo de qualquer qualificação moral (informador da PIDE, segundo ele próprio confessou em livro) e sem um mínimo de credibilidade cientifica.
É pena que este programa esteja no caminho do esgoto, espero que pelo menos a sua imagem seja reciclada, porque houve nele momentos bons, noutro tempo deste.

Labels: , ,

 
Monday, October 10, 2011
 


Hoje foi um dia cheio.
A organização do Festival, no Porto, vai de vento em popa, saíu o 1º Comunicado de Imprensa, é já irreversível; os apoios vão-se agregando, a programação está concluida, os dias definidos, o local tem centralidade e associativismo.
Para a semana vamos fazer os convites dos debatentes e desde logo esperem surpresas...
Também hoje dei inicio à organização de conferência/seminário para o MLS (Movimento Social Liberal) sobre direitos civis e a Europa, para dia 17 de Novembro.
O tempo hoje esteve curto, ainda fui à FNAC comprar o HHhH de Laurent Binet que me diz Vargas Llosa ser um murro no estomago e preparei o programa da rádio para amanhã.
O dia passa, como o pensamento.

Labels: ,

 
Sunday, October 09, 2011
 


Não houvera a chapelada, a que atribuo por alto 3/4 deputados e hoje a minoria de apoio ao caudilho ainda seria menor, assim ficou-se pelos 48%.
Os melhores, os do CDS aumentaram substancialmente, alguns compráveis do PS e o do MPT ficaram sem oferta de compra. O Coelho lá se elegeu em companhia da mulher e de um amigote do casal, serão três palhaços a animar as sessões, e o Helder Spinola , sem que saiba o partido que protagonizou, fará uma boa presença e dará crédito à ideia de sustentabilidade.
O PCP perdeu um deputado, nas próximas ficará reduzido a 0 em que agora já se transformou, até aqui, o BE. Falta de perspectivas políticas novas, incapacidade de qualquer problematização original, até foram ultrapassados ou igualados pelo ridículo partido dos canitos.
O afilhado e caudilho não aguentará o mandato, porque esta maioria/minoria irá corroé-lo, aliás ao ver o discurso demente que fez só temos que esperar que a carrinha do Júlio se apresse, porque pode ainda piorar.
Foi mais um domingo de non-sense e vilanage.

Labels:

 
 
...de Bernard-Henri Lévy com 100% de acordo:

“Dos países mais ricos um esforço de solidariedade que não seja só tolerado, mas constante (a saída da Grécia da zona euro seria para todo o mundo uma imersão no desconhecido com efeitos sistémicos absolutamente incalculáveis). E nos países mais afectados um esforço de rigor, não aceite por fastio, mas como obrigação e assumido, secundado pelo pensamento que os planos de austeridade são planos de luta contra a corrupção e dispilfário que nos conduziram à beira do abismo.
E em todos eles uma harmonização das regras nacionais, uma convergência das politicas fiscais e orçamentais, a instituição de um governo económico comum e inclusivé um ministro das Finanças europeu, uma conversão através dos euro-créditos da dívida continental.
Em resumo novas restrições das soberanias sem as quais teremos o caos e a recessão.
Que a #Europa seja o mal e o remédio #(título do artigo), que tendo sido raiz da crise seja o meio de a superar!”

O artigo traduzido livremente, este naco, do El País é de uma clareza notável.
Já muitas vezes tenho referido que as questões de soberania são resíduos arcaicos que só culturalmente têm validade num mundo global, onde a Europa deve assumir um papel determinante em defesa das liberdades públicas, dos direitos humanos e da sustentabilidade económica e social.

Labels:

 
 
À hora que escrevo está em curso a grande chapelada liderada pelo caudilho da Madeira, que teve como é habitual, palavras rascas para com as autoridades que deveriam fiscalizar o exercício dos direitos dos cidadãos.
O tal caudilho, a nomeação é do El País, deveria ser declarado inimputável e internado, aliás quem olhar para ele apercebe-se claramente que ou é o caso ou está ainda ubriaco do chão da Lagoa.
Logo não se espere nada de bom, que a chapelada, o vale tudo do desespero, na linha do Ceauscescu e do Bokassa, ou do Fidel é enorme. Nada me surpreenderá!

Labels:

 
Saturday, October 08, 2011
 
# Da liberdade de pensamento e de expressão#, Edição Leya, de Jonh Stuart Mill é uma obra fundamental para todos os que defendem o livre direito de expressão e as liberdades públicas com essa relacionadas.
É obra de um notável pensador liberal, que coloca o Popper e as suas ideias censórias no caixote do lixo onde também estão os tais reisinhos ou o seu pensamento doentio.
Este pequeno texto, e a minha comparação com Popper tem que ver com o seu trabalho que defendia a censura televisiva como a censura deste blog defendida pelos reisinhos, é um inatacável e conciso articulado em defesa da mais ampla liberdade de opinião, além de um libelo extremamente actual numa altura em que tirando estes espaços na internet há as maiores dificuldades, por motivos que elaborarei em artigo para revista onde colbaro mensalmente, em encontrar meios com capacidade e possibilidade de sustentar discursos inovadores.
A censura, e os censores (os tais reisinhos) estão neste momento presentes no domínio pela economia, no domínio pelo medo, no domínio pelo dobrar da espinha ao dinheiro, ao medo e às influências que nesse tamdem se articulam nos espaços de comunicação e expressão.
Lutar contra esse rolo compressor é continuar a procurar...
O livro é para leitura pausada e muita marcação:
"Se todos os homens fossem da mesma opinião e apenas uma pessoa tivesse opinião contrária, aqueles não teriam mais justificação para silenciar essa pessoa do que esta, se tivesse o Poder, teria justificação para os silenciar"
e
"(...) discussão imoderada, nomeadamente invectiva, sarcasmo, personalidade (...) não só podem ser usadas sem merecer a desaprovação geral mas provávelmente conseguir-se-à para aquele que as usa o louvor de zelo honesto e de justa indignação".
Nem mais.

E hoje apelo ao voto:
Na Madeira qualquer, qualquer voto mesmo contra o Bokassa local. De preferência na verdadeira oposição, já aqui referenciada!

Labels: ,

 
Friday, October 07, 2011
 

Deixei o post anterior marinar. Que tenha servido para algum petisco que não se espera nada de bom para um povo que vive num sistema de colonia, de condicionantes economicos, sociais e mentais herdado do tempo em que os senhores dominavam a água e através dessa disponham da terra e através dessas dos vilões em quasi escravatura.
O facho manteve a canga e o Alberto João, afilhado dilecto apertou-a mais, através das formas mais insidiosas sempre com o apoio dos protectores locais da pedofilia mais descarada e bárbara (recordem o padre assassino).
Também porque esta semana foi de muito trabalho... uma surtida a Montemuro e um dia inteiro na montanha, a resolução da questão da organização da extensão do festival de filmes sobre energia nuclear, de que assumi a coordenação, e pareceres, documentos, um rol de coisas que não me tem dado descanso ou tempo de continuação para o Eco que está sobre a escrivaninha.
Vamos ver como continua a festa, pá.

Labels: ,

 
Sunday, October 02, 2011
 
Já aqui escrevi que iria participar na campanha eleitoral na, ainda, região autonoma da Madeira.
Acontece que afazeres vários por um lado (amanhã duas empresas de produção ou uso de energias suaves, terça reuniões e o 1º programa de rádio, quarta e quinta verifica de instalações no norte, sexta contabilista) e o facto de não se vislumbrar alternativa adequada (estão ou comprados ou não valem um chavelho) desde já, ou desde logo, me desmotiva fortemente a tal empreendimento.
Só posso aconcelhar o voto, apesar de tudo nos partidos que podem alterar alguma coisa, o que desde logo exclui o PSD, e os seus satélites, o MPT e o do tal Coelho, e nos que não contam para nada, o que desde logo inclui, também, a CDU e o BE (votos na inutilidade!).
Sobra o PS (se bem que tenha as maiores dúvidas se não haverá já apalavrados com o Jardim) e o CDS (que valha a verdade tem gente boa mas está manietado pelo poder continental) e no do Helder Spinola (não pelo partido que nem sei qual é, mas pelo próprio!).
Votar contra o Jardim, em consequência é votar num destes três, dar mais força a uma oposição coerente (embora do PS seja de esperar compadrio "local").
A, possível, retirada da maioria absoluta, desde que fosse também com prejuízo daqueles compráveis, seria o melhor desiderato para o arquipelago, ou pelo menos para a possibilidade de alterações no, do rolo compressor de ordinarices e sobretudo destruição do património e da memória viva que faz das ilhas perolas do Atlântico.
O gasto inútil, a complacência com a delapidação do património e destruição ambiental e cívica, a pobridão que se desenvolve sob o novo regime de "colonia" e a corte de afilhados e o nepotismo dominante só podem conduzir ao total desastre, cívico, social e patrimonial.
A Madeira tem outra oportunidade, infelizmente a chapelada, a grande chapelada vai, segundo os dados já lançados, continuar.
Vamos continuar atentos e indignados, e a brandir a nossa cruz...

Labels:

 
 
"Há uma distância enorme entre o que o euro necessita para sobreviver e o que as direcções políticas europeias estão dispostas fazer e,ou inclusivé considerar. E dada essa distância é dificil encontrar motivos para optimismo", diz-nos Paul Krugman em artigo deste fim de semana, no El Pais, e recorda Heinrich Bruening, chanceler da Alemanha entre 1930 e 1932, cuja insistência no equilibrio orçamental conduziu a grande depressão, na Alemanha, ao que sabemos.
Acrescenta ele que não espera que algo assim terrível ocorra no século XXI.
Pois fia-te na Virgem e não corras,,, diz o nosso povo...

Labels: ,

 
civetta.buho@gmail.com

ARCHIVES
06/01/2003 - 07/01/2003 / 07/01/2003 - 08/01/2003 / 08/01/2003 - 09/01/2003 / 09/01/2003 - 10/01/2003 / 10/01/2003 - 11/01/2003 / 11/01/2003 - 12/01/2003 / 12/01/2003 - 01/01/2004 / 01/01/2004 - 02/01/2004 / 02/01/2004 - 03/01/2004 / 03/01/2004 - 04/01/2004 / 04/01/2004 - 05/01/2004 / 05/01/2004 - 06/01/2004 / 06/01/2004 - 07/01/2004 / 07/01/2004 - 08/01/2004 / 08/01/2004 - 09/01/2004 / 09/01/2004 - 10/01/2004 / 10/01/2004 - 11/01/2004 / 11/01/2004 - 12/01/2004 / 12/01/2004 - 01/01/2005 / 01/01/2005 - 02/01/2005 / 02/01/2005 - 03/01/2005 / 03/01/2005 - 04/01/2005 / 04/01/2005 - 05/01/2005 / 05/01/2005 - 06/01/2005 / 06/01/2005 - 07/01/2005 / 07/01/2005 - 08/01/2005 / 08/01/2005 - 09/01/2005 / 09/01/2005 - 10/01/2005 / 10/01/2005 - 11/01/2005 / 11/01/2005 - 12/01/2005 / 12/01/2005 - 01/01/2006 / 01/01/2006 - 02/01/2006 / 02/01/2006 - 03/01/2006 / 03/01/2006 - 04/01/2006 / 04/01/2006 - 05/01/2006 / 05/01/2006 - 06/01/2006 / 06/01/2006 - 07/01/2006 / 07/01/2006 - 08/01/2006 / 08/01/2006 - 09/01/2006 / 09/01/2006 - 10/01/2006 / 10/01/2006 - 11/01/2006 / 11/01/2006 - 12/01/2006 / 12/01/2006 - 01/01/2007 / 01/01/2007 - 02/01/2007 / 02/01/2007 - 03/01/2007 / 03/01/2007 - 04/01/2007 / 04/01/2007 - 05/01/2007 / 05/01/2007 - 06/01/2007 / 06/01/2007 - 07/01/2007 / 07/01/2007 - 08/01/2007 / 08/01/2007 - 09/01/2007 / 09/01/2007 - 10/01/2007 / 10/01/2007 - 11/01/2007 / 11/01/2007 - 12/01/2007 / 12/01/2007 - 01/01/2008 / 01/01/2008 - 02/01/2008 / 02/01/2008 - 03/01/2008 / 03/01/2008 - 04/01/2008 / 04/01/2008 - 05/01/2008 / 05/01/2008 - 06/01/2008 / 06/01/2008 - 07/01/2008 / 07/01/2008 - 08/01/2008 / 08/01/2008 - 09/01/2008 / 09/01/2008 - 10/01/2008 / 10/01/2008 - 11/01/2008 / 11/01/2008 - 12/01/2008 / 12/01/2008 - 01/01/2009 / 01/01/2009 - 02/01/2009 / 02/01/2009 - 03/01/2009 / 03/01/2009 - 04/01/2009 / 04/01/2009 - 05/01/2009 / 05/01/2009 - 06/01/2009 / 06/01/2009 - 07/01/2009 / 07/01/2009 - 08/01/2009 / 08/01/2009 - 09/01/2009 / 09/01/2009 - 10/01/2009 / 10/01/2009 - 11/01/2009 / 11/01/2009 - 12/01/2009 / 12/01/2009 - 01/01/2010 / 01/01/2010 - 02/01/2010 / 02/01/2010 - 03/01/2010 / 03/01/2010 - 04/01/2010 / 04/01/2010 - 05/01/2010 / 05/01/2010 - 06/01/2010 / 06/01/2010 - 07/01/2010 / 07/01/2010 - 08/01/2010 / 08/01/2010 - 09/01/2010 / 09/01/2010 - 10/01/2010 / 10/01/2010 - 11/01/2010 / 11/01/2010 - 12/01/2010 / 12/01/2010 - 01/01/2011 / 01/01/2011 - 02/01/2011 / 02/01/2011 - 03/01/2011 / 03/01/2011 - 04/01/2011 / 04/01/2011 - 05/01/2011 / 05/01/2011 - 06/01/2011 / 06/01/2011 - 07/01/2011 / 07/01/2011 - 08/01/2011 / 08/01/2011 - 09/01/2011 / 09/01/2011 - 10/01/2011 / 10/01/2011 - 11/01/2011 / 11/01/2011 - 12/01/2011 / 12/01/2011 - 01/01/2012 / 01/01/2012 - 02/01/2012 / 02/01/2012 - 03/01/2012 / 03/01/2012 - 04/01/2012 / 04/01/2012 - 05/01/2012 / 05/01/2012 - 06/01/2012 / 06/01/2012 - 07/01/2012 / 07/01/2012 - 08/01/2012 / 08/01/2012 - 09/01/2012 / 09/01/2012 - 10/01/2012 / 10/01/2012 - 11/01/2012 / 11/01/2012 - 12/01/2012 / 12/01/2012 - 01/01/2013 / 01/01/2013 - 02/01/2013 / 02/01/2013 - 03/01/2013 / 03/01/2013 - 04/01/2013 / 04/01/2013 - 05/01/2013 / 05/01/2013 - 06/01/2013 / 06/01/2013 - 07/01/2013 / 07/01/2013 - 08/01/2013 / 08/01/2013 - 09/01/2013 / 09/01/2013 - 10/01/2013 / 10/01/2013 - 11/01/2013 / 11/01/2013 - 12/01/2013 / 12/01/2013 - 01/01/2014 / 01/01/2014 - 02/01/2014 / 02/01/2014 - 03/01/2014 / 03/01/2014 - 04/01/2014 / 04/01/2014 - 05/01/2014 / 05/01/2014 - 06/01/2014 / 06/01/2014 - 07/01/2014 / 07/01/2014 - 08/01/2014 / 08/01/2014 - 09/01/2014 / 09/01/2014 - 10/01/2014 / 10/01/2014 - 11/01/2014 / 11/01/2014 - 12/01/2014 / 12/01/2014 - 01/01/2015 / 01/01/2015 - 02/01/2015 / 02/01/2015 - 03/01/2015 / 03/01/2015 - 04/01/2015 / 04/01/2015 - 05/01/2015 / 05/01/2015 - 06/01/2015 / 06/01/2015 - 07/01/2015 / 07/01/2015 - 08/01/2015 / 08/01/2015 - 09/01/2015 / 09/01/2015 - 10/01/2015 / 10/01/2015 - 11/01/2015 / 11/01/2015 - 12/01/2015 / 12/01/2015 - 01/01/2016 / 01/01/2016 - 02/01/2016 / 02/01/2016 - 03/01/2016 / 03/01/2016 - 04/01/2016 / 04/01/2016 - 05/01/2016 / 05/01/2016 - 06/01/2016 / 06/01/2016 - 07/01/2016 / 07/01/2016 - 08/01/2016 / 08/01/2016 - 09/01/2016 / 09/01/2016 - 10/01/2016 / 10/01/2016 - 11/01/2016 / 11/01/2016 - 12/01/2016 / 12/01/2016 - 01/01/2017 / 01/01/2017 - 02/01/2017 / 02/01/2017 - 03/01/2017 / 03/01/2017 - 04/01/2017 / 04/01/2017 - 05/01/2017 / 05/01/2017 - 06/01/2017 / 06/01/2017 - 07/01/2017 / 07/01/2017 - 08/01/2017 / 08/01/2017 - 09/01/2017 / 09/01/2017 - 10/01/2017 /


Powered by Blogger