insignificante
Sunday, February 27, 2011
 
Hoje lembrei-me do Tarek Azziz e das suas proclamações de vitória, já o exercito americano estava em Bagdad e o ditador Hussein no buraco, ao ver o espectáculo do Gaadaffi, que até levou jornalistas por si convidados a uma cidade para descobrir que já não a controlava e que ao telefone, do tal buraco, disse que tinha tudo controlado.
Infelizmente o seu aparato familiar continua a matar e a esgrimir apoios contratados, a líbios ou mercenários, e procura ignorar o clamor das tribos, da juventude, da popupalação, dos trabalhadores imigrantes (e os que puderam já se puseram ao fresco...)e da comunidade internacional que exige democracia e uma transição sem guerra, nem terror (salvo o PCP que continua a apoiar o sujeito, alvo de uma campanha "dos lacaios do capitalismo internacional", notável, notável, pois embora o silêncio do PCP seja assustador é isso que pensam os seus partidos irmãos e o gangster Chavez e os irmãos Castro e etc).
Hoje novamente um excelente artigo de Benard Henry-Levy (reproduzido no El Pais)sobre a crise nos paises islamicos recorda-nos que nada é simples... e agora seguem-se o Yemen, o Bahrein, Marrocos, Argélia, Arábia Saudita, por uma qualquer ordem...

Labels:

 
Wednesday, February 23, 2011
 
Kadaffi está moribundo, politicamente. Mas quer levar com ele a sua ilusão e por isso mata enquanto não morre. Depois do discurso patético desapareceu mas sabe-se que os seus se vão esgueirando para aqui e para ali.
Cruzei-me com as pretensões desse traste (a propósito do qual me vem ao conhecimento outros despaupérios da sua emúla, reisinha, de Matosinhos de que hoje me contaram mais umas indignidades). Corria talvez o ano de 82 ou 83 era eu da direcção de uma das mais significativas organizações de ecologia política em Portugal #Amigos da Terra# quando me aparece pela frente, já tendo convencido alguns dos meus associados (e depois estiveram particularmente activos no famoso Encontro de Tróia, onde o meu amigo Marco Pannela lhes estragou definitivamente o arranjinho), mas como referia apareceu um adepto desse tal a convidar-me/nos para uma viagem à Libia, para um acampamento internacional de estudo do Livro Verde dessa encomenda, no meio de um discurso confuso sobre organização política e guevarrismo e tal e tal.
Dei-lhe uma seca de direitos humanos, o que aconteceu novamente quando me apareceram uns fulanos a querer apoiar a URSS contra...o Solidarnosc! (hoje estão nos Verdes/melancia) meteu a G3 no bolso e só o vi quando publicaram as fotos dos terroristas das tais FP25.
Ainda há muita história a fazer... assim também na Amnistia Internacional onde uns fulanos até à pouco apoiantes da tal URSS e depois membros e expulsos de outros grupos de esquerda, também expulsos da campanha do Fernando Nobre, também mal vistos por todo o lado onde passam com a sua presporrência (e também no Partido Socialista!) agora invocam o facto de serem membros da A.I. para, além da sua inaceitável homofobia que já foi admitida pelo próprio Ministério Publico que incompreensívelmente (obrigado por lei) os acompanha, mas dizia invocam o facto de serem membros da mesma para defenderem a... censura e a sanção do direito de opinião livre e da sua expressão.
Pois fui fundador da A.I. e na altura dos factos que irão a Tribunal ainda era, formalmente, vice-presidente da Direcção.
Bom a história repete-se. Já estive no banco dos réus. Saí inocente como tinha nele sentado a bunda, e o denunciante foi humilhado, sendo que deveria ter sido ainda acusado de litigância de má fé, além dos crimes urbanisticos de que era, e é responsável, e estou a referir-me ao ainda presidente da Câmara das Caldas, Fernando Rocha.
Bom lá para a frente veremos. O Kadaffi também não vai durar muito...

Labels:

 
Tuesday, February 22, 2011
 
A revolta da sociedade, multiforme e em toda a diversidade, contra os ditadorzecos do mundo islamico, nalguns casos também árabe, alastra. Neste momento Gadaffi está a fazer o que pode ser o discurso de despedida, como Mubarak e Ben Ali os fizeram horas antes de serem apeados, a dizer que ficavam e que morriam e que isto e aquilo.
Talvez este crápula seja pior e mais mau que os outros, talvez a sua guarda pretoriana (mas o Saddam também tinha uma, lembram-se?) possa resistir mais, causar mais sofrimento, mas ele tem os dias irremediávelmente contados.
E com a queda de mais um, e outros se seguirão (Bahrein; Temen; Argélia; Jordânia; Marrocos...) vamos ver que agora sim as "civilizações" vão entrar em ebulição.
Hoje recebi um curioso artigo do André Glucksman...

Labels:

 
 
 
Friday, February 18, 2011
 
Foi uma semana dura, de trabalho, compromissos e respostas a questões diversas, agendamentos revisões de textos, produção de documentos e ainda algum tempo para o social.
Mais de 1.000 Kms esta semana e a próxima mais, embora o comboio vá fazer parte desses, reuniões, sessões, produção de mais documentos, respostas, novas questões, e o tempo sem tempo para mais tempo.
Abaixo-assinados, crítica social, empenhos aqui e ali, num momento em que o mundo parece em ebulição e por cá só vemos a pior das desgraças pelas mãos de políticos incapazes de olharem o real.
A moção do Bloco já aqui a classifiquei. O Bloco acabou ou vai a caminho. Enredado na velha política de que nunca se libertou, e com os seus expoentes a pensarem mais no seu pequeno poder que numa ideia para o país. Depois do disparate sem sentido que foram as presidenciais agora transformaram-se numa palhaçada, converteram-se em objecto do ridículo, as peripécias desta moção entram no melhor anedotário nacional. É triste.
A política a sério (que o paragrafo acima é uns miudos na brincadeira) também não está melhor. Um governo moribundo, a oposição ainda sem projecto, ideias e gente capaz, o resto sempre o mesmo. Falta-nos um voluntário para a imolação, ou alguém com uma ideia sustentável para dar vitalidade ao querer dos que podem (e não é o populismo de outra farsa que corre no facebook que faz qualquer sentido, tal a baratez da demagogia desse texto).
Continuo a não ter tempo senão para as pequenas coisas. Talvez...

Labels: ,

 
Monday, February 14, 2011
 
Hoje visitei as Escolas Técnica Empresarial do Oeste e almoçei na de Hotelaria e Turismo do Oeste e devo confessar que fiquei muito impressionado.
Com a qualidade das Escolas, o ambiente e a seriedade e empenho dos alunos, o que obviamente qualifica os docentes e a gestão das mesmas.
Tive ocasião de na 1ª mostrar o #Portugal, Energias Sem-fim# e animar uma discussão séria e estruturada sobre o filme, antes já tinha tido ocasião de ouvir os trabalhos de alguns alunos. Visitei a área, a aldeia, experimental que julgo ser um optimo pólo de formação.
Num dia muito chuvoso verifiquei que o mundo continua a surpreender-nos. Continua a haver iniciativas e possibilidades de construir ideias, projectos e animar as massas cinzentas da juventude.
Pelo menos existe quem faça por isso.

Labels:

 
Saturday, February 12, 2011
 
É uma fabulosa ficção/documentário. O #Exército Vermelho Unido#, de Kôji Wakamatsu.
Ao longo das 3 horas não perdemos um segundo de acção, de movimento, de pensamento. Os anos 60/70 e alguns prolongamentos até à actualidade no quadro do referente "revolução" e todos os seus avatares, sempre iguais, sempre com o poder a defini-la e quem define o poder define o presente.
A impiedade dos sistemas de poder absoluto e do totalitarismo do pensamento único, a lembrar o "Zero e o Infinito", livro maior de desmontagem do poder e do totalitarismo que se radica na tal "revolução".
Um dia cheio de incidentes, atropelos, ressacas de chuto, trivialidades...

Labels:

 
Friday, February 11, 2011
 
Nem 24 horas durou Mubarak, depois da sua última bravata. Estava escrito nas estrelas. O discurso de ontem percebeu-se que era o estertor.A rua árabe já tomou a Tunisia, agora o Egipto e há sinais na Jordânia, na Síria, na Libia, em Gaza, em Marrocos de que o mundo pode tremer, os regimes do nepotismo e da ausência de liberdades públicas podem,podem todos cair.
O que se segue é outra história, os receios do fundamentalismo (que está a ser posto em causa no Irão, em Gaza e no Líbano) são reais mas do meu ponto de vista só se combatem com democracia e mais, mais liberdades.
Hoje há mais um povo feliz.

Labels:

 
 
Ontem assistimos a dois exemplos lamentáveis da política de terra queimada.
Um foi o discurso do bandido Mubarak. Sem sentido, ao arrepio de tudo e de todos, continuando a não ver a realidade ou pior que isso a procurar exactamente esse efeito, o de abrir caminho, cada dia que passa, ao fundamentalismo islámico, que é a única força que parece reforçar-se no actual cenário de ausência de poder, descalabro da economia e não constituição de outros referentes.
O outro, o outro voltou a ser o Bloco da Esquerda e o seu líder. Desdisse tudo o que tinha dito, novamente, só que agora no prazo de uma semana disse tudo e o seu contrário, com objectivo politiquês de chicana e boçal potiquice.Tal com o apoio a Manuel Alegre sem um pensamento estratégico ao sabor de pequenas conveniências e sem estabelecer um quadro de ambição e orientação política.
É claro que dado que o objectivo é de chicana a moção vai ter uns presupostos inaceitáveis para a direita, embora sempre me tenham dito que o que se vota não são esses mas a censura (que devo dizer é generalizada no país).
O governo está a prazo, se não for agora, e o BE deu de bandeja o poder ao PSD e reduziu-se à insignificância em futuras eleições (como é que não votará uma moção de censura seca e directa que o PSD apresente no seu timing?)sem um pensamento de futuro, sem uma linha de rumo e sem um minimo de estratégia.
O Bloco da Esquerda entrou em derriva e julgo que deu um passo para ir ao fundo em próximas eleições que trarão o PSD ao poder, infelizmente com este CDS associado.
E o país continuará a não ter quem formule uma política clara e sensata para a economia, um modelo de organização política que responda às novas situações da sociedade e um projecto de solidariedade que assente na sustentabilidade e responsabilidade social.
Ontem foi um dia desgraçado, para o Egipto e para o Portugal desta partidocracia.
Nem Mubarak nem esta peste tem futuro.

Labels: ,

 
Wednesday, February 09, 2011
 
Orlando Ribeiro, itinerâncias de um geógrafo, de António João Saraiva e Manuel Carvalho Gomes.
É mais um excelente documentário sobre um dos nossos maiores.
Orlando Ribeiro era maior que o monte que lhe nomearam do vulcão do Fogo resultante. Foi ele, melhor que ninguém que nos explicou, nos abriu os olhos e a alma para o país que somos, as suas estruturas sociais e a ocupação do território.
Sem ele estariamos ainda hoje à procura, em busca do fundo onde construímos a nossa alma, o ser no território que somos.
O seu livro #Portugal, o Mediterrâneo e o Atlântico# era a minha biblia sagrada em todos os cursos que dei, mas tenho o excelente livro sobre a fabulosa ilha do Fogo, no meu panteão bibliofilo.
Hoje a sala da Fundação Gulbenkian encheu, de amigos, de adeptos de fanáticos de um pensamento estruturado sobre o país, que deviamos ser.

Labels:

 
Sunday, February 06, 2011
 
Belmonte.
Um convento, que talvez tenha sido de franciscanos, recuperado em Pousada (e a precisar de pequenas melhorias e mais eficiência energética a elas associadas), um espaço cheio de vida e cultura, que remonta ao passado e à história, à resiliência das suas comunidades e desde logo a comunidade marrana, parte da qual recuperada para o judaísmo tradicional e um presente com espaços museológicos notáveis.
Desde logo o museu judaico, com despojamento e simplicidade, com elementos de grande valor, não sendo o menor o contar o percurso desta importante comunidade que também fez Portugal, que se continua no Mundo Novo e no notável museu, dos melhores museus que conheço em termos de utilização de novas tecnologias e lógicas de informação (a Ydreams está lá!) que traz o Brasil até à Beira terra de onde terá partido Cabral, que tem o seu espaço museulogizado, o seu panteão, numa igreja simples e bela, como bela e didáctica é o ecomuseu, no antigo celeiro dos Cabrais que nos leva pelo Zêzere e nos descreve a vida de um rio, de um espaço pelo homem tornado vivo.
Vivo e sapiente é o azeite destas terras, cujo fabrico é mostrado num antigo lagar reconvertido em história viva, que se imagina nas villas romanas de Centum Cellas e na da Fórnea, que mostram a ocupação deste território milenar, os caminhos que o fizeram e a vitalidade do povo que o continua.
Em todos os locais, nos diversos museus ou no convento gente jovem, com bom aspecto e melhor astral sempre disponível para uma informação e um esclarecimento.
Na Casa do Castelo e no restaurante da Pousada, ou no golfe os provimentos estavam a gosto, com espaço ainda para inovação e mais profundo mergulho nas origens, que se encontram no vinho Terras de Belmonte, kosher e de travo suave e como agora se diz adstringente da alma.
Falta o desenvolvimento de cozinha judaica que em articulação com a forte e densa comida das beiras podia desenvolver ainda mais este ex-líbris.
De parabéns este povo e quem gere este município, dando continuidade ao tempo.
Fiquei de lá voltar... a educação para uma energia sustentável e um ambiente saudável também pode passar por aqui.

Labels:

 
Wednesday, February 02, 2011
 
Egipto.
Alguém com um minimo de bom senso acredita que um ditador velho, decrépito, corrupto e autoritário possa, sem apoios que sabemos reunir apoios públicos, na praça pública?
Ninguém, e para que não seja noticiado quem e como se organizam esses apoios nada melhor que agredir, deter, bater, hostilizar os jornalistas, que hoje tem tido a vida ainda mais dura por essas terras, berço de civilizações.
Parece que a aprendizagem do abandono de um poder que não tem resultante de nenhuma vontade expressa livremente é dura, e que ligado a esse abandono, conforme as circunstâncias pode ou não haver mais ou menos sangue, mais ou menos mortos, mais ou menos infelicidade na felicidade.
Mubarak enfileira na lista de assasinos, com os Castro, Mugabe, Kadafi presentes ou outros passados (e lembrar o nosso não é dispiciendo)na América Latina ou na Europa do Leste.
O futuro não o conservará em memória digna. No presente é mais um crápula a agarrar-se ao que lhe resta de poder.

Labels: ,

 
Tuesday, February 01, 2011
 
AL-Kindi Ensemble foi um momento único, de reflexão, de transe, de respiração. O concerto nirvana de ontem na Gulbenkian foi do melhor que a minha memória guarda, de sons e tempos, de rodopio mágico e de vozes a elevarem-se em tempo sem fim do tempo.
O som do coro bizantino deixou-o suspenso e a cítara, os derviches a flutuarem, a magia da percurssão e da flauta a tudo isso só faltou espaço, espaço de fusão de almas e tempos destas.

Labels:

 
civetta.buho@gmail.com

ARCHIVES
06/01/2003 - 07/01/2003 / 07/01/2003 - 08/01/2003 / 08/01/2003 - 09/01/2003 / 09/01/2003 - 10/01/2003 / 10/01/2003 - 11/01/2003 / 11/01/2003 - 12/01/2003 / 12/01/2003 - 01/01/2004 / 01/01/2004 - 02/01/2004 / 02/01/2004 - 03/01/2004 / 03/01/2004 - 04/01/2004 / 04/01/2004 - 05/01/2004 / 05/01/2004 - 06/01/2004 / 06/01/2004 - 07/01/2004 / 07/01/2004 - 08/01/2004 / 08/01/2004 - 09/01/2004 / 09/01/2004 - 10/01/2004 / 10/01/2004 - 11/01/2004 / 11/01/2004 - 12/01/2004 / 12/01/2004 - 01/01/2005 / 01/01/2005 - 02/01/2005 / 02/01/2005 - 03/01/2005 / 03/01/2005 - 04/01/2005 / 04/01/2005 - 05/01/2005 / 05/01/2005 - 06/01/2005 / 06/01/2005 - 07/01/2005 / 07/01/2005 - 08/01/2005 / 08/01/2005 - 09/01/2005 / 09/01/2005 - 10/01/2005 / 10/01/2005 - 11/01/2005 / 11/01/2005 - 12/01/2005 / 12/01/2005 - 01/01/2006 / 01/01/2006 - 02/01/2006 / 02/01/2006 - 03/01/2006 / 03/01/2006 - 04/01/2006 / 04/01/2006 - 05/01/2006 / 05/01/2006 - 06/01/2006 / 06/01/2006 - 07/01/2006 / 07/01/2006 - 08/01/2006 / 08/01/2006 - 09/01/2006 / 09/01/2006 - 10/01/2006 / 10/01/2006 - 11/01/2006 / 11/01/2006 - 12/01/2006 / 12/01/2006 - 01/01/2007 / 01/01/2007 - 02/01/2007 / 02/01/2007 - 03/01/2007 / 03/01/2007 - 04/01/2007 / 04/01/2007 - 05/01/2007 / 05/01/2007 - 06/01/2007 / 06/01/2007 - 07/01/2007 / 07/01/2007 - 08/01/2007 / 08/01/2007 - 09/01/2007 / 09/01/2007 - 10/01/2007 / 10/01/2007 - 11/01/2007 / 11/01/2007 - 12/01/2007 / 12/01/2007 - 01/01/2008 / 01/01/2008 - 02/01/2008 / 02/01/2008 - 03/01/2008 / 03/01/2008 - 04/01/2008 / 04/01/2008 - 05/01/2008 / 05/01/2008 - 06/01/2008 / 06/01/2008 - 07/01/2008 / 07/01/2008 - 08/01/2008 / 08/01/2008 - 09/01/2008 / 09/01/2008 - 10/01/2008 / 10/01/2008 - 11/01/2008 / 11/01/2008 - 12/01/2008 / 12/01/2008 - 01/01/2009 / 01/01/2009 - 02/01/2009 / 02/01/2009 - 03/01/2009 / 03/01/2009 - 04/01/2009 / 04/01/2009 - 05/01/2009 / 05/01/2009 - 06/01/2009 / 06/01/2009 - 07/01/2009 / 07/01/2009 - 08/01/2009 / 08/01/2009 - 09/01/2009 / 09/01/2009 - 10/01/2009 / 10/01/2009 - 11/01/2009 / 11/01/2009 - 12/01/2009 / 12/01/2009 - 01/01/2010 / 01/01/2010 - 02/01/2010 / 02/01/2010 - 03/01/2010 / 03/01/2010 - 04/01/2010 / 04/01/2010 - 05/01/2010 / 05/01/2010 - 06/01/2010 / 06/01/2010 - 07/01/2010 / 07/01/2010 - 08/01/2010 / 08/01/2010 - 09/01/2010 / 09/01/2010 - 10/01/2010 / 10/01/2010 - 11/01/2010 / 11/01/2010 - 12/01/2010 / 12/01/2010 - 01/01/2011 / 01/01/2011 - 02/01/2011 / 02/01/2011 - 03/01/2011 / 03/01/2011 - 04/01/2011 / 04/01/2011 - 05/01/2011 / 05/01/2011 - 06/01/2011 / 06/01/2011 - 07/01/2011 / 07/01/2011 - 08/01/2011 / 08/01/2011 - 09/01/2011 / 09/01/2011 - 10/01/2011 / 10/01/2011 - 11/01/2011 / 11/01/2011 - 12/01/2011 / 12/01/2011 - 01/01/2012 / 01/01/2012 - 02/01/2012 / 02/01/2012 - 03/01/2012 / 03/01/2012 - 04/01/2012 / 04/01/2012 - 05/01/2012 / 05/01/2012 - 06/01/2012 / 06/01/2012 - 07/01/2012 / 07/01/2012 - 08/01/2012 / 08/01/2012 - 09/01/2012 / 09/01/2012 - 10/01/2012 / 10/01/2012 - 11/01/2012 / 11/01/2012 - 12/01/2012 / 12/01/2012 - 01/01/2013 / 01/01/2013 - 02/01/2013 / 02/01/2013 - 03/01/2013 / 03/01/2013 - 04/01/2013 / 04/01/2013 - 05/01/2013 / 05/01/2013 - 06/01/2013 / 06/01/2013 - 07/01/2013 / 07/01/2013 - 08/01/2013 / 08/01/2013 - 09/01/2013 / 09/01/2013 - 10/01/2013 / 10/01/2013 - 11/01/2013 / 11/01/2013 - 12/01/2013 / 12/01/2013 - 01/01/2014 / 01/01/2014 - 02/01/2014 / 02/01/2014 - 03/01/2014 / 03/01/2014 - 04/01/2014 / 04/01/2014 - 05/01/2014 / 05/01/2014 - 06/01/2014 / 06/01/2014 - 07/01/2014 / 07/01/2014 - 08/01/2014 / 08/01/2014 - 09/01/2014 / 09/01/2014 - 10/01/2014 / 10/01/2014 - 11/01/2014 / 11/01/2014 - 12/01/2014 / 12/01/2014 - 01/01/2015 / 01/01/2015 - 02/01/2015 / 02/01/2015 - 03/01/2015 / 03/01/2015 - 04/01/2015 / 04/01/2015 - 05/01/2015 / 05/01/2015 - 06/01/2015 / 06/01/2015 - 07/01/2015 / 07/01/2015 - 08/01/2015 / 08/01/2015 - 09/01/2015 / 09/01/2015 - 10/01/2015 / 10/01/2015 - 11/01/2015 / 11/01/2015 - 12/01/2015 / 12/01/2015 - 01/01/2016 / 01/01/2016 - 02/01/2016 / 02/01/2016 - 03/01/2016 / 03/01/2016 - 04/01/2016 / 04/01/2016 - 05/01/2016 / 05/01/2016 - 06/01/2016 / 06/01/2016 - 07/01/2016 / 07/01/2016 - 08/01/2016 / 08/01/2016 - 09/01/2016 / 09/01/2016 - 10/01/2016 / 10/01/2016 - 11/01/2016 / 11/01/2016 - 12/01/2016 / 12/01/2016 - 01/01/2017 / 01/01/2017 - 02/01/2017 / 02/01/2017 - 03/01/2017 / 03/01/2017 - 04/01/2017 / 04/01/2017 - 05/01/2017 / 05/01/2017 - 06/01/2017 / 06/01/2017 - 07/01/2017 / 07/01/2017 - 08/01/2017 / 08/01/2017 - 09/01/2017 / 09/01/2017 - 10/01/2017 /


Powered by Blogger