insignificante
Tuesday, November 30, 2010
 

Organizei, estruturei e acompanhei todas as fases de produção e realização do filme.
#Portugal, Energias Sem-Fim# que passa amanhã (1º Dezembro) em 1ª apresentação na RTP2, ás 21 horas.
Recomendo.
 
 
Dos jornais de hoje:
1- Diz o meu amigo Paulo Albuquerque que a legislação de protecção ao Lobo não prevé punição para quem a infringir. Não me admira, mas não é a única legislação inútil por ineficaz na sua implementação
2- Foram apreendidas 40 toneladas de cannabis(nesta acção militar no Rio de Janeiro), o que ao preço de mercado (média estimada 2.5 Euros por grama) dá cerca de 100 milhões de euros e 73 quilos (?) de cocaina o que a preço de mercado de 40 Euros por grama) dá cerca de 3 milhões.
Referiram os jornais que o narcotráfico cria 16.000 postos de trabalho e é responsável por 279 milhões de Euros de negócio, portanto foi menos de um terço que foi afectado, ou dado o número infimo de prisões terá sido deslocalizado.
Um aumento dos preços e uma re-estruturação dos postos de trabalho e voltará tudo ao mesmo.
Quem é que estão a enganar? E quais os custos desta operação tonta?
Só a legalização de todas as drogas pode acabar com esta situação de ilegalidade e começar a quebrar o ciclo da economia da droga.
3- Esta fui eu que direccionei aos jornais, é mais uma tontada do sr. Sá Fernandes. Uma pista de gelo que não é de gelo mas é promovida como se fosse de gelo, e paga nessa lógica. Fantástico e não há nenhum "defensor" do povo...

Labels: ,

 
Monday, November 29, 2010
 


Tenho a certeza que o Luis Afonso não se importa que lhe pique o boneco, com os meus parabéns pessoais pela continuidade e verve que está aguçadissima.
Este boneco é o nosso país. Leis que não são respeitadas, ou por mal feitas ou por não terem lógicas de implementação, o jeitinho como o exportámos para o Brasil e o dobrar da espinha, além da corrupção que é implicada na aceitação desse jeito.
E a produção artesanal que mantém a pouca economia sustentável que vamos tendo...
As palavras continuam a esconder-se debaixo dos seus significados, como lembra, sempre, a Alice...

Labels: ,

 
Sunday, November 28, 2010
 
E hoje venho aconcelhar o excelente documentário sobre o colapso da economia de casino, do mercado financeiro sem regras nem moral entregue a uns bonzos gananciosos e um sistema político contaminado por mais valias especulativas.
O #Inside Job# de Charles Ferguson (que é um Moore sério e sem palhaçadas...) traduzido, mal, por #A Verdade da Crise#, mostra-nos o interior, a formação e desenvolvimento da loucura do sistema desregulado e de uma economia sem regras, dita pelos próprios, ou por especialistas de crédito.
Os activos tóxicos são um dos fenomenos deste processo, que se deveria articular com a economia da droga e os seus anexos que são o tráfico de armas e o mercado do sexo e da marginalidade desses, e as lógicas de branqueamento de capitais que vão directamente ao sistema de re-seguros internacional e às manigâncias inter-bancárias.
Excelente filme!Mas só parte da istória!

Labels:

 
 
O fim do ano vai-se aproximando... tempo para pausas e novos projectos.
Enquanto o pensamento se di-verte acabo a #Peregrinação às Fontes# de Lanza del Vasto e vou ver/sentir ao Teatro Nacional a peça 1974 do Teatro Meridional.
Um exercício curioso de linguagem simbólica, de signos e corpos, de silêncios e gestos.
Bons actores, boa encenação ,,, o espectáculo tem um senão ,,, gente com menos de 50 anos fica sem perceber seja o que seja, porque é necessário criar significantes para os símbolos, as linguagens não verbais, o, os tempos destes diversos tempos.
A sala esta com a percentagem adequada de cotas...

Labels: ,

 
Friday, November 26, 2010
 
Fui ontem a um leilão no Palácio do Correio Velho e, embora já fosse a terceira vez que assisti a este comercio, julgo que foi a 1ª que licitei, rapidamente submerso por uma onda de alta de preço.
Foi uma tarde engraçada, com tranquilidade foram leiloados quase trezentos lotes de livros, de valor genericamente escasso e muito desigual.
O interesse foi o próprio leilão e a sua lógica de disputa suave.
Nos tempos de crise em que estamos mergulhados até nestes pequenos negócios se nota que o dinheiro não abunda, ou a velha teoria do valor não ajuda,,,
De resto foi um dia calmo em que as temperaturas começaram a descer e o Inverno se parece anunciar... com as iluminações do Natal, pobrezinhas, a espreitarem e a cidade a encher-se de pedintes ou pedantes...
Tempos difíceis, que não foram a leilão.
E ainda estive 26 minutos a pagar uma chamada para a ZON até ser esclarecido que não ressarcem os clientes pelo facto da empresa não disponibilizar serviços aos mesmos que os pagam durante 12 horas,,,até 24...
Paga e cala que a empresa nem tem ninguém, ninguém, a quem apresentar reclamações.
Infelizmente já sei, por experiência própria, que a ANACOM é de uma inutilidade a toda a prova.
O algodão não engana...

Labels: ,

 
Thursday, November 25, 2010
 
Por uma A8 em estado de sítio, do qual aliás nunca saíu (não sei como não há autoridade do Estado que cancele o pagamento de portagens) e com a escuridão destes fins de tarde quase fatal... fui e vim a Peniche e Caldas.
Jantar e almoço para rever amizades e escrita e uma tarde espectacular até ao frio a ver a aberta da esplanada do simpático 7ª Vaga.
Mais conversas e mais pensamento, entrecortado pela leitura do denso peregrinar #às Fontes# de Lanza del Vasto, agora editado em português pelas Edições Sempre-Em-Pé e pelo infátigável José Carlos Marques, que com todas as divergências que mantemos sabe que temos um fundo comum e um passado (s) nesse que continua.
Um livro que recomendo, num momento em que muitos falam de não-violência sem saber o que é, sem perceber a prática e a política, sem saberem o fundo desta.
Fundamental este livro que explora e analisa a sociedade indiana, nos traz magníficas páginas do contacto com Mahatma Gandhi do autor e uma viagem às fontes, que do conhecimento são muitas.
Regresso e continua a vida, passada uma pausa de utilidade quase nula...

Labels:

 
Monday, November 22, 2010
 
Hoje lembrei a Sophia, reli alguns poemas ao acaso:

«Flores»

Era preciso agradecer às flores
Terem guardado em si,
Límpida e pura,
Aquela promessa antiga
De uma manhã futura.

E entre afazeres vários e pensamentos muitos, construção do pensamento e torná-lo dominante na sucessão das palavras, ah as palavras que o transformam em poder, foi um dia cheio.
Instrui o meu advogado e amigo em relação à resposta a dar neste ponto ao que resta do processo do gang dos reisinhos (gang é uma palavra inglesa que quer dizer: um grupo de indivíduos que compartilham de uma identidade comum, o dicionário analógico vai ser muito útil...), depois fui exportelado de uma pequena fortuna por um arranjo do carro, e dei andamento a uma série de coisas de trabalho ou não.
Sendo que o convite foi da Fábrica do Braço de Prata, por falha desta acabo de cancelar a apresentação que iria fazer do #Navegar é Preciso# ou talvez adiar, logo se vê.
A crise vai chegar mais violenta que o suporamos, e não tenho dúvidas após ver a execução orçamental do ano em curso que vamos ter FMI aqui.
Já não tenho nada por adquirido...
 
Friday, November 19, 2010
 
De vários locais e, graças aos labrostes, também de Matosinhos recebo mensagens de felicitações e pedidos de esclarecimento sobre a continuação do processo que os denunciantes Reisinhos me puseram.
Para já vou iniciar as diligências para publicar em papel a parte dos textos escrevinhados, em Barrancos (onde resido e pago internet), que o Ministério Publico considerou como sendo "o meu legítimo direito de opinião", em jornal local de Matosinhos.

Toda a parte respeitante ao encontro da Aministia Internacional!, que desde já fica isenta de qualquer envolvimento na outra parte que também é de opinião, acerca da qual, nomeadamente, terei que informar em instrução porque é que considero os Reisinhos e o outro pessoas sem honra, nem dignidade e sem estrutura vertical, sendo que essa é claro a minha opinião e o meu direito constitucional.
Dados estes factos não limitarei a minha intervenção cívica, como era intenção destes denunciantes revesos.
Vamos ver o que passa, agora...

Labels:

 
Wednesday, November 17, 2010
 
Carta enviada por mim hoje à empresa, com ou sem fraque:

Ex.mos srs.
Intrum Justitia

Deve ser por rotina, embora com um tom cada vez mais cordial que pelo 3º ano consecutivo (e sempre baixando o montante) recebo a vossa carta de fim de ano referindo uma inexistente dívida que eu teria com a PT (com quem deixei de ter relações no século passado, conforme documento em minha posse).
Já coloquei a vossa empresa em tribunal por outros motivos (extorsão), que agora motivam estas cartas melancólicas.
Deixo aqui este registo, sem qualquer outro assunto e agora com a internet sem gastar mais um tostão.
Com os melhores votos e até para o ano,

Labels:

 
Monday, November 15, 2010
 

Hoje o coordenador do Movimento (violento e encapuçado) dos Verdes Eufémios, o já aqui mencionado Gualter Barbas publicou uma diatribe sobre a não violência, a violência a luta contra a NATO, os transgénicos, o seu pensamento politico, entre o guevarrismo e uma ideia nebulosa do Satyagraha, que para ele deve ser alguma planta comestível.
Claro que tem todo o direito de dizer o que pensa e juntar todos os ingredientes e cozinhá-los na sua Bimby, o que manifestamente não aceita bem é que discordem deles (em Cuba o seu ídolo Che mandava logo fuzilar quem se lhe opusesse) e lhe digam que não se podem misturar coisas diferentes, não se podem tirar ilações lineares, é um nonsense procurar construir castelos no ar sem prever a sua sustentabilidade.
Claro que este cavalheiro tem seguidores, que a esta hora estarão a encapuçar-se para agitarem o movimento contra a NATO (o que tenho que dizer acho um perfeito disparate, agora que os desafios mundiais requerem formas claras de organização armada das sociedades democráticas, e para estes transparência e controle politico) e outros agitados e agitadores que gostam do simplismo de análise como aquele em que ele concluiu que o aumento do número de portugueses contra os transgénicos se devem ao acto criminoso de que ele foi porta-voz. Pois tenho que dizer-lhe que na minha opinião seriam muitos, muitos mais se não houvera tal situação e se as campanhas de informação tivessem os melhores enfoques e linhas de intervenção claras.
Sobre os transgénicos e a patifaria de Silves já tive ocasião de me pronunciar várias vezes aqui.
Sobre o Gualter, e até registando-lhe algumas melhoras, também.
A NATO merece uma outra reflexão, que infelizmente não tenho tempo nem estímulo para desenvolver, dado que os debates que temos não tem capacidade de se aguentarem.
O movimento do Silas vai manifestar-se (com grande mágoa por já não terem o Pacto de Varsóvia para idolatrarem) e o seu entorno, incapaz de perceber o mundo que mudou.
Gente que vem de outras áreas continua também (com divergências significativas com o bloco soviético do Silas) a agitar-se com o reflexo pavloviano de é yanque mata! E sem perceber que o que importa é o caminho pelas, com as instituições e nessas defender valores e critérios transparentes e não abdicar dos direitos humanos em caso nenhum.
Tenho muitas dúvidas, reconheço que algumas vezes pensei antes do tempo e nem sempre as previsões que fiz se concretizaram.
O que não tenho é a varinha da verdade, essa deixo-a aos iluminados, ontem do Che, hoje do Gandhi, amanhã sabe-se lá do quê, ou de nada...

Labels: ,

 
Sunday, November 14, 2010
 


É um evento único, na junção dos cavalos e das suas gentes com simples traseuntes em busca de algum Karma.
Andar pelo meio das ruas cheias de mundo e sentir o focinho de um cavalo a pedir licença, ou passear pelas coudelarias e perceber a sensibilidade deste animal único que reconhece o som mas não o nome que tem, que reage a um carinho e percebe a intenção, que tem uma nobreza e um caracter único e que no fundo dos olhos parece ter um mundo são momentos para os albuns de recordações.

As tascas e o ambiente destas, cheias de cavalistas e outros aficionados do campo e da ruralidade onde entre a água pé, o abafadinho, a ginja, o copo de vinho, a castanha a tapa, as migas, o petisco se imagina o tempo, todo o tempo são outros momentos que ficam.

A Golegã voltará agora ao tempo sem tempo da sua calma, de vez em quando agitada por um galope ou a imaginação deste, acabada a feira, e enquanto não surge equinalmente outro evento a descansar entre a lezíria e o paul, entre a continuidade, a passo, a trote e galope e o seu futuro.

Labels: ,

 
Tuesday, November 09, 2010
 


Foto do vulcão Merapi em erupção, hoje na Indonésia, da Reuters

A partir deste site:
http://crisisoflife.net/
podem-se ver alguns excelentes "documentários" sobre biodiversidade e as formas como a vamos perdendo e o meios que podemos empregar para contrariar esse enorme cataclismo sobre a vida na Terra, e a humanidade.
Em breve voltarei ao tema

Labels:

 
 
Ausente em actividade profissional no norte do país não quero aqui deixar de convocar à presença e apoio amanhã a este importante evento.
A luta não violenta pelos direitos cívicos tem, continua a ter, em Aminetu Haidar uma das suas mais significativas representantes.
A luta do povo sahauri pelos seus direitos políticos é um empenho, contra a hipocrisia do domínio dos mercados e das lógicas nacionalistas destes.

Amanhã, dia 10 de Novembro, a activista saharaui dos Direitos Humanos, Aminetu Haidar, estará em Portugal para um debate a ter lugar no Salão Nobre da Reitoria da Universidade de Lisboa, pelas 18h30.
Um ano depois de ter sido expulsa da sua terra natal, o Sahara Ocidental, e de ter estado 32 dias em greve de fome, Aminetu Haidar vem a Portugal para contar a sua história.

Distinguida pela sua coragem na luta pelos Direitos Humanos no Sahara Ocidental, Aminetu Haidar recebeu em Novembro de 2009, em Nova Iorque, o Prémio Robert F. Kennedy, destinado a defensores dos Direitos Humanos que se distingam pela coragem e determinação, colocando em risco as suas próprias vidas. Ao regressar a El Aiun, capital do Sahara Ocidental, território ocupado por Marrocos, Aminetu é expulsa por ter escrito no impresso de fronteira que a sua nacionalidade é ‘saharaui’.
Após 32 dias de greve de fome, como forma de protesto, na aerogare de Lanzarote, nas Canárias, Aminetu pôde regressar a casa, tendo sido colocada em prisão domiciliária pela polícia marroquina.

Um ano depois, Aminetu Haidar está em Portugal para agradecer a todos os que se solidarizaram com a sua luta.

Labels: ,

 
Monday, November 08, 2010
 
Ontem ouvi os deuses no som cristalino de Jordi Savall e do notável conjunto de músicos que com ele superlotaram o grande auditório da Fundação Calouste Gulbenkian.
A junção de acordes, a flutuação de tempos destes e o infinito que se esvai no som que se segue transportam o pensamento à maior pureza.
Sublime, como só os deus podem aspirar.
A seguir fui até à Fabrica, para uma à muito prometida re-visita.
Agora uma soberba livraria acompanha os outros tempos e estados em que a cultura se diversifica.
O bom ambiente é o de sempre e fiquei honrado com o convite do meu amigo Nuno Nabais, para com o Nuno Farinha fazer uma apresentação do livro #Navegar é preciso# neste nosso espaço recuperado para a cultura de outros passados, e onde o futuro é sempre o dia.
Falámos de outras coisas, de outras culturas e abordei a experiência diferente, mas também valorizada por quem faz cidade (em Berlim) das Tacheles, espaço iconoclasta e do movimento alternativo, mas também da burguesia intelectual em terras teutónicas.
A Fábrica do Braço de Prata é hoje uma ilha de cultura e disponibilidade social e tempo na cidade de Lisboa.
Com um grãozinho de areia meu a iluminar a engrenagem que é feita de muito espírito e energias. Suaves também.

Labels: ,

 
Saturday, November 06, 2010
 
Portugal passou a ser uma Chinatown, com o Governo Civil de Lisboa de cócoras face ao Presidente Chinês.
A proibição da realização da manifestação da Amnistia Internacional (com despudor e canalhice designada como contra-manifestação pelo meu estimado António Galamba) pelo Governo Civil de Lisboa por ordens de Pequim, via Belém ou S.Bento, mostra que já somos uma colónia chinesa, o que deve encher de satisfação o PCP e os outros que viram a tal dívida soberana ser sugada pela potência ditatorial e execrável da Republica Popular da China (fantástico como os nomes não querem dizer nada!).
A China é o país que assassina cidadãos seus em maior número (nº 1 mundial na pena de morte!), é um país onde não há quaisquer liberdades públicas, onde o direito a ter opinião é punido com prisão (como os reisinhos gostariam que fosse em Portugal!), onde não há direito à greve ou à organização sindical, os direitos dos trabalhadores, do ambiente e a simples cidadania não tem a minima existência.
A China é um dos principais responsáveis pela crise do capitalismo financeiro, ao torpedear as leis do trabalho, fazer dumping social e não respeitar quaisquer códigos de produção que tenha a ver com a actualidade, e os direitos que nesta devem ser exercidos.
E não nos esqueçamos mantêm várias nacionalidades em regime de opressão colonial.
É dificil encontrar palavras para mostrar o asco que o politburo do Partido Comunista da China motiva, deve motivar a todas as almas puras e espíritos dignos.
E para classificar a posição do Governo Civil, aliás ela (de cocoras!) fala por si.
Haja vergonha.
Viva a China livre.

Labels:

 
Friday, November 05, 2010
 


Em Janeiro bebo vinho em Fevereiro como pão...
E no dia 23 de Janeiro, a não ser por motivo de compromissos impeditivos do exercício do voto ( e devo dizer que salvo duas vezes que votei na 1ª candidatura de Mário Soares, nunca votei nas presidenciais) irei votar em Fernando Nobre.
Estou certo que Cavaco Silva irá ficar entre os 55% e os 60% e portanto o objectivo principal das outras candidaturas é, devia ser o futuro.
Já aqui referi o meu desagrado com a lógica politica da candidatura de Manuel Alegre, pelo que não vou repetir. A do PCP nem merece comentário.
E sobre a de Fernando Nobre tenho a dizer que embora tenha manifestado o meu entusiasmo inicial e contactado dois altos responsáveis da candidatura (sem resposta!) o meu envolvimento é, e será certamente, nulo.
É unicamente na qualidade de votante desiludido com o rumo que tenho por errado, entendendo todavia e desde logo que o candidato a um lugar unipessoal deve ser ele a definir o rumo, que venho tecer alguns comentários.

A candidatura devia apontar o futuro, as próximas eleições presidenciais (2016 ou antes...) e fazer uma campanha muito afirmativa de um novo espaço politico, que se enquadra no que tem sido a actividade de Fernando Nobre (liberal, defensor dos direitos humanos, socialmente empenhado, humanista).
Julgo que face ao inevitável esboroar e afundar do P.S. e ao cada vez maior cassetismo do B.E. (foi triste ver o Francisco ontem na entrevista na RTP debitar cassete após cassete, embora hoje tenha acendido uma luz que é a atitude em relação à visita de Hu Jintao) é na área liberal de esquerda, que reúna o melhor desse espaço e potencie um novo paradigma e uma nova forma de organização para esse (fora de ilusões do tal Partido da Esquerda, condenado pelos ventos da história e do tempo e do modo).

Apostava, e desde logo refiro que era uma aposta sem ter qualquer contacto com Fernando Nobre, mas simplesmente uma intuição, que seria possível com esta candidatura catapultar um movimento de tipo novo, na estrutura, que bebesse nos princípios da democracia liberal, numa economia de mercado socialmente responsável e intransigente nos direitos civis e na autonomia dos cidadãos.
E que com o apoio desse Fernando Nobre se poderia constituir em referência para mudar a política e posicionar-se para um combate legislativo e uma nova candidatura presidencial ( em 2016 ou...antes).
Infelizmente o tempo para esse tempo tem-se qual areia esvaído da mão que o podia agarrar.
Vamos continuar a viver tempos tristes, dizei-me o que sentis e não o que tendes a dizer...

Nota:
Partilhei este pensamento com alguns amigos que de longa data me acompanham na coisa publica e com algumas pessoas do MLS que julgo, tendo corrigido impulsos de infância, se poderá afirmar, se não incorrer nas borbulhagens de adolescência, como um referente para um movimento politico de tipo novo.
Falei com outras pessoas com quem desenvolvo trabalho associativo.
De todos tive recepção e ... talvez se for assim...

Labels: ,

 
 

Hoje assistimos a outra palhaçada do chulo da Madeira.
Quer continuar a aproveitar a mama do Estado, ou melhor a sugar essa, como é tipico dos chulos.
Há muito que nos deviamos ter visto livres daquele lastro, sugador de recursos e violador de inúmeros direitos de cidadania, e que os vilões continuam a gratificar com o voto.
O afilhado do Dr. Agostinho, líder local do facho e que conheci bem..., devia ficar com o seu regime de colonia, independente do Continente e fora da Europa, que também gosta de chular.
E esse senhor, que é da laia dos reisinhos de Matosinhos, que vá ao dicionário; que esses não sabem o que é, mas eu explico: é um livro onde se explica o significado das palavras; antes de fazer os tribunais perder tempo a dirrimir as suas inanidades.
Este regime não tem emenda, ou melhor esta chulagem que se instalou nele não tem salva possível.
Nota: no Dicionário do Torrinha, Chulo - Ordinário, grosseiro, labroste, reisinho

Labels:

 
Thursday, November 04, 2010
 
Nunca é demais juntarmo-nos para fazer um pouco, porque muitos poucos são muitos.
Em defesa dos direitos humanos todos não somos muitos. E hoje ninguém pode dizer que não sabia, que não era com ele/a, que a China e o Arizona eram longe.
A China, e claro também o Arizona, são aqui, agora, sempre que houver ocasião de ouvir uma voz, um grito mesmo que esse seja todo o silêncio.
A minha estimada amiga, e empenhada até ao fundo da sua transparência e bondade da alma, Teresa Nogueira do Co-grupo da Amnistia Internacional sobre a China envia-me esta nota a que me associo de espírito, conjurando todos os que não quiserem que a mentira, a opressão, as iniquidades continuem a campear pela China (e o Arizona também)a estarem presentes e juntarem-se:

À manifestação em frente ao Mosteiro dos Jerónimos, no próximo sábado, dia 6 de Novembro, entre as 14h e as 18h 30mn, por ocasião da visita do Presidente da China, Hu Jintao.

Para chamar a atenção para os inúmeros detidos na República Popular da China, por delito de opinião.
E nessa pediremos, em cartazes e em abaixo-assinados, a libertação do Prémio Nobel da Paz 2010, Liu Xiaobo, e o fim da detenção domiciliária de sua mulher, Liu Xia. Também chamaremos a atenção para a situação de alguns outros prisioneiros presos e condenados por pedirem o fim da corrupção e o respeito pelos direitos humanos, entre os quais se contam um cineasta tibetano e um jornalista uigur.
Pediremos ainda, em abaixo - assinado que o cidadão português de etnia chinesa, Lau Fat Wei, residente em Macau e condenado à pena de morte em Cantão, tenha a sua pena comutada em pena de prisão.

Organização da Amnistia Internacional em colaboração com a União Budista Portuguesa e o Grupo de Apoio ao Tibete

Labels:

 
Wednesday, November 03, 2010
 


Depois de pausa volto à imersão nos papeis e actividades (recomendo, este ano com 3/4 optimas exposições, o Festival de BD da Amadora!) leio textos sobre população e biodiversidade, numa altura em que se parecem avizinhar tomadas de posição políticas menos más para a mesma...(Os quase 200 países participantes da Convenção sobre Diversidade Biológica em Nagoya, Japão, podem alcançar nas próximas horas um ambicioso pacto para proteger a biodiversidade, depois de concluído um princípio de acordo sobre a divisão dos lucros procedentes dos recursos genéticos do planeta.)
Nada é tão incerto como a manutenção da natureza viva...
Para que ela continue sem ser em fotografia, vamos a mais um esforço, cidadãos.

Labels: ,

 
 
Tinha já aqui estado, mas era outro.
Era outro também porque o mundo era outro... e a dividi-lo havia um muro e arame farpado e silêncio e ausência de tudo e da liberdade.
Estive detido e foi há quase à mais de 25 anos por desejar a liberdade também a leste...
Agora estive nesse, outro e vi o que não podia ver... retenho neste 1º texto uma missa notável no Dom, em que entrecortado com a voz firme das leituras pelo pastor (que surpreendido ficou com o meu elogio no cumprimento final...) Carl Piutti, Mendelssohn Bartholdy e Otto Nicolai encheram um espaço austero de sons de santidade e espírito.
Bonito, muito bonito.
Também lindo, lindo de morrer foi outra sessão, agora num templo de jazz (Acoustic Music & Jazzclub) em que Alexa Rodrian fez tudo e mais isso que a Maria João é capaz com uma voz sublime...
e... mais que essa voz, que só aos deuses segreda, foi a incredivel, inacreditável, espantástica, inenarrável: MonacoBagage.
Alguém devia trazé-los cá... um quarteto de actores/músicos/entertainers do outro mundo.
Alta qualidade de som e de morrer às lágrimas...

Irei, se o tempo de muito trabalho o permitir escrever sobre as tacheles, um espaço do outro mundo, onde a arte se sublima na estrutura que a envolve...
Irei falar da Berlim, da Berlim judaica e das suas memórias, do notável Museu Judaico, da Nova Sinagoga, dos locais da comunidade hoje espaços de luxo de fruição com memória, do Museu da História Alamã, da exposição sobre Hitler (só para alemães, infelizmente...)... dos museus dos muitos roubos, que não gostei, do Pergamon e dos outros que não vi... e do ambiente, da rua, das gentes.
Berlim, também, foi todo esse fascínio.

Labels: ,

 
civetta.buho@gmail.com

ARCHIVES
06/01/2003 - 07/01/2003 / 07/01/2003 - 08/01/2003 / 08/01/2003 - 09/01/2003 / 09/01/2003 - 10/01/2003 / 10/01/2003 - 11/01/2003 / 11/01/2003 - 12/01/2003 / 12/01/2003 - 01/01/2004 / 01/01/2004 - 02/01/2004 / 02/01/2004 - 03/01/2004 / 03/01/2004 - 04/01/2004 / 04/01/2004 - 05/01/2004 / 05/01/2004 - 06/01/2004 / 06/01/2004 - 07/01/2004 / 07/01/2004 - 08/01/2004 / 08/01/2004 - 09/01/2004 / 09/01/2004 - 10/01/2004 / 10/01/2004 - 11/01/2004 / 11/01/2004 - 12/01/2004 / 12/01/2004 - 01/01/2005 / 01/01/2005 - 02/01/2005 / 02/01/2005 - 03/01/2005 / 03/01/2005 - 04/01/2005 / 04/01/2005 - 05/01/2005 / 05/01/2005 - 06/01/2005 / 06/01/2005 - 07/01/2005 / 07/01/2005 - 08/01/2005 / 08/01/2005 - 09/01/2005 / 09/01/2005 - 10/01/2005 / 10/01/2005 - 11/01/2005 / 11/01/2005 - 12/01/2005 / 12/01/2005 - 01/01/2006 / 01/01/2006 - 02/01/2006 / 02/01/2006 - 03/01/2006 / 03/01/2006 - 04/01/2006 / 04/01/2006 - 05/01/2006 / 05/01/2006 - 06/01/2006 / 06/01/2006 - 07/01/2006 / 07/01/2006 - 08/01/2006 / 08/01/2006 - 09/01/2006 / 09/01/2006 - 10/01/2006 / 10/01/2006 - 11/01/2006 / 11/01/2006 - 12/01/2006 / 12/01/2006 - 01/01/2007 / 01/01/2007 - 02/01/2007 / 02/01/2007 - 03/01/2007 / 03/01/2007 - 04/01/2007 / 04/01/2007 - 05/01/2007 / 05/01/2007 - 06/01/2007 / 06/01/2007 - 07/01/2007 / 07/01/2007 - 08/01/2007 / 08/01/2007 - 09/01/2007 / 09/01/2007 - 10/01/2007 / 10/01/2007 - 11/01/2007 / 11/01/2007 - 12/01/2007 / 12/01/2007 - 01/01/2008 / 01/01/2008 - 02/01/2008 / 02/01/2008 - 03/01/2008 / 03/01/2008 - 04/01/2008 / 04/01/2008 - 05/01/2008 / 05/01/2008 - 06/01/2008 / 06/01/2008 - 07/01/2008 / 07/01/2008 - 08/01/2008 / 08/01/2008 - 09/01/2008 / 09/01/2008 - 10/01/2008 / 10/01/2008 - 11/01/2008 / 11/01/2008 - 12/01/2008 / 12/01/2008 - 01/01/2009 / 01/01/2009 - 02/01/2009 / 02/01/2009 - 03/01/2009 / 03/01/2009 - 04/01/2009 / 04/01/2009 - 05/01/2009 / 05/01/2009 - 06/01/2009 / 06/01/2009 - 07/01/2009 / 07/01/2009 - 08/01/2009 / 08/01/2009 - 09/01/2009 / 09/01/2009 - 10/01/2009 / 10/01/2009 - 11/01/2009 / 11/01/2009 - 12/01/2009 / 12/01/2009 - 01/01/2010 / 01/01/2010 - 02/01/2010 / 02/01/2010 - 03/01/2010 / 03/01/2010 - 04/01/2010 / 04/01/2010 - 05/01/2010 / 05/01/2010 - 06/01/2010 / 06/01/2010 - 07/01/2010 / 07/01/2010 - 08/01/2010 / 08/01/2010 - 09/01/2010 / 09/01/2010 - 10/01/2010 / 10/01/2010 - 11/01/2010 / 11/01/2010 - 12/01/2010 / 12/01/2010 - 01/01/2011 / 01/01/2011 - 02/01/2011 / 02/01/2011 - 03/01/2011 / 03/01/2011 - 04/01/2011 / 04/01/2011 - 05/01/2011 / 05/01/2011 - 06/01/2011 / 06/01/2011 - 07/01/2011 / 07/01/2011 - 08/01/2011 / 08/01/2011 - 09/01/2011 / 09/01/2011 - 10/01/2011 / 10/01/2011 - 11/01/2011 / 11/01/2011 - 12/01/2011 / 12/01/2011 - 01/01/2012 / 01/01/2012 - 02/01/2012 / 02/01/2012 - 03/01/2012 / 03/01/2012 - 04/01/2012 / 04/01/2012 - 05/01/2012 / 05/01/2012 - 06/01/2012 / 06/01/2012 - 07/01/2012 / 07/01/2012 - 08/01/2012 / 08/01/2012 - 09/01/2012 / 09/01/2012 - 10/01/2012 / 10/01/2012 - 11/01/2012 / 11/01/2012 - 12/01/2012 / 12/01/2012 - 01/01/2013 / 01/01/2013 - 02/01/2013 / 02/01/2013 - 03/01/2013 / 03/01/2013 - 04/01/2013 / 04/01/2013 - 05/01/2013 / 05/01/2013 - 06/01/2013 / 06/01/2013 - 07/01/2013 / 07/01/2013 - 08/01/2013 / 08/01/2013 - 09/01/2013 / 09/01/2013 - 10/01/2013 / 10/01/2013 - 11/01/2013 / 11/01/2013 - 12/01/2013 / 12/01/2013 - 01/01/2014 / 01/01/2014 - 02/01/2014 / 02/01/2014 - 03/01/2014 / 03/01/2014 - 04/01/2014 / 04/01/2014 - 05/01/2014 / 05/01/2014 - 06/01/2014 / 06/01/2014 - 07/01/2014 / 07/01/2014 - 08/01/2014 / 08/01/2014 - 09/01/2014 / 09/01/2014 - 10/01/2014 / 10/01/2014 - 11/01/2014 / 11/01/2014 - 12/01/2014 / 12/01/2014 - 01/01/2015 / 01/01/2015 - 02/01/2015 / 02/01/2015 - 03/01/2015 / 03/01/2015 - 04/01/2015 / 04/01/2015 - 05/01/2015 / 05/01/2015 - 06/01/2015 / 06/01/2015 - 07/01/2015 / 07/01/2015 - 08/01/2015 / 08/01/2015 - 09/01/2015 / 09/01/2015 - 10/01/2015 / 10/01/2015 - 11/01/2015 / 11/01/2015 - 12/01/2015 / 12/01/2015 - 01/01/2016 / 01/01/2016 - 02/01/2016 / 02/01/2016 - 03/01/2016 / 03/01/2016 - 04/01/2016 / 04/01/2016 - 05/01/2016 / 05/01/2016 - 06/01/2016 / 06/01/2016 - 07/01/2016 / 07/01/2016 - 08/01/2016 / 08/01/2016 - 09/01/2016 / 09/01/2016 - 10/01/2016 / 10/01/2016 - 11/01/2016 / 11/01/2016 - 12/01/2016 / 12/01/2016 - 01/01/2017 / 01/01/2017 - 02/01/2017 / 02/01/2017 - 03/01/2017 / 03/01/2017 - 04/01/2017 / 04/01/2017 - 05/01/2017 / 05/01/2017 - 06/01/2017 / 06/01/2017 - 07/01/2017 / 07/01/2017 - 08/01/2017 /


Powered by Blogger