insignificante
Tuesday, June 28, 2005
 
Telefonemas, troca de mails, novos telefonemas, esperas, novos telefonemas, confusões, troca de mails. E tudo recomeça, num ciclo.
A produtividade nacional,mesma em empresas funcionais está reduzida por este ciclo vicioso de burocracias e constrangimentos.
Voltei a esta dita, que é dura e desgata os neurónios.
Seremos todos filosofos ignorantes?µ
 
Sunday, June 26, 2005
 
A busca de um desenho do mundo, a busca do mundo da palavra nesse desenho, a busca dos Atlas Furtivos que existem no mundo, que fazem o mundo é o que faz o mundo.
A história é a história do conhecimento e das paisagens que o moldam,
Um conto do Umberto Eco, o cartografo que fazia o mundo na cartografia, como a mão do Escher, iluminam a minha leitura do Atlas Furtivo, do catalão A. Bosch, com o Blake e o outro Bosch a ilustrá-lo.
Talvez sejamos todos errantes.
Talvez não haja lugar no mapa que não seja inventado. A todo o tempo.
 
Saturday, June 25, 2005
 
Ontem concluí a Expulsão do Paraíso, de R.Menasse.
O desfilar de memórias (será que elas vão em passerelle ou de lingerie?) foi-me recordando antigas vidas, pasados outros, que, nós judeus errantes vivemos.
A memória só funcionará num sentido? E o futuro não será também passado?
Sei que vou sempre ouvir o cântico que irrompeu nas celas do Governo Civil de Pamplona ás 6 da tarde, que vou estar em Montepellier a dormir com o gato, e à boleia a caminho de Berna.
Sei que nada do que aconteceu é passado pois tudo é presente e tudo futuro.
 
Thursday, June 23, 2005
 
A herança da memória é um traço de união de vários passados.
A procura, o esgravatar desses, a sua interpretação e continuidade são, quando resultante de investigação e trabalho sobre esta ou seja interpretação, um elento distintivo dessa..
A memória é uma construção do passado no tempo presente e um elemento que transporta esse para o futuro.
As minhas memórias de infância são habitadas pelos retratos dos bisavós, pintados pela tinta densa do tio Mário, que era presença também no retrato da minha avó (quando eu ainda não compreendia a separação entre o retrato, a pintura e a pessoa retratada).
Um camarote de teatro e a história bizarra e divertida que o acompanhava, (o escupir propositado sobre uma gola de goma!) foram outro dos mistérios que me acompanharam. Aí identifiquei uma geração. Por aí gostava de passear com o meu avô, o irmão generoso que tão mal ficou na fotografia, muito por culpa da transliteração acrítica do Jorge Segurado.
Mas o que me extasiava, para além da compreensão, era a Fuga. Com os oleos a estalar e o ardor imenso que saí dela deixava-me horas a olhá-la no escritório do meu avô.
A minha mãe ofertou o espólio do tio à Gulbenkian e quando o meu infortunado primo, herdeiro do génio de da coreia, fez 18 anos ofereceu-lhe o quadro. Que hoje após uma recuperação lamentável, que lhe tirou toda a profundidade e lhe destruiu muita da magia está no Centro de Arte Moderna.
O tio Mário continua cheio de memórias na minha herança e de histórias nunca contadas.
Histórias que bordejaram um filme, estão parcialmente no catálogo da excelente exposição que o Museu do Chiado sobre ele organizou, e agora, com o que penso ser uma mais valia de alta qualidade, que é a interpretação e cotejamento da lógica pictórica e estilos, outros artistas nestes, com estes, num delicioso livro que é anexo e independente de alguns jornais.
Mário Eloy, visto e escrito por Helena Vasconcelos, é mais um marco na construção desta, destas memórias.
Nelas fica um olhar e um sorriso.

 
Tuesday, June 21, 2005
 
O nível da actividade política desceu a patamares nunca vistos, e os personagens que a concretizam estão abaixo de cão.
Todo o mundo diz que quem espancava regularmente a ex-mulher e não deve ser bom promotor de vídeos de família.
Todo o mundo diz que não é para perder peso que se vai para clínicas de desintoxicação nos Estados Unidos.
A hipocrisia tem limites e a coerência deve ter algum valor.
Claro que ninguém liga nenhuma.Tudo passa, nada fica.
Infelizmente este país está nas mãos de cloaquistas. Vamos ver se não se transformava numa imensa cloaca!
 
Monday, June 20, 2005
 
A memória é uma reconstrução do passado e nesse uma parte de reinvenção de junção de falsas memórias ou de memórias outras subtilmente vai destronando a realidade. Fica a ficção que é toda a memória da história, das estórias que fazem esta.
Comecei a ler um livro sobre as memórias do tempo, escrito com as palavras do trepidar desse sobre o fundo dos sentidos e por onde perpassam os anos da herança.
A Expulsão do Inferno é o livro onde se cruzam heranças e se juntam memórias. Todas fazem parte de mim. Todas são o judeu errante em busca do tempo. Do seu, do meu.o
 
Sunday, June 19, 2005
 
Por entre o torvelinho da vida assisti a um excelente filme/documentário de Fernando Trueba, O Milagre do Candeal.
Sobre o músico Carlinhos Brown (o nome é um programa) e a comunidade do Candeal.
Não há por aqui ditadores ou outros Bukarines. Há gente que toma o seu destino em mãos, contra os iluminados e as suas teorias. Contra a classe operária e os seus proceres.
A gente vive, sonha e constrói!
 
Tuesday, June 14, 2005
 
Hoje fui a um lançamento na Mãe de Àgua.
Um livro ligeiro, da Sofia (que estava com um lilaz fantasticamente ligeiro), sobre um tema também ligeiro.
O sítio é espectacular.
A fauna do vulgar, passando pelo labroste social, ao confetti.
Meia dúzia com quem se podia conversar sem ser de caras.
Um fim de tarde esmorrecido e merecido...
 
 
Ontem estive a ler uma interessante polémica entre um trosko/stalinista e um conselhista (ou marxista libertário).
Fantástico como (faz lembrar o Cunhal que nunca renegou o Stalin) como há ainda quem defenda o exterminador dos soviets camponeses da Ucrânia ou de Cronstad ou o vulgarizador Mandel (que dizia que nas republicos sovieticas a teoria do valor não se aplicava! e que o capitalismo selvagem de estado era só um degenerescência).
Recuperar o passado é também ler os históricos Luxemburgo, Pannekoek, Castoridiadis, Betteleim, que sempre denunciaram os Troskis e Lenins ou Stalins.
Estes debates(hoje meramente teoricos) acabaram com o socialismo real (hoje peça de museu e excrecência da história) e deveriam servir para quem procura novos caminhos. Há quem continue a seguir profetas...
Eu, judeu errante.
 
Monday, June 13, 2005
 
Tenho uma memória vaporosa, discordo de nomes, pessoas, acontecimentos.
Re-cordo invenções ou re-criações.
Penso que Hegel tem,teve, razão. A realidade só existe no discurso da realidade e o tempo só existe no tempo que passa e foi.
Dis-cordo das memórias que tenho porque não a re-cordo.
Re-invento a realidade no tempo que fica enquanto passa.
Estou a bazar ou será isto da ganza?e
 
 
Nestes dias de dolce fare niente descansei o corpo e recauchutei o espírito.
Comecei a ler um terço do "Labirinto Espanhol", do Gerald Brenan, que devia ser obrigatório nas escolas nacionais porque fala de nós, li duas recolhas do Umberto Eco, sobre a linguagem e o poder e um magnifico texto de Ortega y Gasset sobre a caça e a humanidade.
Também li um curioso livro brasileiro sobre o caráter lúdico egucativo, formativo de brincar, com algumas brincadeiras pelo meio.
Despachei correspondência acumulada e enviei uns trabalhitos concluídos recentemente à patronal.
Fui à Feira do Livro, que este ano estava espaçosa e agradável e ao IKEA (que alguém tome nota que não passam facturas das vendas, a não ser por um processo que dissuade qualquer um!) comprar um Wok (sobre o qual li uns textos também nestes dias).
Ainda pensei deslocar-me ao velório do General (cumprimentar a Mª João) mas nestas alturas os abutres abundam nessas paragens. Assim como agora esvoaçam sobre o vate Andrade ou o Cunhal.
Que o peso da terra lhe dimensione adequadamente as vidas!
 
Friday, June 10, 2005
 
Fui ver o mar e comer um sargo escalado com uns percebes espectaculares a abrir no excelente restaurante da arriba das Azenhas do Mar.
Terminei a história de Gracia Mendes (a história vale mas o livro que a conta está mal escrito e cheio de confusões cronológicas e alguns disparates), a memória não se pode apagar, acendo o meu candelabro de sete braços, o menorah que me acompanha.
Resgato as culpas, as minhas e as outras que envergonham quem de elas é responsável.
E como diz o Garcia Marquez (descendente de judeus) " no extremo sul da Argentina,
ventos do pólo levaram pelos ares um circo inteiro. No dia seguinte, os pescadores apanharam nas suas redes cadáveres de leões e de girafas."
Os cadáveres do comunismo, do nazismo nas suas quaisquer formas não podem ser esquecidos.
Nunca mais.i
 
Thursday, June 09, 2005
 
Conclui um trabalho depois de uma manhã longa. Li um curioso livro do Leonardo Boff "A àguia e a galinha" e a "história" de Gracia Mendes, que é um interessante levantamento da errância das famílias judias nos tempos do incio da Inquisição.
E lembrei-me que ontem fui, com desprezo chamado por um defensor da burka de "judeu fascista".
O espírito ditatorial começa quando se defende um atropelo que seja ao direito. É claro que os defensores dos massacres de Cronstad e do chefe dos pelotões de fusilamento de Cuba gostavam que os talibãs dominassem...
Pois tenho que confessar que prefiro 1000 vezes o Bush ao BinLaden....j
 
 
Viagens, reuniões, trabalho, relatórios, produção. Calor, muito calor, e no Alentejo esse arde suave pelas tardes paradas.
Voltei a Lisboa ontem e fui ao 1º de Maio, onde se continua sem o Santos a comer bem.
Depois, vítimados por alcóol que não conseguem assimilar assisti num bar que nem sei o nome ao troskismo no seu "melhor" a discutir com a racionalidade turvada.
Saíram os dois porta fora a racionalidade 1º, porque turvada, o troskismo depois certamente em busca do "chador" que agora apoia!
Fiquei sózinho, a pagar a despesa, a percorrer os sentidos e olhares das mesas em redor.
A bebericar mais um Jameson.
Há gente que devia ser inibida de beber... r
 
Sunday, June 05, 2005
 
Ontem fui jantar ao Shalimar, um dos bons restaurantes indianos de Lisboa.
Em torno do tacho prossegue nas conversas que acompanham as comidas, no conhecimento que se inventa a cada momento e continua.
Hoje uma longa tarde de tertúlia amistosa. Desta vez não houve tema de confronto, pelo que a tarde passou suave ao som dos risos e das angústias que esses encerram.
No final o Toquinho, o Chico, o Caetano, o Gil e Saravá, para ele o velho Vinicius.
Todos estão com nós e as história que vivem na estória que passamos.
 
Friday, June 03, 2005
 
O não nos referenduns é a prova que falta europa à Europa. A construção europeia tem caminhado por caminhos tortuosos e a falta de transparência e o inquinamento do processo do tratado conduziram-nos a uma crise de amadurecimento grave.
É minha convicçao que o retrocesso aos estados-nações é um passo atrás gravissimo, pelo que a maior celeridade nas ratificações e um aprofundamento da integração que resulte dum maior empenho do Parlamento Europeu, que abra um processo de avanço constutucional é a melhor solução para esta crise.
Que também mostrou a língua de pau em que se converteu a discussão política e a pornografia que é a marmelada entre extremos políticos, todos juntos. Todos contra o futuro.
u
 
civetta.buho@gmail.com

ARCHIVES
06/01/2003 - 07/01/2003 / 07/01/2003 - 08/01/2003 / 08/01/2003 - 09/01/2003 / 09/01/2003 - 10/01/2003 / 10/01/2003 - 11/01/2003 / 11/01/2003 - 12/01/2003 / 12/01/2003 - 01/01/2004 / 01/01/2004 - 02/01/2004 / 02/01/2004 - 03/01/2004 / 03/01/2004 - 04/01/2004 / 04/01/2004 - 05/01/2004 / 05/01/2004 - 06/01/2004 / 06/01/2004 - 07/01/2004 / 07/01/2004 - 08/01/2004 / 08/01/2004 - 09/01/2004 / 09/01/2004 - 10/01/2004 / 10/01/2004 - 11/01/2004 / 11/01/2004 - 12/01/2004 / 12/01/2004 - 01/01/2005 / 01/01/2005 - 02/01/2005 / 02/01/2005 - 03/01/2005 / 03/01/2005 - 04/01/2005 / 04/01/2005 - 05/01/2005 / 05/01/2005 - 06/01/2005 / 06/01/2005 - 07/01/2005 / 07/01/2005 - 08/01/2005 / 08/01/2005 - 09/01/2005 / 09/01/2005 - 10/01/2005 / 10/01/2005 - 11/01/2005 / 11/01/2005 - 12/01/2005 / 12/01/2005 - 01/01/2006 / 01/01/2006 - 02/01/2006 / 02/01/2006 - 03/01/2006 / 03/01/2006 - 04/01/2006 / 04/01/2006 - 05/01/2006 / 05/01/2006 - 06/01/2006 / 06/01/2006 - 07/01/2006 / 07/01/2006 - 08/01/2006 / 08/01/2006 - 09/01/2006 / 09/01/2006 - 10/01/2006 / 10/01/2006 - 11/01/2006 / 11/01/2006 - 12/01/2006 / 12/01/2006 - 01/01/2007 / 01/01/2007 - 02/01/2007 / 02/01/2007 - 03/01/2007 / 03/01/2007 - 04/01/2007 / 04/01/2007 - 05/01/2007 / 05/01/2007 - 06/01/2007 / 06/01/2007 - 07/01/2007 / 07/01/2007 - 08/01/2007 / 08/01/2007 - 09/01/2007 / 09/01/2007 - 10/01/2007 / 10/01/2007 - 11/01/2007 / 11/01/2007 - 12/01/2007 / 12/01/2007 - 01/01/2008 / 01/01/2008 - 02/01/2008 / 02/01/2008 - 03/01/2008 / 03/01/2008 - 04/01/2008 / 04/01/2008 - 05/01/2008 / 05/01/2008 - 06/01/2008 / 06/01/2008 - 07/01/2008 / 07/01/2008 - 08/01/2008 / 08/01/2008 - 09/01/2008 / 09/01/2008 - 10/01/2008 / 10/01/2008 - 11/01/2008 / 11/01/2008 - 12/01/2008 / 12/01/2008 - 01/01/2009 / 01/01/2009 - 02/01/2009 / 02/01/2009 - 03/01/2009 / 03/01/2009 - 04/01/2009 / 04/01/2009 - 05/01/2009 / 05/01/2009 - 06/01/2009 / 06/01/2009 - 07/01/2009 / 07/01/2009 - 08/01/2009 / 08/01/2009 - 09/01/2009 / 09/01/2009 - 10/01/2009 / 10/01/2009 - 11/01/2009 / 11/01/2009 - 12/01/2009 / 12/01/2009 - 01/01/2010 / 01/01/2010 - 02/01/2010 / 02/01/2010 - 03/01/2010 / 03/01/2010 - 04/01/2010 / 04/01/2010 - 05/01/2010 / 05/01/2010 - 06/01/2010 / 06/01/2010 - 07/01/2010 / 07/01/2010 - 08/01/2010 / 08/01/2010 - 09/01/2010 / 09/01/2010 - 10/01/2010 / 10/01/2010 - 11/01/2010 / 11/01/2010 - 12/01/2010 / 12/01/2010 - 01/01/2011 / 01/01/2011 - 02/01/2011 / 02/01/2011 - 03/01/2011 / 03/01/2011 - 04/01/2011 / 04/01/2011 - 05/01/2011 / 05/01/2011 - 06/01/2011 / 06/01/2011 - 07/01/2011 / 07/01/2011 - 08/01/2011 / 08/01/2011 - 09/01/2011 / 09/01/2011 - 10/01/2011 / 10/01/2011 - 11/01/2011 / 11/01/2011 - 12/01/2011 / 12/01/2011 - 01/01/2012 / 01/01/2012 - 02/01/2012 / 02/01/2012 - 03/01/2012 / 03/01/2012 - 04/01/2012 / 04/01/2012 - 05/01/2012 / 05/01/2012 - 06/01/2012 / 06/01/2012 - 07/01/2012 / 07/01/2012 - 08/01/2012 / 08/01/2012 - 09/01/2012 / 09/01/2012 - 10/01/2012 / 10/01/2012 - 11/01/2012 / 11/01/2012 - 12/01/2012 / 12/01/2012 - 01/01/2013 / 01/01/2013 - 02/01/2013 / 02/01/2013 - 03/01/2013 / 03/01/2013 - 04/01/2013 / 04/01/2013 - 05/01/2013 / 05/01/2013 - 06/01/2013 / 06/01/2013 - 07/01/2013 / 07/01/2013 - 08/01/2013 / 08/01/2013 - 09/01/2013 / 09/01/2013 - 10/01/2013 / 10/01/2013 - 11/01/2013 / 11/01/2013 - 12/01/2013 / 12/01/2013 - 01/01/2014 / 01/01/2014 - 02/01/2014 / 02/01/2014 - 03/01/2014 / 03/01/2014 - 04/01/2014 / 04/01/2014 - 05/01/2014 / 05/01/2014 - 06/01/2014 / 06/01/2014 - 07/01/2014 / 07/01/2014 - 08/01/2014 / 08/01/2014 - 09/01/2014 / 09/01/2014 - 10/01/2014 / 10/01/2014 - 11/01/2014 / 11/01/2014 - 12/01/2014 / 12/01/2014 - 01/01/2015 / 01/01/2015 - 02/01/2015 / 02/01/2015 - 03/01/2015 / 03/01/2015 - 04/01/2015 / 04/01/2015 - 05/01/2015 / 05/01/2015 - 06/01/2015 / 06/01/2015 - 07/01/2015 / 07/01/2015 - 08/01/2015 / 08/01/2015 - 09/01/2015 / 09/01/2015 - 10/01/2015 / 10/01/2015 - 11/01/2015 / 11/01/2015 - 12/01/2015 / 12/01/2015 - 01/01/2016 / 01/01/2016 - 02/01/2016 / 02/01/2016 - 03/01/2016 / 03/01/2016 - 04/01/2016 / 04/01/2016 - 05/01/2016 / 05/01/2016 - 06/01/2016 / 06/01/2016 - 07/01/2016 / 07/01/2016 - 08/01/2016 / 08/01/2016 - 09/01/2016 / 09/01/2016 - 10/01/2016 / 10/01/2016 - 11/01/2016 / 11/01/2016 - 12/01/2016 / 12/01/2016 - 01/01/2017 / 01/01/2017 - 02/01/2017 / 02/01/2017 - 03/01/2017 / 03/01/2017 - 04/01/2017 / 04/01/2017 - 05/01/2017 / 05/01/2017 - 06/01/2017 / 06/01/2017 - 07/01/2017 / 07/01/2017 - 08/01/2017 /


Powered by Blogger