insignificante
Saturday, July 24, 2004
 
O tempo, o tempo passa. Nós passamos no tempo. Não há formas de reviver o passado, e a recordação deste, dos momentos, de momentos desse nunca é senão uma ilusão como o guardar a água que corre na palma da mão. E se todo o passado foge e deste, neste construímos ou tantas vezes reinventamos realidades, é porque no presente temos a incerteza da vida. Quem sabe de amanhã?

 
Friday, July 23, 2004
 
Do fundo da alma soam as cordas da guitarra. Da guitarra que era parte do Carlos Paredes. Do fundo de todas as memórias ecoa o dedilhar, o sentimento só um com o instrumento. Nunca mais se ouvirá. Para sempre se ouvirá. Sempre.
E para sempre ficará, também, uma voz, que também enviava cartas que seriam lidas ou não pelos poderes. A voz rouca de Regianni talvez acompanhe, agora, o som sem tempo de Paredes,
 
Thursday, July 22, 2004
 
Parece que vivemos numa palhaçada com o bonzo a aparecer diariamente a dizer umas vacuidades e a dar uns palpites. Deve ser isso que ele pensa que é ser primeiro ministro: Cada vez que abre a baca diz uma asneira, que logo os médias bebem sofregamente, sem qualquer reflexão ou um minímo de inteligência.
E agora com as peixeiras juntas no governo (força, raparigas...) este país aproxima-se do circo.
Que ainda nos enviará o seu maioral da Madeira para apertar o laço.
O laço que nos afoga no vazio.
e
 
Wednesday, July 21, 2004
 
Vi-o em Madrid. Explicou com o corpo a festa brava melhor que ninguém, talvez em memória de Mañolete, talvez porque ele também foi torreiro. E, também, a intensidade da paixão e dos sentimentos todos que são essa.
Chorrei no final quando a sala do Teatro Nacional irrompeu em aplausos catatónicos.
Recordo que continuámos a emoção no Botin mas da conversa só lembro os olhos cheios do António.
Quem assim vive não morre, António Gades.o
 
Monday, July 19, 2004
 
A guerra continua no Iraque. Todos os dias morrem dezenas de civis. Todos os dias morrem mais de dois soldados americanos. Só em julho já morreram 40. A continuar assim vai ser pior, muito pior que o Vietname.
Lá também tinham um governo fantoche e continuavam a morrer.
O povo americano não sabe o que se passa (ver: http://icasualties.org/oif/).
E não sabe que o titere dos states é um assassino. Os jornais agora entretidos com o conflito interno entre os marretas (Bush e Kerry) silenciam o mundo.
Pobre mundo...e
 
 
Hoje explicava a razão da revota palestina, também contra o nepotismo de Yasser Arafat, num pequeno círculo e fui buscar as origens desse, no outro.

Falar do que não se sabe…

Vemos muito por aí. Distorcendo os factos, modificando ou adulterando a história. Reinventando-a.
Verdade seja dita que a história, embora feita de sucessões de factos e elementos que ficam registados, embora seja construída de memórias verificáveis por documentos escritos ou transmitidos pelas continuidades é um terreno fértil para reconstruções e leituras diversas.
Algumas para servirem para justificar políticas ou servirem de alicerce a ideologias ou ser base para lógicas de poder.
O Pacto germano-soviético e a destruição do exército polaco, a história do gueto de Varsóvia, todo o imbróglio em torno da ex-Jugoslávia e dos Balcãs, o próprio 11 de Setembro, o "Livro dos Sábios de Sião" , o "Mein Kampf" ou a Bíblia ou o "Manifesto Comunista", todos eles factos ou registos tem, são susceptíveis de diferentes leituras, e todas elas capazes de lógica, e de diversas interpretações.
Assim como a hoje propagandeada história de Israel.
Israel é uma criação, a última grande criação, do colonialismo. De um colonialismo com má consciência. Com a má consciência do Holocausto. De um colonialismo que tendo hesitado em criar o Estado (atenção que não a nação…que essa continua a ser, a ter um registo meramente religioso) de Israel na Argentina (pelas Pampas) ou em Angola (pelo Sul Ovibumdo) acabou por colocá-lo nas terras de uns derrotados da IIª guerra, nas terras Árabes da Palestina. Esta é a história. Estes são os factos.
A esses sucedem-se até 1948, e na sequência de selvagens acções terroristas que a guerrilha sionista levou a cabo e que passaram pelo arrasar completo de inúmeras aldeias e vilas árabes, e em 1948 à proclamação do Estado de Israel em território colonizado a partir de fora, por estrangeiros completamente desenraizados de qualquer ligação a esta terra, mas com o sentimento religioso milenarista, os primeiros conflitos raciais nesta zona.
Sendo que pela primeira vez desde as cruzadas é a lógica da religião que justifica a guerra (não foram os árabes que iniciaram os ataques suicidas nem que deram os primeiros tiros desta nova guerra religiosa), o Estado de Israel surge e afirma-se por motivos religiosos. E nada mais.
Desde então até aos dias de hoje é com base da Teocracia ( e não democracia) que se vive em Israel. E hoje com a lógica do Povo Eleito, que é inspiração de alguns dos principais partidos que governam Israel. Ora se uns são eleitos ou outros só podem … não o ser.
É claro que esta é a história, estes são os factos indesmentíveis, embora admita contraponíveis a outros factos.
O que vemos no Médio Oriente hoje em dia é uma guerra religiosa, por um território "vital". Todos estamos recordados do que isso quer dizer.
Em próximo texto continuarei esta história para o futuro. Ou a esperança de algum futuro.

n
 
Sunday, July 18, 2004
 
O tempo vai passando e a vida acontecendo inesperada, por esse.
No voar da borboleta está todo o universo, nenhuma lei da física o pode desmentir porque antes não houve nada e depois tão pouco.d
 
Saturday, July 17, 2004
 
Talvez desde o Bokassa que o horror não chegava a este ponto. O primeiro-ministro (a marionete dos USA) iraquiano 6 dias antes de tomar posse (lhe darem, no dia que entederam um simulacro de poder) matou ou melhor assasinou a sangue frio, na modalidade chinesa imagino, com um tiro na nuca 6 (pelo menos) prisioneiros de guerra.
Talvez o objectivo democracia no Iraque nunca tenha sido tão claro.
 
Friday, July 16, 2004
 
Agora parece que vai ser o Dr. Nobre Guedes.
O mau hábito nacional de colocar em pastas onde é necessária competência técnica, para além da capacidade política continua a ter uma particular tendência para se consubstanciar no Ambiente.
Penso que à partida o Dr. Nobre Guedes é a personagem mais desadequada para o lugar. É que para além da única competência política que tem ser a de ser (o que na contra-informação, que o conhece bem, é soberdamente retratado) a voz do amo, é ou melhor tem sido profissionalmente (ele ou o seu escritório!) defensor de inúmeros casos contra o ambiente e a cidadania. Sendo ele próprio um expoente de um movimento contra essa e os direitos civis.
E ainda hà quem ache exagerado o Ai Portugal, Portugal…
È preciso que não nos calemos, porque isso também é cidadania e intervenção política.

C
 
Wednesday, July 14, 2004
 
Imerso num curso de formação a auxiliares educativos vejo a agitação sem sentido da política pelo canto do olho e constato que o povo diz, como Mário Soares ontem referiu, -que eles são todos iguais e não podemos acreditar neles.
a) Veja-se o surealismo de Gondomar (os agentes que apanharam o Major foram à vida, o juiz é filhote de um afilhado...)
b) O escandalo da CML, com o apoio inenarrável de Vital Moreira, então há dois pesos e duas medidas neste país? A lei não diz (sem definir excepções!) que perde o mandato quem se ausenta (seja porque motivo for!) mais de um ano?
E a legitimidade? Ou será que não votamos (mal quanto a mim que devia ser eleito por Assembleia) no Presidente da Câmara?
c) O afundar do P.S. onde o único capaz não se quer vir meter num ninho de lacraus ( e bem porque ia ser comido vivo!) e onde Socrates, Seguros, Coelhos e Coelhos eximem a sua incapacidade e ideias (nenhumas)
d) Os fogos que voltaram e com eles o disparate que é ver um incendiário atrás de cada um, sem perceber que há calor e há florestas prontas a arder por má gestão ( ou ausência total dessa) há mato por todo o lado e o pinheiro...pois o pinheiro arde...
Ai Portugal, Portugal...
 
Saturday, July 10, 2004
 
Talvez pensando que o regabofe que se anuncia já chegou, talvez pensando que os cidadãos não conhecem os seus direitos...tive que apresentar hoje queixa ao Comando Metropolitano de um funcionário, do mesmo.

Aí vai parte dessa:

"Ao director do
Comando Metropolitano de Lisboa da P.S.P.

Ex.mo Sr.

Venho apresentar uma reclamação do serviço de atendimento 112.
Sábado dia 10 entre as 16.30 e as a6.45 liguei por duas vezes a participar uma grave, gravíssima situação na estrada Marginal ente Cascais e Oeiras.
Uma coluna compacta de motoretas Vespas deslocava-se nesse sentido cometendo um sem número de infracções e pondo em risco a sua integridade e a dos veículos que se deslocavam nessa direcção.
Liguei duas vezes e das duas vezes um funcionário, que se recusou identificar desligou-me o telefone, no ouvido.
Sei que teem registos, pelo que solicito que chamem a atenção desse senhor, a quem pago o ordenado, com os meus impostos."
 
Friday, July 09, 2004
 
Só quem não conhece o Presidente Sampaio (e aqui já o tinha referido várias vezes) esperava outra decisão. O Dr. Ferro Rodrigues por exemplo. E fez bem ir-se embora, na linha do seu amigo Guterres....
O país agora volta à anormalidade...
Talvez seja altura de começar a varridela no P.S. e dar-lhe coerência....¥
 
Wednesday, July 07, 2004
 
O mundo volta ao pulsar normal. Que é também o da insanidade que parece tolher o pensamento político nacional.
Estou convencido que o PSL vai ser nomeado 1º ministro. Penso que daí devem resultar eleições na CML. Estou convencido que só assim a normalidade político- constitucional será respeitada. E isto apesar de PSL nesse cargo seja a minha preparação para emigrar. O sistema político é o que é e o populismo que se apodera desse não dá hipótese.
A disolução, penso, iria provocar um caos de dimensões únicas. Se esse cenário, duvidoso, se vier a verificar, desenvolverei.
Sampaio será em qualquer das circunstâncias crucificado. Vai ser pela sua capangagem, estou quase certo.o
 
Sunday, July 04, 2004
 
Ontem no meio das lembranças que fazem a vida, no meio das lembranças que a reinventam o tempo passou.
Hoje porque essas lembranças são também a dos filmes, dos filmes que fizeram, que são a nossa vida e nesses está algures, entre outros e outras o grande Brando deixo aqui uma elegia. Porque nem sempre atrás de um grande actor está um grande Homem. Brando tinha o seu tamanho. Imenso.http://www.commondreams.org/views04/0702-14.htmm
 
Friday, July 02, 2004
 
Há algum tempo, no Porto, passei pelo jardim da Sophia. Lembrei-me da poesia que a fazia, que a fazia e a tornava palavra e desta assumia todos os sentidos.
Hoje nasceu,certamente, uma constelação de sons de fúrias, de cores e imprevistos para lhe receber a alma no infinito.
Sophia de Mello Breyner Andresen era, é (como os tempos perdem sentido face à alma sem tamanho) a maior sensibilidade do nosso tempo. Uma senhora sem tempo, num tempo que parece esgotar-se no efémero da futilidade.
Hoje vou ler pela infinita vez as suas poesias onde ela se fez e se continua. E vou recordar o seu suspiro, o seu som e
ver-lhe a imagem nesse.
Com tristeza, mas com a alegria de a continuar a ter na palavra, que fica, no que passa..
 
 
Há questões legais/constitcionais e há as questões políticas. E o PR não é um mero árbitro. Ou não devia ser.
Dito isto e pensando que o PR vai trair o seu eleitorado e desprezar (como fez quando foi presidente da Câmara) os seus compromissos políticos em nome do Superiores Interesses do Estado (mas quem é o Estado?), penso que a outro nível as questões são mais claras. Para a CML terá que haver eleições, pois aí sim elege-se o presidente da Câmara e numa Assembleia Municipal dominada pela oposição não é crível (a não ser que o dedo do Vasco Franco intervenha a favor do poder...) não haja no quadro de uma moção de censura que convocar novas eleições para o Executivo (sabendo ainda por cima que dado a impossibilidade legal de Carmona Rodrigues voltar à vereação só lá estão uma espécie de luminárias...)
O Verão promete agora que contra os indigentes gregos só nos resta ser campeões para que não seja uma equipa que é a negação do futebol que gostamos a ganhar...È
 
Thursday, July 01, 2004
 
O campeonato de futebol tem sido melhor do que se poderia antever. Alguns bons jogos e escassa violência, no campo e fora dele. Lamentável é o fervor nacionalista que parece estar a crescer ( e ontem o cúmulo dos ridiculos era ver a primeira dama embrulhada, qual galdéria, na bandeira).
E termos 25 minutos de futebóis num telejornal que só depois dá 3 à crise e 1 ao resto, a tudo o resto. Notícias requentadas e idiotas. É assim quie está Portugal. A sair da crise de depressaão sejundo o Presidente Sampaio...
Veremos o que faz ele para que depois desta crise surja ou não outra. Com PSL 1º devo ser um dos muitos que se prepara para emigrar...C
 
civetta.buho@gmail.com

ARCHIVES
06/01/2003 - 07/01/2003 / 07/01/2003 - 08/01/2003 / 08/01/2003 - 09/01/2003 / 09/01/2003 - 10/01/2003 / 10/01/2003 - 11/01/2003 / 11/01/2003 - 12/01/2003 / 12/01/2003 - 01/01/2004 / 01/01/2004 - 02/01/2004 / 02/01/2004 - 03/01/2004 / 03/01/2004 - 04/01/2004 / 04/01/2004 - 05/01/2004 / 05/01/2004 - 06/01/2004 / 06/01/2004 - 07/01/2004 / 07/01/2004 - 08/01/2004 / 08/01/2004 - 09/01/2004 / 09/01/2004 - 10/01/2004 / 10/01/2004 - 11/01/2004 / 11/01/2004 - 12/01/2004 / 12/01/2004 - 01/01/2005 / 01/01/2005 - 02/01/2005 / 02/01/2005 - 03/01/2005 / 03/01/2005 - 04/01/2005 / 04/01/2005 - 05/01/2005 / 05/01/2005 - 06/01/2005 / 06/01/2005 - 07/01/2005 / 07/01/2005 - 08/01/2005 / 08/01/2005 - 09/01/2005 / 09/01/2005 - 10/01/2005 / 10/01/2005 - 11/01/2005 / 11/01/2005 - 12/01/2005 / 12/01/2005 - 01/01/2006 / 01/01/2006 - 02/01/2006 / 02/01/2006 - 03/01/2006 / 03/01/2006 - 04/01/2006 / 04/01/2006 - 05/01/2006 / 05/01/2006 - 06/01/2006 / 06/01/2006 - 07/01/2006 / 07/01/2006 - 08/01/2006 / 08/01/2006 - 09/01/2006 / 09/01/2006 - 10/01/2006 / 10/01/2006 - 11/01/2006 / 11/01/2006 - 12/01/2006 / 12/01/2006 - 01/01/2007 / 01/01/2007 - 02/01/2007 / 02/01/2007 - 03/01/2007 / 03/01/2007 - 04/01/2007 / 04/01/2007 - 05/01/2007 / 05/01/2007 - 06/01/2007 / 06/01/2007 - 07/01/2007 / 07/01/2007 - 08/01/2007 / 08/01/2007 - 09/01/2007 / 09/01/2007 - 10/01/2007 / 10/01/2007 - 11/01/2007 / 11/01/2007 - 12/01/2007 / 12/01/2007 - 01/01/2008 / 01/01/2008 - 02/01/2008 / 02/01/2008 - 03/01/2008 / 03/01/2008 - 04/01/2008 / 04/01/2008 - 05/01/2008 / 05/01/2008 - 06/01/2008 / 06/01/2008 - 07/01/2008 / 07/01/2008 - 08/01/2008 / 08/01/2008 - 09/01/2008 / 09/01/2008 - 10/01/2008 / 10/01/2008 - 11/01/2008 / 11/01/2008 - 12/01/2008 / 12/01/2008 - 01/01/2009 / 01/01/2009 - 02/01/2009 / 02/01/2009 - 03/01/2009 / 03/01/2009 - 04/01/2009 / 04/01/2009 - 05/01/2009 / 05/01/2009 - 06/01/2009 / 06/01/2009 - 07/01/2009 / 07/01/2009 - 08/01/2009 / 08/01/2009 - 09/01/2009 / 09/01/2009 - 10/01/2009 / 10/01/2009 - 11/01/2009 / 11/01/2009 - 12/01/2009 / 12/01/2009 - 01/01/2010 / 01/01/2010 - 02/01/2010 / 02/01/2010 - 03/01/2010 / 03/01/2010 - 04/01/2010 / 04/01/2010 - 05/01/2010 / 05/01/2010 - 06/01/2010 / 06/01/2010 - 07/01/2010 / 07/01/2010 - 08/01/2010 / 08/01/2010 - 09/01/2010 / 09/01/2010 - 10/01/2010 / 10/01/2010 - 11/01/2010 / 11/01/2010 - 12/01/2010 / 12/01/2010 - 01/01/2011 / 01/01/2011 - 02/01/2011 / 02/01/2011 - 03/01/2011 / 03/01/2011 - 04/01/2011 / 04/01/2011 - 05/01/2011 / 05/01/2011 - 06/01/2011 / 06/01/2011 - 07/01/2011 / 07/01/2011 - 08/01/2011 / 08/01/2011 - 09/01/2011 / 09/01/2011 - 10/01/2011 / 10/01/2011 - 11/01/2011 / 11/01/2011 - 12/01/2011 / 12/01/2011 - 01/01/2012 / 01/01/2012 - 02/01/2012 / 02/01/2012 - 03/01/2012 / 03/01/2012 - 04/01/2012 / 04/01/2012 - 05/01/2012 / 05/01/2012 - 06/01/2012 / 06/01/2012 - 07/01/2012 / 07/01/2012 - 08/01/2012 / 08/01/2012 - 09/01/2012 / 09/01/2012 - 10/01/2012 / 10/01/2012 - 11/01/2012 / 11/01/2012 - 12/01/2012 / 12/01/2012 - 01/01/2013 / 01/01/2013 - 02/01/2013 / 02/01/2013 - 03/01/2013 / 03/01/2013 - 04/01/2013 / 04/01/2013 - 05/01/2013 / 05/01/2013 - 06/01/2013 / 06/01/2013 - 07/01/2013 / 07/01/2013 - 08/01/2013 / 08/01/2013 - 09/01/2013 / 09/01/2013 - 10/01/2013 / 10/01/2013 - 11/01/2013 / 11/01/2013 - 12/01/2013 / 12/01/2013 - 01/01/2014 / 01/01/2014 - 02/01/2014 / 02/01/2014 - 03/01/2014 / 03/01/2014 - 04/01/2014 / 04/01/2014 - 05/01/2014 / 05/01/2014 - 06/01/2014 / 06/01/2014 - 07/01/2014 / 07/01/2014 - 08/01/2014 / 08/01/2014 - 09/01/2014 / 09/01/2014 - 10/01/2014 / 10/01/2014 - 11/01/2014 / 11/01/2014 - 12/01/2014 / 12/01/2014 - 01/01/2015 / 01/01/2015 - 02/01/2015 / 02/01/2015 - 03/01/2015 / 03/01/2015 - 04/01/2015 / 04/01/2015 - 05/01/2015 / 05/01/2015 - 06/01/2015 / 06/01/2015 - 07/01/2015 / 07/01/2015 - 08/01/2015 / 08/01/2015 - 09/01/2015 / 09/01/2015 - 10/01/2015 / 10/01/2015 - 11/01/2015 / 11/01/2015 - 12/01/2015 / 12/01/2015 - 01/01/2016 / 01/01/2016 - 02/01/2016 / 02/01/2016 - 03/01/2016 / 03/01/2016 - 04/01/2016 / 04/01/2016 - 05/01/2016 / 05/01/2016 - 06/01/2016 / 06/01/2016 - 07/01/2016 / 07/01/2016 - 08/01/2016 / 08/01/2016 - 09/01/2016 / 09/01/2016 - 10/01/2016 / 10/01/2016 - 11/01/2016 / 11/01/2016 - 12/01/2016 / 12/01/2016 - 01/01/2017 / 01/01/2017 - 02/01/2017 / 02/01/2017 - 03/01/2017 / 03/01/2017 - 04/01/2017 / 04/01/2017 - 05/01/2017 / 05/01/2017 - 06/01/2017 / 06/01/2017 - 07/01/2017 / 07/01/2017 - 08/01/2017 /


Powered by Blogger