insignificante
Tuesday, March 30, 2004
 
Para quem ainda tiver dúvidas sobre a aliança trosquista/neo-liberal do Sr. Silva
" A crise ética que assola o governo já ameaça transformar-se em crise etnica. Parece que o Presidente Lula não tem consciencia das repercusões de suas falas, assim como não se sente comprometido com as medidas que anuncia, passíveis de serem mudadas segundo as oscilações da conjuntura política, em prejuízo dos menos favorecidos. A eventual redução de uma terra indigena já demarcada, especialmente num caso de alta visibilidade como este, constituiria um precedente inédito - desde a promulgação da Constituição de 1988 - e provocaria questionamentos judiciais e desgastes incalculáveis da imagem e da política indigenista do governo."
A propósito da (vinda do governo de FHC) demarcação da terra indigena de Roraima.
Hoje diz uma coisa, amanhã outra. Mais um sempre em é do oportunismo e da fata de príncipios!
 
 
Os jornais continuam a informar do aleatório e não do que é verdadeiramente importante, talvez por as direcções editoriais estarem completamente dependentes do politicamente correcto, seja ele qual for.
Passou despercebido dos média (porque não interessa a socialistas, sociais democratas e outros epigonos de política e economia...) a condenação a semana passada do canalha, sim do canalha que presidiu à Câmara de Cascais, sr. Judas, pelo tribunal dessa comarca a 6 meses de prisão, remíveis a multa e indeminização a dois ecologistas, que aqui saudo, o Eugénio Sequeira e o João Carlos Coelho, por pulhices durante o seu mandato.
M.B., com silêncio dos média. Talvez algum amigo do canalha esteja por aí...a
 
Monday, March 29, 2004
 
Lendo a espantástica entrevista do Féfé recordo porque razão votei no PSD. Mete medo ao susto ver o deserto de ideias, a incapacidade política, o vazio de estratégia, o amiguismo subliminar, a desculpa de Guterres raia o rei Ubu.Só poderíamos estar ainda pior se por algum cataclismo o abnegado Féfé fosse hoje 1º ministro. E acho que nunca (a não ser os do Eng. que esses foram de outro mundo!) tivemos um governo tão mediocre.
Mas vivemos num beco sem saída, limitados pela ditadura de médias sem alternânc ia aos discursos dominantes e onde só a espaços se desenvolve seriedade e bom senso.
Penso que só uma vaga resistência é possível e essa só se pode afirmar superando as criancices da revolução (e a própria ideia dessa já me assusta) e levando o Bloco a vi rar-se para a sociedade, abandonando os resíduos que por ele ainda mexem.Talvez assim se possa constituir também uma alternativa...
Mas requer muito pensamento...hoje sujeito a muitos bloqueios. 
 
Saturday, March 27, 2004
 
Continuamos tempos patéticos, em que os valores ou melhor uma ética pessoal se dilui completamente, no que toca a esmagadora maioria dos personagens que se exibem nos média, sendo estes por vezes os próprios jornalistas/candidatos a outra coisa.
Vivemos u ma feira de grandes e pequenas vaidades, que se desenvolvem no fatuo da palavra que não se significa e da notícia que não existe (mas é inventada e reproduzida...e depois tem um cantinho de errata ...)
O que é importante, o que tem algum sumo e profundida de passa ao lado, com a desculpa que o povo quer é circo, é circo que lhe é dado. Não percebem os palhaços que por aí polulam e nesse métier vegetam que amanhã será impossível produzir senão esse espectáculo. A que viramos costas, recordando o dito de Mar ia Antonieta "não têm pão...comam brioches"...a propósito dos jornais qualquer dia até venderem cuecas a acompanhá-los (será possivel que vendam aquelas enciclopédias, lamentáveis?)l
 
Wednesday, March 24, 2004
 
Hoje fui a Paredes de Coura. Assistir a uma fantastica apresentacao dos Drummonzinhos. Que conseguiram envolver e interagir com a escola local e tornar aquela hora fantastica.
Amanha, longe do efemero que os media retratam, vao estar pelas 16 horas na nova livraria que abriu portas na Calcada Marques de Abrantes....
 
Tuesday, March 23, 2004
 
Vivemos a insustentável leveza do jornalismo... A que título (além de mostrar ignorância conceptual!) o editorialista do Público (que reconheça-se é muito mais sensata que o neo-conservador Fernandes) adjectiva Carod Rovira de renegado? Quem é que ele renegou? Que ideias é que ele renegou? (por aí haveria muitos...)
Independente do juízo de valor do sr. se há algo que não se lhe pode chamar é renegado. Mas a palavra fica bem...essa a insustentável leveza que desvaloriza o jornalismo...
 
 
Duas notas:
- Vejam, aqueles que tem algumas dúvidas..., sobre o carácter criminoso da actual administração americana, o headline de hoje do commondreams, sobre o sr. Cheney...
- E a propósito de negociação...Israel soltou o Xeique Yassin (que agora assassinou!)....porque negociou com o Hamas...
Não se pode descontextualizar o instrumento negociação do enquadramento deste. Salvar uma vida que seja justifica não a tolerância com o intolerável mas método...
 
Monday, March 22, 2004
 
O governo do Estado de Israel mostrou, mais uma vez o seu carácter criminoso e totalitário. Hoje na linha, também, de uma cruzada religiosa e étnica (ONDE É QUE EU JÁ OUVI FALAR DE RAÇA ESCOLHIDA!). A morte do líder espiritual do Hamas ( que era um assassino sinistro e deveria com toda a lógica ser presente em tribunal e no quadro deste se condenado sujeito a prisão) é um inqualificável e barbaro assassinato (com mais cerca de vinte pessoas!) que envergonha a memória que não pode esquecer.
Ninguém tem o direito de tirar a vida. O estado ainda menos, pois neste o direito deve ser exercido para o legitimar. O Estado de Israel é, à muito, um estado fora do direito e à margem da lei! Fora desta.
 
Thursday, March 18, 2004
 
Hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros italiano e o Primeiro Ministro polaco disseram que a guerra no Iraque era um erro e que (os polacos) tinham sido enganados por Bush. É claro que não leram a inacreditável crónica de Pacheco ou o insultante editor ial de Fernandes... que voltaram (agora que os espanhóis castigaram a manipulação e esperam coerência por parte do PSOE, com as promessas que fez...) aos seus piores dias de bravata sem sentido e de argumentos sem sustentação...e que agora, com outros epí gonos do conservadorismo, mostram que perderam as estribeiras.
Assim o Zé Manel não chega a ministro e o Pacheco não recupera a oscilante credibilidade!
Toda a manipulação será descoberta! (e as sondagens do Fernandes. por exemplo!)ss
 
Tuesday, March 16, 2004
 
Há 3 meses que trabalho para uma empresa galega Instituto de Sondaxe. Passados estes três meses só me pagaram 3/4 de um mês e quando as ajudas de custo já ascendem a quase 800 euros, nem um centimo destas.
Eu e os meus colegas continuamos sem contratos assinados.
Esta empresa ganhou (apesar do resultado ter sido contestado judicialmente) o concurso do Eixo Atlântico para fazer as Agendas XXI dos seus membros. Tenho assistido a situações delirantes no processo de empenho das Câmaras (de algumas!).
Os responsáveis do Instituto fazem-me lembrar muito o Ferreira Torres.
Está bom de ver que isto não vai acabar bem.
E que terei muito que contar...c
 
 
Os espanhóis, como não?, puniram a manipulação mais grosseira e o atestado de menoridade que o P.P. lhes quis passar. Infelizmente elegeram um "apparachik" para 1º ministro. Penso que referi que é como o ToZé Seguro ser 1º ministro...alguém que na vida só teve cargos políticos e que nunca trabalhou a não ser na política.
O Zapateiro está limitado.É muito limitado. A Espanha portou-se à altura da sua dignidade. Oxalá o facto de ter eleito um personagem de opereta não a faça arrepender-se!
p
 
Thursday, March 11, 2004
 
O inomável não tem nome. Não há palavras para o terror!
Mas temos connosco a racionalidade que luta contra o horror.
Infelizmente face ao horror o discernimento desaparece.
Esclareço que considero a banda da ETA um grupo de assassinos, sem programa nem quaisquer escrupulos ou humanidade. Um bando que se alimenta do terrorismo.
Mas era evidente para qualquer pessoa ( e se for jornalista e não for idiota ainda mais!) que após o Batasuna ter dito que condenava o atentado e apresentava solidariedade ás vítimas (independete dos métodos não serem os da banda) que se tinha que procurar noutro lado os criminosos... mas serve às maravilhas o P.P. a encenação da ETA.
Lamentável são as Sousas, os Anunciações e os Rogeiros... mas é a vidaa
 
Sunday, March 07, 2004
 
Hoje é dia de eleições na Grécia. De hoje a 8 dias em Espanha. Daqui a uns meses para o Parlamento Europeu e em Novembro as presidenciais americanas.
E o que é notável é que todas elas se disputam entre Dupond e Dupont. Ou seja a única coisa (tirando uns pós residuais como a Nova esquerda na Grécia, alguns franco atiradores em Espanha, outros por aqui e por ali para o P.E. e Ralph Nader nas Américas) que pode mudar é o pessoal político, com todo o cortejo de nomeações que tal implica.
A política,salvo pequenos pormenores é sempre a mesma, condicionada pelos poderes económicos e/ou militares. Não há alternativas a esta desinteressante história. Não há formas de romper o cerco a que todo o pensamento criativo está limitado. E se por aqui e por ali há orgã os de comunicação social que trazem (e sobretudo na net) algum pensamento novo, em Portugal o vazio vai sendo cada vez maior. Casos conhecidos de censura "iluminada", da parte de quem já teve funções de censor num jornal de esquerda heterodoxa (demasiado p ara ele) são um indicador grave. Muito grave!u
 
Thursday, March 04, 2004
 
Talvez passem despercebidos nos nossos média...mas não devia, pois mostram a degradação política e o nível cívico abjecto do sr. Bush os anúncios com que inicia a campanha para a reeleição.
Em política não pode valer tudo, não pode ter lugar o inomável, nem o oportunismo desse, nesse.
As eleições americanas são o evento mais importante do ano. Ao mais do mesmo contrapõe-se, infelizmente, um candidato (sr. Kerry) pouco melhor. Talvez por isso o entusiamo da sua candidtura se esvaia na retórica e no passado.
Não é todavia indiferente ao mundo que ele possa ganhar. Pelo menos a América, hoje super proteccionista, isolada do mundo, e do mundo que a originou, poderia perder alguns pontos e integrar-se no sistema internacional. Mas no essencial as mudanças serã o dispiciendas.
Tem razão Ralph Nader! a
 
Tuesday, March 02, 2004
 
Não nos podemos calar quando se discute, novamente a questão da interupção voluntária da gravidez. E sobre essa questão não podemos esquecer que se tal legislação básica num quadro de democracia liberal não está aprovada é devido ao Sr Guterres. Nunca, nunca o iremos esquecer!
Talvez se atentarmos nas três palavras possamos limitar o ambito da discussão e cercear qualquer polémica. Gravidez, sabemos o que é. É a junção de um ovulo com um espermatozoide em condições ideias de temperatura. Deve ser um acto consciente e deliberado.
Se se interrompe é porque não foi consciente e ou deliberado! Se se interrompe voluntáriamente é obvio que não houve consciência na altura em que por variadas causas possíveis tal evento surgiu e ou se desenvolveu.
A chave é todavia a palavra voluntária. Ninguém pode obrigar uma mulher a não interromper a gravidez que não deseja.Esse acto, na sua enorme dor, deve ser protegido pela legislação e enquadrado no Sistema Nacional de Saúde.
É o que distingue ao liberalismo social e o autoritarismo. O direito à vida do direito!
P.S. Não posso deixar de bolsar sobre o inenarrável bandido que preside à Câmara de Marco de Canavezes. Agora com o beneplacito do Loureiro...r
 
civetta.buho@gmail.com

ARCHIVES
06/01/2003 - 07/01/2003 / 07/01/2003 - 08/01/2003 / 08/01/2003 - 09/01/2003 / 09/01/2003 - 10/01/2003 / 10/01/2003 - 11/01/2003 / 11/01/2003 - 12/01/2003 / 12/01/2003 - 01/01/2004 / 01/01/2004 - 02/01/2004 / 02/01/2004 - 03/01/2004 / 03/01/2004 - 04/01/2004 / 04/01/2004 - 05/01/2004 / 05/01/2004 - 06/01/2004 / 06/01/2004 - 07/01/2004 / 07/01/2004 - 08/01/2004 / 08/01/2004 - 09/01/2004 / 09/01/2004 - 10/01/2004 / 10/01/2004 - 11/01/2004 / 11/01/2004 - 12/01/2004 / 12/01/2004 - 01/01/2005 / 01/01/2005 - 02/01/2005 / 02/01/2005 - 03/01/2005 / 03/01/2005 - 04/01/2005 / 04/01/2005 - 05/01/2005 / 05/01/2005 - 06/01/2005 / 06/01/2005 - 07/01/2005 / 07/01/2005 - 08/01/2005 / 08/01/2005 - 09/01/2005 / 09/01/2005 - 10/01/2005 / 10/01/2005 - 11/01/2005 / 11/01/2005 - 12/01/2005 / 12/01/2005 - 01/01/2006 / 01/01/2006 - 02/01/2006 / 02/01/2006 - 03/01/2006 / 03/01/2006 - 04/01/2006 / 04/01/2006 - 05/01/2006 / 05/01/2006 - 06/01/2006 / 06/01/2006 - 07/01/2006 / 07/01/2006 - 08/01/2006 / 08/01/2006 - 09/01/2006 / 09/01/2006 - 10/01/2006 / 10/01/2006 - 11/01/2006 / 11/01/2006 - 12/01/2006 / 12/01/2006 - 01/01/2007 / 01/01/2007 - 02/01/2007 / 02/01/2007 - 03/01/2007 / 03/01/2007 - 04/01/2007 / 04/01/2007 - 05/01/2007 / 05/01/2007 - 06/01/2007 / 06/01/2007 - 07/01/2007 / 07/01/2007 - 08/01/2007 / 08/01/2007 - 09/01/2007 / 09/01/2007 - 10/01/2007 / 10/01/2007 - 11/01/2007 / 11/01/2007 - 12/01/2007 / 12/01/2007 - 01/01/2008 / 01/01/2008 - 02/01/2008 / 02/01/2008 - 03/01/2008 / 03/01/2008 - 04/01/2008 / 04/01/2008 - 05/01/2008 / 05/01/2008 - 06/01/2008 / 06/01/2008 - 07/01/2008 / 07/01/2008 - 08/01/2008 / 08/01/2008 - 09/01/2008 / 09/01/2008 - 10/01/2008 / 10/01/2008 - 11/01/2008 / 11/01/2008 - 12/01/2008 / 12/01/2008 - 01/01/2009 / 01/01/2009 - 02/01/2009 / 02/01/2009 - 03/01/2009 / 03/01/2009 - 04/01/2009 / 04/01/2009 - 05/01/2009 / 05/01/2009 - 06/01/2009 / 06/01/2009 - 07/01/2009 / 07/01/2009 - 08/01/2009 / 08/01/2009 - 09/01/2009 / 09/01/2009 - 10/01/2009 / 10/01/2009 - 11/01/2009 / 11/01/2009 - 12/01/2009 / 12/01/2009 - 01/01/2010 / 01/01/2010 - 02/01/2010 / 02/01/2010 - 03/01/2010 / 03/01/2010 - 04/01/2010 / 04/01/2010 - 05/01/2010 / 05/01/2010 - 06/01/2010 / 06/01/2010 - 07/01/2010 / 07/01/2010 - 08/01/2010 / 08/01/2010 - 09/01/2010 / 09/01/2010 - 10/01/2010 / 10/01/2010 - 11/01/2010 / 11/01/2010 - 12/01/2010 / 12/01/2010 - 01/01/2011 / 01/01/2011 - 02/01/2011 / 02/01/2011 - 03/01/2011 / 03/01/2011 - 04/01/2011 / 04/01/2011 - 05/01/2011 / 05/01/2011 - 06/01/2011 / 06/01/2011 - 07/01/2011 / 07/01/2011 - 08/01/2011 / 08/01/2011 - 09/01/2011 / 09/01/2011 - 10/01/2011 / 10/01/2011 - 11/01/2011 / 11/01/2011 - 12/01/2011 / 12/01/2011 - 01/01/2012 / 01/01/2012 - 02/01/2012 / 02/01/2012 - 03/01/2012 / 03/01/2012 - 04/01/2012 / 04/01/2012 - 05/01/2012 / 05/01/2012 - 06/01/2012 / 06/01/2012 - 07/01/2012 / 07/01/2012 - 08/01/2012 / 08/01/2012 - 09/01/2012 / 09/01/2012 - 10/01/2012 / 10/01/2012 - 11/01/2012 / 11/01/2012 - 12/01/2012 / 12/01/2012 - 01/01/2013 / 01/01/2013 - 02/01/2013 / 02/01/2013 - 03/01/2013 / 03/01/2013 - 04/01/2013 / 04/01/2013 - 05/01/2013 / 05/01/2013 - 06/01/2013 / 06/01/2013 - 07/01/2013 / 07/01/2013 - 08/01/2013 / 08/01/2013 - 09/01/2013 / 09/01/2013 - 10/01/2013 / 10/01/2013 - 11/01/2013 / 11/01/2013 - 12/01/2013 / 12/01/2013 - 01/01/2014 / 01/01/2014 - 02/01/2014 / 02/01/2014 - 03/01/2014 / 03/01/2014 - 04/01/2014 / 04/01/2014 - 05/01/2014 / 05/01/2014 - 06/01/2014 / 06/01/2014 - 07/01/2014 / 07/01/2014 - 08/01/2014 / 08/01/2014 - 09/01/2014 / 09/01/2014 - 10/01/2014 / 10/01/2014 - 11/01/2014 / 11/01/2014 - 12/01/2014 / 12/01/2014 - 01/01/2015 / 01/01/2015 - 02/01/2015 / 02/01/2015 - 03/01/2015 / 03/01/2015 - 04/01/2015 / 04/01/2015 - 05/01/2015 / 05/01/2015 - 06/01/2015 / 06/01/2015 - 07/01/2015 / 07/01/2015 - 08/01/2015 / 08/01/2015 - 09/01/2015 / 09/01/2015 - 10/01/2015 / 10/01/2015 - 11/01/2015 / 11/01/2015 - 12/01/2015 / 12/01/2015 - 01/01/2016 / 01/01/2016 - 02/01/2016 / 02/01/2016 - 03/01/2016 / 03/01/2016 - 04/01/2016 / 04/01/2016 - 05/01/2016 / 05/01/2016 - 06/01/2016 / 06/01/2016 - 07/01/2016 / 07/01/2016 - 08/01/2016 / 08/01/2016 - 09/01/2016 / 09/01/2016 - 10/01/2016 / 10/01/2016 - 11/01/2016 / 11/01/2016 - 12/01/2016 / 12/01/2016 - 01/01/2017 / 01/01/2017 - 02/01/2017 / 02/01/2017 - 03/01/2017 / 03/01/2017 - 04/01/2017 / 04/01/2017 - 05/01/2017 / 05/01/2017 - 06/01/2017 / 06/01/2017 - 07/01/2017 / 07/01/2017 - 08/01/2017 / 08/01/2017 - 09/01/2017 / 09/01/2017 - 10/01/2017 / 10/01/2017 - 11/01/2017 / 11/01/2017 - 12/01/2017 /


Powered by Blogger